Os papagaios podem comer tomate?

Se você se pergunta se os papagaios podem comer tomate, adiantamos que a resposta não é dicotômica. Descubra aqui os requisitos para que um papagaio possa comer essa fruta.
Os papagaios podem comer tomate?

Última atualização: 09 novembro, 2021

Os papagaios podem comer tomate? Certamente você já se perguntou isso se vive com uma ave exótica. Embora se alimentem principalmente de matéria vegetal, nem todas as frutas e vegetais são indicados para os psitacídeos.

No caso específico do tomate, é muito provável que você tenha encontrado informações contraditórias na internet: uns dizem que é proibido e outros que nada acontece. Qual é o certo? Embora a opinião entre os especialistas também seja variável, não se pode dar uma resposta absoluta, mas existem certas considerações importantes. Aqui você pode descobrir mais sobre esse assunto.

O tomate é bom para os papagaios?

Os papagaios são animais onívoros. No entanto, exceto por alguns insetos desavisados encontrados na natureza, sua dieta é estritamente composta de sementes, frutas e vegetais. Quando um papagaio é mantido fora de seu habitat, os vegetais que encontra em seu ambiente podem não estar disponíveis, levantando a questão de se eles podem comer certos alimentos.

O tomate, como qualquer fruta, é uma fonte de vitaminas e minerais benéficos para o corpo. Especificamente, contém vitaminas C, B, E, betacaroteno e ácido fólico, além dos minerais potássio, magnésio, ferro e fósforo. Os papagaios se beneficiam de todos esses micronutrientes sem problemas.

Então, os papagaios podem comer tomate? A resposta é sim, embora excluí-lo da dieta em caso de dúvida também não prejudique o animal. Além disso, como com qualquer outro tipo de alimento, não se deve oferecer a fruta em excesso.

Tomates em um fundo branco.

Quais tipos de tomate são tóxicos para os papagaios?

No entanto, é necessário fazer um esclarecimento sobre esse assunto. O tomate contém uma substância chamada solanina, um alcaloide presente em algumas plantas solanáceas, principalmente nas folhas, nos frutos e nos tubérculos. É uma substância de sabor amargo com propriedades pesticidas que faz parte do sistema de defesa da planta contra insetos e outros animais.

A solanina é tóxica para os papagaios. No entanto, é encontrada em maior concentração no tomate quando está verde. Conforme a fruta amadurece, a concentração de solanina diminui. Por isso, mesmo que contenha parte dessa substância, o tomate maduro é adequado para a alimentação dos papagaios, já que não possui quantidade prejudicial suficiente para deixá-los doentes.

No entanto, se você duvida da quantidade de tomate que seu papagaio pode tolerar, é melhor não dar a fruta ou oferecê-la muito ocasionalmente.

No entanto, o tomate verde nunca deve ser dado ao papagaio, pois nesse caso podem ocorrer danos ao aparelho digestivo e até anemia, já que a solanina tem efeito hemolítico. A dose necessária para produzir intoxicação em uma ave dependerá da quantidade de tomate ingerida e do tamanho da própria ave.

Alimentos proibidos para papagaios

Embora ainda se discuta se os papagaios podem comer tomate ou não, existem outros alimentos que podem ser confirmados como proibidos para essas aves. Os mais importantes são estes:

  • Açúcar.
  • Café e bebidas energéticas.
  • Álcool.
  • Chocolate.
  • Leite e ovo.
  • Lanches preparados para humanos.
  • Abacate.
  • Cebola.
  • Berinjela.
  • Salsinha.
  • Leguminosas crus.
  • Tubérculos crus.
  • Carne.
  • Cogumelos

Benefícios de uma dieta balanceada para papagaios

A alimentação dos papagaios é um fator-chave para manter sua qualidade de vida e garantir sua saúde contra possíveis doenças ou eventos prejudiciais, como o estresse de uma mudança de casa ou mudanças climáticas repentinas. Além disso, o efeito da dieta será claramente refletido em sua plumagem, vitalidade e caráter.

Em cativeiro, procuramos sempre imitar a alimentação do papagaio na natureza, para que seja possível obter todos os nutrientes que a ave necessita, mesmo não consumindo os mesmos alimentos que ela encontraria no ambiente natural. Esta dieta ideal consiste no seguinte:

  1. Mistura de sementes: deve constituir cerca de 60% do total de alimentos que a ave ingere ao longo do dia. Uma boa mistura contém um mínimo de 10-12 sementes diferentes, e as sementes de girassol devem ser reservadas como prêmio.
  2. Frutas, legumes e verduras: os 40% restantes do cardápio devem ser uma salada de frutas, leguminosas demolhadas e verduras frescas. Descubra quais vegetais sua ave deve ou não consumir, pois alguns deles podem ser tóxicos.
  3. Oleaginosas: fornecem minerais e gorduras vegetais que são benéficos para o seu papagaio, mas devem ser administradas como um petisco e ocasionalmente.

O mais adequado é distribuir essa dieta em 2 doses por dia, uma de manhã e outra à tarde. Dessa forma, são imitados os hábitos dos papagaios selvagens, que costumam se alimentar de manhã cedo e antes de escurecer.

Existem também misturas de rações que ajudam a nutrir os papagaios mais seletos e garantem que eles recebam todos os nutrientes necessários, embora cada caso deva ser avaliado individualmente.

Siga estas 3 dicas para cuidar de um pássaro como animal de estimação.

Ter uma dieta balanceada não apenas manterá a ave em boas condições, como também evitará muitas visitas ao veterinário. Como sempre, sua melhor arma será a prevenção: se você tem dúvidas se papagaios podem comer tomate ou não, escolha outra fruta permitida. Acima de tudo, lembre-se de que manter espécies exóticas em cativeiro implica uma grande responsabilidade.

Pode interessar a você...
As incríveis habilidades cognitivas dos papagaios
Meus Animais
Leia em Meus Animais
As incríveis habilidades cognitivas dos papagaios

Os psitacídeos, entre eles os papagaios, são um grupo de aves que, assim como os corvídeos, destacam-se pelas suas grandes habilidades cognitivas.



  • Piñeiro, C. J. S., & Bert, E. (2011). Principios en la alimentación de psitacidas. REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria12(11), 1-3.
  • Morales, H. A. (2005). Fauna silvestre en condiciones de cautividad doméstica en Costa Rica: problemática y soluciones. Biocenosis19(2).
  • Perlman, J. Feeding Birds for Optimal Health.