A pega-rabuda: características, comportamento e curiosidades

junho 29, 2019
Esta é uma das aves que mais desperta curiosidade e superstições. Você quer saber tudo sobre a pega-rabuda?

A pega-rabuda é uma das aves mais inteligentes que existem. Elas habitam a Europa, a Ásia, a América do Norte e a África, e se adaptam a qualquer ecossistema sem quaisquer dificuldades.

Estas aves podem se instalar em campos, cidades ou terras cultivadas. Também em sebes, árvores, bosques rurais, parques ou jardins, em áreas de vegetação escassa ou abundante.

Seu nome científico é Pica pica. Também são chamadas de pega-rabilonga. Por muito tempo estiveram ameaçadas, pois foram classificadas como prejudiciais às lavouras.

O número dessas aves vem crescendo nos últimos anos, especialmente graças a sua enorme capacidade de sobreviver diante do aumento das concentrações humanas.

Características gerais da pega-rabuda

Uma das características desta espécie é a sua plumagem preta e branca, acompanhada de pinceladas azuis, roxas ou verdes nas asas.

Seu tamanho varia entre 40 e 51 centímetros, dos quais cerca da metade correspondem à cauda. Sua envergadura varia entre 50 e 62 centímetros, com um peso que gira em torno de 200 gramas.

Com olhos pequeninos e um bico longo, reto e bastante forte, a pega-rabuda tem um comportamento nervoso e emite rápidos sinais de alerta em caso de qualquer eventualidade.

Seu canto não é um dos mais bonitos do reino animal, sendo frequentemente descrito como uma espécie de alarme sonoro. Sua vida média é de 15 anos.

Esta curiosa ave está bastante espalhada por toda a Europa, sendo a ave mais comum no território espanhol. Observá-las em liberdade é relativamente fácil, já que não costumam voar muito alto.

De natureza onívora, o seu cardápio inclui um número variado de alimentos. Elas comem aves menores, ovos, frutas, caracóis, roedores, pequenos répteis e insetos, como as aranhas, por exemplo. Durante o inverno, elas podem se tornar necrófagas e procurar alimentos no lixo.

Características gerais da pega-rabuda

Período reprodutivo

A pega-rabuda é o tipo de ave que tem um único parceiro durante toda a vida.

Elas constroem os ninhos nos galhos mais grossos das árvores, principalmente nas copas, embora às vezes também selecionem arbustos de não mais do que um metro de altura. Também não é estranho que elas se instalem em prédios urbanos.

A época de acasalamento da pega-rabuda acontece durante a primavera, por isso elas começam a construir o ninho em março; são construções caracterizadas pela sua forma esférica com uma entrada lateral. A parede mais profunda é de barro, com uma espessura de aproximadamente quatro centímetros. Elas protegem a parte superior com uma cúpula de galhos.

A pega-rabuda se reproduz apenas uma vez por ano, pondo de quatro a sete ovos de cor esverdeada, chocados exclusivamente pela fêmea.

A incubação da pega-rabuda dura de 17 a 20 dias, período no qual o casal mantém um comportamento discreto e silencioso. Uma vez fora da casca, os filhotes são alimentados pelos pais durante um mês, até aprenderem a voar.

Comportamento da pega-rabuda

Astuta: este é um dos adjetivos mais utilizados para definir esta espécie. Elas mantêm uma comunicação eficaz, que lhes permite agir de forma sincronizada para se defender contra o ataque de aves maiores. Além disso, também são capazes de se organizar para expulsar predadores terrestres.

Quando encontram o cadáver de um animal grande, elas emitem gritos estridentes, a fim de atrair a atenção de abutres e corvos. Isso ocorre porque, para que elas possam se alimentar da ‘presa’ encontrada, precisam desses outros pássaros para romper a pele antes que possam comer.

A maneira como a pega-rabuda toma precauções e armazena alimentos excedentes chama a atenção. Para esta finalidade, elas usam lugares insuspeitos para outras espécies, de modo que as suas reservas raramente são ameaçadas.

Comportamento da pega-rabuda

Curiosidades

A pega-rabuda costuma ter uma predileção peculiar por objetos brilhantes. Já foram encontradas joias de grande valor nos seus ninhos, bem como latas ou espelhos. A pega-rabuda, assim como os primatas, elefantes e golfinhos, é capaz de reconhecer o seu próprio reflexo.

Outra habilidade dessa espécie é a de identificar e separar as pessoas entre ‘conhecidos’ e ‘estranhos’. Às vezes, podem assumir alguns humanos como membros do seu bando, chegando ao extremo de defendê-los com a sua própria vida.

Além disso, se forem ensinadas desde filhotes, conseguem imitar a voz humana com a mesma habilidade que os papagaios. Depois dos gatos pretos e dos corvos, é um dos animais que mais desperta superstições dentro da cultura popular.