Peixe-betta dragon: habitat, características e cuidados

Os bettas são excelentes animais de estimação, mas os cuidados dispensados a esses exemplares nas lojas de animais não correspondem às suas reais necessidades. Descubra por quê.
Peixe-betta dragon: habitat, características e cuidados

Última atualização: 01 Julho, 2021

O peixe-betta (Betta splendens) ou peixe-de-briga-siamês, ou ainda apenas betta, é um actinopterígio de água doce nativo do sudeste da Ásia, especificamente Camboja, Laos, Malásia, Indonésia, Tailândia e Vietnã. É importante destacar que, embora existam mais de 73 espécies do gênero Betta, todos os peixes criados em cativeiro derivaram de linhagens selvagens de Betta splendens. O peixe-betta dragon é um deles.

Até o momento, foram obtidas até 37 variedades de peixes-betta, todas com cores, tonalidades e caudas diferentes. A reprodução seletiva está criando exemplares muito bonitos, mas os possíveis problemas derivados disso também devem ser levados em consideração. Aqui está tudo o que você precisa saber para cuidar de um peixe-betta dragon.

Habitat dos peixes-betta

Antes de nos dedicarmos aos cuidados de qualquer espécie em cativeiro, é necessário conhecer seu habitat natural, pois isso nos dará muitas respostas. Os peixes-betta são animais tropicais de água doce que vivem em corpos d’água parados e pouco profundos, como planícies aluviais, marismas e arrozais. É justamente sua relação com os arrozais que levou à domesticação.

Embora vivam em locais de tamanho reduzido e considerável estagnação, esses animais precisam de muita vegetação para sobreviver no ambiente natural. Eles são insetívoros estritos e, portanto, requerem plantas e algas que atraiam pequenos crustáceos e invertebrados. Entre outros alimentos, os peixes-betta adoram larvas de mosquitos e zooplâncton.

O peixe-betta dragon não é encontrado na natureza, pois é o produto de cruzamentos sucessivos entre espécimes criados em cativeiro. Os bettas selvagens são muito menos chamativos, com tons de verde, marrom e cinza.

Características físicas do peixe-betta dragon

Em geral, todos os bettas crescem até 6-8 centímetros de comprimento, independentemente de seu morfotipo. A cauda e as barbatanas podem ser mais ou menos longas e, juntamente com a coloração, distinguem os diferentes tipos de peixes-betta presentes no mercado: mármore, dragon, bicolores, butterfly, cambodian e muitos mais.

Por sua vez, o peixe-betta dragon se destaca por ter uma cor de base avermelhada e um perfil bruto, com uma cauda muito menos chamativa do que a das outras variedades. A característica que encanta os aquariófilos do mundo todo é o tom iridescente e metálico de suas escamas, que por sua vez são espessas e duras, como se fossem as escamas de um dragão.

Seu corpo achatado e suas escamas brilhantes conferem a esse peixe uma aparência resistente e brilhante.

 

Aparência grosseira do peixe-betta dragon.

Dimorfismo sexual

Quando se trata de morfotipos de betta, sempre nos referimos aos machos. As fêmeas são muito menos chamativas, então poucos tutores optam por mantê-las, a menos que queiram reproduzir uma variedade específica. Essa espécie apresenta um dimorfismo sexual muito acentuado.

Comparadas aos machos, as fêmeas são pequenas e apresentam cores muito menos vibrantes. Além de serem menores em tamanho, suas barbatanas, sua cauda e os opérculos de suas brânquias são muito menos visíveis, conforme indicado por fontes profissionais.

Comportamento do peixe-betta dragon

Como acontece com todos os bettas, os machos são extremamente agressivos e lutarão até a morte com outro de sua espécie se colocados no mesmo aquário. Tampouco deixarão em paz fêmeas de sua própria espécie, por isso é sempre aconselhável manter os exemplares separados, em aquários de 15 a 20 litros de capacidade.

No entanto, esses peixes são animais muito inquisitivos, ativos e curiosos. Você poderá observar o espécime o seguindo ao longo do aquário e interagindo com as plantas, o que deixará você maravilhado com a sua natação rápida e frenética. Esses animais certamente têm muita personalidade.

Alimentação

Como já dissemos, todos os peixes-betta são insetívoros estritos, então eles nunca vão se alimentar de matéria vegetal. Sua dieta deve ser rica em proteínas, então você só pode comprar alimentos secos específicos para eles. Se a escolha for oferecer uma dieta pouco específica, o animal começará a apresentar deficiências nutricionais em pouco tempo.

Por outro lado, em cativeiro é possível observar que os peixes-betta adoram caçar. Em algumas lojas, você pode encontrar larvas de mosquitos vivas, artêmias e dáfnias, pequenos invertebrados que habitam colunas de água doce em ambientes naturais. Combinar as escamas secas com essas presas naturais fará com que seu betta fique brilhante e cheio de energia.

Cuidados com o aquário

É comum ver peixes-betta sendo mantidos em copos plásticos ou aquários minúsculos para venda. Embora eles possam sobreviver por algum tempo nesse estado, não o recomendamos de maneira alguma, pois podem causar doenças de longa duração. Idealmente, um macho deve ter um aquário de pelo menos 5-10 litros para si, melhor se for maior (20L).

Se você quer ter um peixe-betta em condições ideais, também deve conseguir um pequeno filtro e um aquecedor, pois a temperatura da água não deve cair abaixo de 25° C. Embora sejam peixes muito resistentes, eles requerem ciclagem da água, valores de pH específicos e uma qualidade mínima do ambiente. Na lista a seguir, apresentamos alguns dos requisitos mais importantes:

  • Temperatura da água: de 24 a 28° C. Se essa temperatura não puder ser atingida no inverno, é necessário obter um aquecedor.
  • pH da água: 7 é o valor ideal, embora o peixe possam suportar um pouco mais. Esse parâmetro pode ser medido com tiras de pH específicas à venda em lojas profissionais.
  • Trocas de água: um aquário sem filtro requer duas trocas de 25% por semana e uma troca semanal de 100%. Isso provoca muito estresse ao animal e pode causar doenças, então é muito melhor obter um filtro e trocar 25% da água a cada semana. Nunca use água fresca da torneira, por causa da quantidade de cloro.
  • Colegas de aquário: é melhor que o peixe fique sozinho o tempo todo. No entanto, alguns bettas são tolerantes a peixes limpadores e alguns peixes de fundo.

Os peixes-betta têm um órgão denominado labirinto, que lhes permite obter oxigênio diretamente da superfície. No entanto, isso não significa que sejam invencíveis ou resistentes a doenças bacterianas e à má qualidade da água. Se você não tiver um aquário minimamente equipado, é uma questão de tempo para que o seu betta morra.

Os bettas não podem ser mantidos por muito tempo em copos plásticos ou caixas de água.

Doenças associadas

Qualquer betta mantido em condições inadequadas desenvolverá patologias em longo prazo. Uma das condições mais comuns nesses animais é o apodrecimento das nadadeiras, ou fin rot, causada por agentes bacterianos como Pseudomonas fluorescens. Nesse quadro, as nadadeiras começam a apodrecer até chegar ao fundo.

Além do fin rot, peixes mal cuidados podem desenvolver inflamações oculares, úlceras, crescimento de fungos na superfície das escamas, exoftalmias (olhos esbugalhados) e muito mais. Não é que os bettas sejam mais propensos a essas condições, mas eles tendem a apresentá-las mais devido ao equívoco de se pensar que eles suportam serem mal cuidados.

Dizem que a variedade “dragon” de peixe-betta é propensa à cegueira, mas essa informação não foi comprovada cientificamente.

Reprodução do peixe-betta dragon

Os peixes-betta dragon se reproduzem como outros membros de sua espécie. Se um macho e uma fêmea interessada se juntam, o macho começa a fazer um cortejo nupcial, na forma de várias poses e acrobacias. Para impressionar a sua pretendente, os machos fazem vários ninhos de bolhas e a fêmea os examina.

Uma vez que o cortejo tenha ocorrido, a fêmea e o macho se “abraçarão” em um ato reprodutivo, no qual os óvulos são liberados e ocorre a fertilização externa. É o macho quem cuida da prole. E um betta jovem atinge a maturidade sexual 5 meses após o nascimento.

Um peixe-betta construindo um ninho nupcial.

Notas finais

O peixe-betta dragon é mais uma variedade de Betta splendens, além das mais de 30 já existentes. São espécimes belos e deslumbrantes, mas é necessário ter em mente que os sucessivos cruzamentos entre consanguíneos que deram origem ao morfotipo podem ser prejudicial ao animal em longo prazo.

Se você deseja obter um betta dragon, procure um criador profissional que poderá garantir o estado de saúde dos peixes. Em caso de dúvida ou desconfiança, é melhor procurar uma variedade “mais geral” que apresente menos problemas.

It might interest you...
A importância do pH no aquário
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
A importância do pH no aquário

Fatores diferentes devem ser levados em consideração, como temperatura, salinidade, dureza da água ou pH. Veja a importância do pH no aquário!