Peixe-bolha: conheça suas principais características!

março 13, 2019
O peixe-bolha é um animal marinho muito estranho, que vive nas profundezas. Sua aparência muda ao ser levado à superfície: seu corpo é gelatinoso e com baixa densidade, características que lhe dão uma aparência um tanto desagradável.

O peixe-bolha é uma espécie de peixe da família Psychrolutidae e seu nome científico é Psychrolutes marcidus. Esta espécie é endêmica da Austrália, Tasmânia e Nova Zelândia.

Sua textura gelatinosa e ossos macios faz dele um peixe bastante estranho e curioso, embora esta aparência estranha seja ainda mais admirável quando ele é retirado da água.

Portanto, esse peixe tem duas aparências: a normal, quando está debaixo d’água, e a gelatinosa, na superfície.

Características anatômicas do peixe-bolha

A estrutura e aparência do seu corpo é diferente quando na água e quando na superfície. Devido à baixa pressão que existe no exterior, quando se trata da superfície, sua textura torna-se gelatinosa e macia.

Acredita-se que a fêmea é maior que o macho. Sua cor fica entre creme claro e bege escuro, dependendo se está na água ou na superfície.

Chegam a medir entre 30 e 40 centímetros de comprimento; não possuem músculos e seu corpo é gelatinoso e de ossos moles.

peixe-bolha
Fonte: www.lonelyplanet.com

Seu corpo pouco denso ajuda-os a flutuar no fundo do oceano. Dessa forma, eles nadam sem gastar energia e sobrevivem no mar profundo.

Sua cabeça é de tamanho grande e serve para ele poder flutuar nas profundezas do mar. Ele também tem barbatanas estreitas para se mover lentamente.

Além disso, possui grandes olhos gelatinosos que permitem visibilidade no escuro. Não tem dentes.

Distribuição e habitat do peixe-bolha

É uma espécie bentônica, de águas temperadas, entre 3 e 9 °C. Encontra-se exclusivamente nas profundezas dos oceanos, entre as costas da Austrália, Nova Zelândia e Tasmânia.

O peixe-bolha vive numa faixa de profundidade entre 400 e 1,7 mil metros, onde a pressão é 100 vezes maior em comparação com a da superfície.

Isso se justifica porque o peixe muda sua aparência à medida em que se move em direção à superfície: devido à falta de pressão na água.

Comportamento e reprodução do peixe-bolha

Os peixes-bolha põem grandes quantidades de ovos, acredita-se que um pouco mais de 80 mil, mas apenas entre 1% e 2% atinge a idade adulta.

Tanto o macho quanto a fêmea os guardam no ninho até chocarem. Eles têm um comportamento passivo e tranquilo. Isso os favorece quando se alimentam com comida que flutua em seu ambiente.

peixe-bolha
Fonte: www.lonelyplanet.com

A falta de músculos desse peixe não é um impedimento para ele se alimentar. Porque eles não são predadores, não caçam ou perseguem.

Eles podem comer qualquer coisa comestível ou animal que passe em seu caminho; por isso, sua dieta é baseada em pequenos peixes, moluscos e crustáceos que habitam águas profundas.

Apesar de não ter dentes para triturar a comida, o peixe-bolha tem um sistema digestivo otimizado. Seu estômago está cheio de sucos gástricos com capacidade corrosiva para digerir todos os tipos de alimentos.

Estado de conservação

O peixe-bolha está propenso a entrar nas listas de animais em perigo de extinção. Isto se deve principalmente às técnicas de pesca de arrasto.

Geralmente eles são capturados acidentalmente pelas redes, o que afeta bastante sua população e a diminui consideravelmente. Além disso, esse tipo de pesca modifica e destrói o habitat onde eles vivem.

May, J.L. y Maxwell , J.G.H. (1986). Trawl fish from temperate waters of Australia. Tasmania: CSIRO Division of Fisheries Research.