A peculiar personalidade desconfiada do pastor branco suíço

· maio 8, 2019
Fiel e inteligente, o pastor branco suíço está sendo cada vez mais escolhido como animal de estimação, mas é necessário entender as suas origens e a sua personalidade para evitar problemas.

Com sua pelagem bonita como a neve, sua aparência de lobo e suas orelhas pontudas, esta é uma raça escolhida para casas com muito espaço ao ar livre. Se você pretende adotar um, deve ter em mente uma característica peculiar da personalidade do pastor branco suíço: ele é um pouco desconfiado. Vamos falar mais sobre isso neste artigo.

Características gerais do pastor branco suíço

Esta raça faz parte do grupo 1 de acordo com a Federação Cinológica Internacional (FCI), que abriga os cães pastores. No entanto, a sua principal ‘função’ atualmente é a de cão de companhia.

Assim como o seu próprio nome indica, esta raça surgiu na Suíça (embora algumas teorias afirmem que os primeiros espécimes nasceram na Alemanha), onde é altamente valorizada por seu nível de obediência e capacidade de busca e rastreamento. Graças às suas habilidades, instinto e treinamento, esta é uma das raças mais conhecidas nas provas de agility.

Ao contrário do que se acredita, o pastor branco suíço não é albino, pois a sua cor clara se deve a fatores genéticos. Sua aparência é semelhante à do pastor alemão: robusto, com musculatura definida, pelagem longa, tamanho médio e silhueta harmoniosa e elegante. Sem dúvida, suas orelhas eretas, seu longo focinho e seu longo rabo são suas principais marcas pessoais.

Também conhecida como berger blanc (em francês), esta raça é considerada uma das mais bonitas entre aquelas que se assemelham aos lobos.

Caráter e personalidade do pastor branco suíço

Embora o pastor branco suíço seja um excelente cão de pastoreio e tenha habilidades para determinados trabalhos no campo, o fato é que cada vez mais pessoas estão optando por ele como cão de companhia, devido à sua lealdade e inteligência.

Características gerais do pastor branco suíço

De temperamento calmo, embora sempre alerta para identificar qualquer situação estranha, este cachorro não hesitará nem por um instante se tiver que defender qualquer membro de sua família ou ‘manada. O lado ruim é que ele é muito propenso a latir, gemer ou rosnar diante de qualquer acontecimento que fuja da sua rotina.

A desconfiança do pastor branco suíço

Diz-se que o pastor branco suíço tem uma personalidade desconfiada, até mesmo com os donos e pessoas conhecidas. Quando isso acontece, ele abaixa as orelhas, esconde o rabo entre as pernas e abaixa o tronco.

O comportamento um tanto ‘fugidio’ da raça pode ser a única coisa que ofusca esse belo e maravilhoso animal. Além do medo ou timidez de cada espécime (que podem ser tratados com várias técnicas, brincadeiras ou ensinamentos), vale a pena destacar o que muitos criadores conhecem como ‘protensão’.

Durante muito tempo, acreditou-se que a protensão ou o excesso de desconfiança do pastor branco suíço estivesse relacionado à timidez. No entanto, foi determinado posteriormente que a causa é o receio que os animais ‘meio domesticados’ costumam ter.

Embora seja uma característica da sua personalidade, a protensão também possui uma grande carga genética e, portanto, está mais presente em algumas raças. Estamos nos referindo basicamente àquelas que não se afastaram tanto dos seus ancestrais, os lobos. Poderíamos mencionar, além do pastor branco suíço, o husky siberiano, o malamute do Alasca, o samoieda e o pastor alemão, entre outros.

Caráter e personalidade do pastor branco suíço

Embora possamos considerar que a desconfiança seja um traço positivo em um animal de estimação (para não demonstrar fraqueza diante do perigo ou para nos proteger de ameaças), ela também pode causar problemas em casa. A protensão não aparece apenas com seres desconhecidos, mas também com amigos ou parentes.

Nos casos em que a timidez excessiva não causar desconforto para o animal e para aqueles ao seu redor, podemos ‘aceitar’ que esse traço distintivo da raça seja mantido. No entanto, se considerarmos que o animal deve ser sociável e ‘agradável’ com visitas frequentes, então é importante saber como agir e conviver com ele.

Socializar é a chave

Para evitar que o nosso pastor branco suíço tenha esse comportamento, é fundamental socializá-lo desde filhote e ‘apresentá-lo’ a todas as pessoas do nosso entorno que vierem nos visitar. Deste modo, o receio típico da raça será bastante reduzido e ele se tornará o cachorro perfeito!

Vilà, C. (2000). Hibridación Entre Perros Y Lobos; Revisión De Estudios Genéticos Y Análisis De La Situación En La Península Ibérica. Galemys. https://doi.org/10.1371/journal.pgen.1004016