Pinguim-azul, o menor pinguim do mundo

agosto 23, 2019
O pinguim-azul é um animal pequeno, com características únicas, que habita as costas da Nova Zelândia. Saiba mais sobre estas pequenas aves noturnas.

O pinguim-azul é um animal muito interessante que habita as costas da Nova Zelândia. Também conhecido como pinguim-anão, essas aves são as menores da família Spheniscidae.

Os pinguins são aves que não voam. Ao contrário das aves que voam, os ossos dos pinguins são “ocos”, o que os ajuda a nadar com maior facilidade. Esses pinguins medem cerca de 30 centímetros de altura na idade adulta e pesam aproximadamente um quilo.

Os pinguins são aves de hábitos principalmente noturnos, e, em alguns casos, podem ser vistos próximos a áreas urbanas. Apesar de seu pequeno tamanho, esses pinguins costumam fazer bastante barulho durante a noite, em seus períodos de maior atividade.

Habitat e distribuição do pinguim-azul

A cor desse pinguim é – como seu próprio nome indica – azul. Alguns chegam a ser quase pretos, ainda que a maioria deles tenha uma cor um pouco grisalha. Assim como os demais pinguins, o pinguim-azul tem o abdômen na cor branca.

Assim como muitos outros animais, o pinguim-azul apresenta dimorfismo sexual, o que implica que os machos são ligeiramente maiores que as fêmeas. Além disso, seus bicos costumam ser mais largos e escuros.

Diariamente, esses pinguins ingerem 25% de seu peso corporal se alimentando de pequenos peixes. São exímios caçadores, já que são rápidos dentro d’água devido ao seu tamanho e seu pouco peso.

Habitat e distribuição

O pinguim-azul habita, principalmente, as ilhas Norte, Sul e Stewart, na Nova Zelândia. No entanto, muitos pinguins visitam regularmente as ilhas dos Três Reis.

Além disso, o pinguim-azul costuma habitar as costas do sudeste australiano. Na Austrália, este pinguim é conhecido como pinguim-fada, e faz parte do folclore local.

Comumente, os pinguins-azuis criam suas tocas em montes de areia ou perto de grandes rochas. Sempre que possível, o pinguim-azul prefere que seu ninho fique protegido por uma densa vegetação.

Atualmente, há pelo menos 32.000 pinguins-azuis adultos vivendo na Nova Zelândia.

Pinguim-azul, o menor do mundo

O pinguim-azul passa a maior parte da sua vida nadando. Essa espécie de pinguim é uma das que mais vive na água. Os pinguins-azuis podem passar vários dias na água sem precisar voltar à costa.

Reprodução do pinguim-azul

Dependendo da época do ano, um pinguim-azul pode passar quase um mês na água, sem voltar à terra firme. Por isso, usam pouco os seus ninhos, principalmente durante a temporada de acasalamento.

Diferentemente de outras espécies, os pinguins-azuis não têm um único parceiro ao longo de suas vidas. Além disso, um casal pode colocar um ou dois ovos de cada vez.

Ambos os pais se revezam para chocar os ovos, enquanto o outro caça e nada. O período de incubação dura aproximadamente 35 dias. Depois, os pais alimentam o filhote por meio da regurgitação.

O filhote passa à fase adulta entre 7 e 11 semanas após o seu nascimento. A partir de então, espera-se que o jovem pinguim possa nadar e caçar por conta própria.

  • Gales, R.; Green, B. (1990) The Annual Energetics Cycle of Little Penguins (Eudyptula Minor). Ecology: Ecological Society of America. Volume 71, Issue 6. Pp. 2297-2312
  • Bethge, P.; Nicol, S.; Culik, B. (2009) Diving behaviour and energetics in breeding little penguins (Eudyptula minor). Journal of Zoology. Volumen 242, Número 3. Pp. 483-502
  • Dann, P. (1991) Distribution, Population Trends and Factors Influencing the Population Size of Little Penguins Eudyptula minor on Phillip Island, Victoria. Emu: Jurnal of BirdLife Australia. Volumen 91, Número 5. Pp. 263-272