Por que as gatas carregam os filhotes?

É normal observar as gatas carregando seus filhotes pela casa, pois elas têm um forte instinto de mantê-los seguros. Aqui vamos contar tudo sobre esse comportamento.
Por que as gatas carregam os filhotes?

Última atualização: 07 Janeiro, 2022

É comum ver as gatas carregando seus filhotes nos dias após o parto e até levando-os aos tutores. É um comportamento que intriga as pessoas, porque parece não ter um motivo aparente.

Neste artigo, você encontra uma explicação completa sobre esse comportamento que vai ajudar você a compreendê-lo completamente. Se você mora com uma gata que acabou de dar à luz, acumular conhecimentos a esse respeito será útil para ajudá-la a enfrentar melhor os momentos mais delicados durante o cuidado com os filhotes. Não perca.

Por que as gatas carregam seus gatinhos?

Os gatos, embora tenham sido domesticados por milhares de anos, ainda mantêm certos comportamentos instintivos típicos de seus ancestrais selvagens. O exemplo mais característico dessa afirmação é o instinto de caça, que o gato transforma em brincadeiras e emboscadas pela casa.

Quando se trata de comportamento de cuidado materno, a gata também age de acordo com seus impulsos naturais. Em liberdade, uma fêmea que está para dar à luz irá buscar um refúgio onde ela possa se esconder e ninguém a incomode nesse momento tão vulnerável.

Após o parto, e já com os gatinhos do mundo, sua próxima atitude será a vigilância, pois os filhotes nascem totalmente dependentes. Portanto, a mãe fica alerta o tempo todo para defender seus filhotes de possíveis ataques de predadores.

Graças a esse instinto, as gatas carregam seus filhotes de um abrigo para outro à medida que se movem para encontrar comida. Por ter que deixar a ninhada sozinha para ir caçar, elas irão mover os filhotes constantemente para enganar os predadores e não se afastar muito deles.

As gatas carregam seus filhotes de um lugar para outro por simples proteção. É um ato embutido em seu código genético.

Por que elas também fazem isso em casa?

Depois de ler isto, talvez você possa ter pensado que sua casa é um lugar livre de perigos, no qual o felino viveu durante anos sem ter nenhum problema. Então, por que as gatas movem seus gatinhos mesmo em um ambiente seguro?

É importante que você esteja ciente de que sua gata não percebe o mundo da mesma forma que você. Além disso, os felinos são suscetíveis ao estresse, então uma situação delicada como criar uma ninhada vai despertar seus instintos de desconfiança, mesmo que tudo corra bem à primeira vista.

Cada vez que a gata perceber algum sinal de perigo (ou algo que ela interprete como perigoso), ela pegará seus filhotes e os transportará. Embora seja impossível evitar completamente que a fêmea tenha esse comportamento, é muito útil deixá-la fazer o ninho onde ela preferir, pois isso moverá menos os filhotes.

Por que a gata leva os filhotes para o tutor?

Se é estranho ver a gata carregando os filhotes de um lugar para outro, essa sensação aumenta quando ela os leva até o seu tutor. A explicação para isso é que o felino adulto vê seu humano como uma figura que transmite segurança, de modo que o associa a um local adequado para deixar seus filhos.

Porém, você não deve manusear os filhotes ou permitir que sua gata os deixe com você por longos períodos, pois você corre o risco de ela acabar rejeitando-os por estarem impregnados com seu cheiro. Devolva os filhotes à mãe quando ela descansar ou mude o ninho para o ponto da casa onde você passa mais tempo.

É um comportamento patológico?

Esse comportamento não é necessariamente um problema, desde que a gata não esteja sofrendo de estresse ou ansiedade. Por outro lado, se você tem um vínculo muito forte com o seu felino, existe a possibilidade de que ele acabe desenvolvendo dependência emocional durante o período de lactação.

Se algum dos pequeninos tiver alguma deficiência ou malformação, é possível que a mãe os coma. Isso também pode acontecer se a gata perceber muito perigo para a ninhada. Matar os próprios filhos, embora soe horrível aos ouvidos humanos, é um mecanismo natural que permite recuperar os recursos biológicos investidos na reprodução.

Por outro lado, se a gata muda muito os gatinhos de um lugar para outro e insiste em levá-los até você, eles podem correr o risco de serem abandonados pela mãe, pois ela se sente estressada.

É possível o cio após o parto em gatos?

Esterilizar e adotar

Se você é a figura principal de um lar adotivo ou trabalha com protetores, certamente não é a primeira vez que se depara com uma fêmea grávida que precisa ser assistida em um lar. Em geral, os grupos de proteção aos animais conseguem encontrar uma família para os pequenos.

No entanto, se você está pensando em cruzar a sua gata, recomendamos que você pense muito bem se poderá assumir a responsabilidade pelos filhotes. Eles estão destinados a um lar adequado desde antes de nascerem? Você conseguirá arcar com as despesas e os esforços necessários para auxiliar a gata em todo o processo? Sua decisão afetará não apenas sua vida, mas a da sua gata e de todos os filhotes que vierem ao mundo.

Pode interessar a você...
Alimentando filhotes desmamados precocemente
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Alimentando filhotes desmamados precocemente

No caso de você encontrar animais jovens sem uma mãe, você precisará saber como alimentar adequadamente filhotes desmamados precocemente.



  • Bueno, R. Á. (2020). Etología felina: Guía básica sobre el comportamiento del gato. veterinaria.
  • Feldman, H. N. (1993). Maternal care and differences in the use of nests in the domestic cat. Animal Behaviour45(1), 13-23.
  • Bánszegi, O., Jacinto, E., Urrutia, A., Szenczi, P., & Hudson, R. (2017). Can but don’t: Olfactory discrimination between own and alien offspring in the domestic cat. Animal cognition20(4), 795-804.