Por que o mandril tem tantas cores?

· dezembro 10, 2018

A pigmentação da face e das costas são características marcantes do mandril. No entanto, você sabe por que ele tem tantas cores? O mandril (Mandrillus Sphinx) é uma espécie de primata africano conhecido pela sua pelagem marrom. Além disso, ele apresenta incríveis cores e tons esverdeados, tanto no rosto como nas partes traseiras.

Por que o mandril tem um rosto colorido?

Uma das questões que mais gera interesse em torno deste primata tem a ver com a cor do seu rosto. O rosto do mandril macho apresenta um focinho vermelho e azul, com listras, e cercado por pelos brancos.

No entanto, as fêmeas não têm esse rosto marcado. Essa é uma ótima maneira de diferenciar os sexos.

Como outros primatas, o mandril é guiado pela visão e reconhece outros indivíduos pelo rosto, além de olhar para essas cores vivas também para escolher um parceiro.

Outra coisa que também chama a atenção no caso do mandril é a coloração da suas partes traseiras.

Acredita-se que esta coloração permite que o babuíno localize outros membros do grupo nas selvas densas em que habita, funcionando como um grande sinal.

A cor do mandril é fascinante, pois não há outros animais azuis e vermelhos entre os mamíferos. Dessa forma, acredita-se que a pigmentação se deve à refração da luz contra o colágeno facial.

por que o mandril tem tantas cores?

Mandril: questão do sexo

Nesta espécie, os machos são muito diferentes das fêmeas. Além da coloração diferenciada, eles são muito maiores e chegam a pesar mais de 50 quilos. Por isso, são os primatas de maior tamanho, atrás apenas dos grandes símios, como o gorila.

As fêmeas do mandril, no entanto, mal chegam a 15 quilos, atingindo a maturidade sexual em três anos e meio. Deve-se dizer que sua expectativa de vida é de cerca de 20 anos, embora vivam 30 em cativeiro.

Outra das características diferenciadoras dos machos são as enormes presas que carregam. Elas podem atingir cerca de 12 centímetros de comprimento.

Comportamento do mandril

O mandril é um animal social que vive em grupos gigantescos de mais de 200 indivíduos, embora eles geralmente passem a maior parte do tempo em subgrupos menores.

Grupos de mais de 13 mil espécimes de mandril no Gabão foram documentados, o que os constitui como o maior grupo de primatas após os humanos.

Esses grupos são formados por jovens e fêmeas, já que a maioria dos machos adultos é solitária. Eles são animais onívoros que podem caçar, embora geralmente se alimentem de bagas e plantas.

por que o mandril tem tantas cores?

Seu principal predador é o leopardo, embora ele ataque principalmente fêmeas e animais jovens. Dessa forma, é difícil um leopardo ousar atacar um mandril imponente.

Mandris são principalmente terrestres, mas também escalam árvores. No chão, atuam como quadrúpedes digitígrados, enquanto que, nas árvores, podem se mover por saltos. São primatas diurnos e dormem nas árvores e, além disso, foram vistos utilizando ferramentas.

Habitat do mandril

Como outros animais, ele geralmente aproveita a presença de culturas humanas para se alimentar.

Isso criou conflitos entre esta espécie e os seres humanos, especialmente em países como Camarões, onde suas populações estão cada vez mais ameaçadas.

O mandril vive no oeste dos trópicos africanos, principalmente nas florestas frondosas da Guiné Equatorial e Congo, embora sua população tenha encolhido.

Apesar ser vítima da caça, ele não está em perigo de extinção. No entanto, sua situação é classificada como vulnerável.