Por que os cães são mais sociáveis que os gatos?

abril 9, 2019
Muitas pessoas afirmam que os cães são mais sociáveis que os gatos. Você sabia que há estudos que demonstram isso?

Se você perguntar a uma pessoa que tem um cachorro por que ela prefere os cães aos gatos, é possível que a resposta seja: os cães são mais sociáveis. Mas será que isso é verdade? Veremos abaixo os motivos dessa afirmação.

De fato, os cães são mais sociáveis que os gatos?

Antes de mais nada, queremos reafirmar que gostamos de todos os tipos de animais, sejam cachorros, gatos ou qualquer outro.

Esse artigo só pretende informar sobre os resultados de estudos realizados entre os dois animais de estimação mais comuns no mundo: cães e gatos.

Não podemos negar que os cães são mais expressivos e demonstram mais carinho. Quando chegamos em casa, quando lhe damos prêmios ou quando os levamos para passear.

Esses são os motivos superficiais e óbvios pelos quais muita gente afirma que os cães são mais sociáveis que outros animais de estimação.

Porém, há argumentos mais profundos que demonstram isso, como a existência de genes que têm um papel importante em uma doença que também ataca os humanos, a síndrome de Williams-Beuren.

Já foi demonstrado que os humanos que têm esse transtorno apresentam uma sociabilidade extrema e indiscriminada, fruto da doença.

Casal mimando seu cachorro

Esse estudo foi feito pela Universidade de Oregon, de Princeton e em algumas outras. Durante a pesquisa, foram encontrados esses genes, que têm a ver com o transtorno humano, e que nos cães se apresenta como uma mutação genética.

Como esse estudo foi feito?

Para analisar a fundo o assunto, levou-se em conta o comportamento de 18 cães de diferentes raças, puras ou híbridas.

Além disso, somaram-se ao experimento 10 lobos criados em cativeiro. Como conclusão, comprovou-se que, mesmo com ambas as espécies convivendo com humanos, os cães demonstraram um alto nível de sociabilidade, muito maior do que os lobos.

Mesmo com genes similares, somente as pessoas e os cães se igualaram em nível de sociabilidade. Nas pessoas, por exemplo, esse transtorno dá lugar também a uma aparência física diferente, como de um elfo. Ele parece ser causado pela falta de uma parte do cromossomo sete.

No entanto, entre os cães, esses genes com mutações encontram-se no cromossomo seis, e o animal não sofre nenhuma mudança em seu aspecto físico.

Além disso, estão presentes em todos os cães, sem importar a raça ou a idade, e isso lhes dá essa capacidade de sociabilidade.

No entanto, pode haver variações dependendo do exemplar. Assim, alguns podem sofrer alterações nesses genes, que os tornam mais simpáticos que o normal.

Ou, pelo contrário, alguns podem ser alterados a ponto de apresentarem uma sociabilidade menor do que a habitual.

Acredita-se, além disso, que a existência desses genes têm a ver com as relações com os humanos, pois estima-se que essa alteração dos genes fez com que os lobos sentissem medo e se tornassem mais gentis.

Assim, seres humanos e cães puderam ganhar a confiança um do outro e abrir caminho para a relação pets-donos que conhecemos hoje.

Isso quer dizer que os gatos não são sociáveis?

Gato recebendo carinho

É claro que não. Como falamos no início, somos a favor de todos os pets e animais. Os gatos são animais muito aptos para viver conosco. Mesmo tendo fama de serem mais independentes, continuam sendo bons animais de companhia.

A diferença está no fato de que os gatos “são mais na deles”, sem que nada mais importe para eles além deles mesmos.

Eles gostam de nós, mas quando querem. Dão carinho, mas quando querem. Vêm até nós, mas quando querem.

Essa é a principal diferença com os cães. Além disso, os gatos geralmente não se relacionam da mesma maneira na presença de pessoas ou animais desconhecidos. Isso é algo que não se pode negar, mas não quer dizer que estão nos menosprezando.

E você? É mais de cães ou de gatos? Com certeza você já notou essa diferença… mas já conhecia o motivo?