Os pterossauros não são dinossauros

maio 20, 2019
Os pterossauros foram répteis que habitaram a Terra há milhões de anos e que evoluíram para obter grandes asas. Os maiores chegavam a superar os 12 metros de envergadura.

Os pterossauros são conhecidos como um dos grandes animais que habitaram nosso planeta há milhões de anos, mas muita gente não sabe que estes animais voadores não eram dinossauros.

O que caracteriza um dinossauro?

Estes não são os únicos animais de aparência reptiliana de tempos passados que foram confundidos com estes grandes animais, como é o caso do dimetrodon. No entanto, o termo dinossauro quer dizer lagarto terrível, e fala de animais que se extinguiram há cerca de 68 milhões de anos.

No entanto, os dinossauros começaram a surgir há 250 milhões de anos, por isso falamos que eles passaram muito mais tempo na Terra do que o homem. Os dinossauros são um grupo de répteis que põem ovos e que têm dois buracos em suas cavidades orbitárias.

São animais terrestres com extremidades sob o corpo, e não voltadas para as laterais, como nos crocodilos, que lhes permitiam aguentar muito peso. Além disso, possuem outras características esqueléticas, como ter pelo menos três vértebras sacras e um buraco central na pélvis.

Pterossauros

O que são os pterossauros?

Os pterossauros não compartilham muitas destas características anatômicas com os dinossauros, por isso não são considerados como tais. São, no entanto, répteis que conviveram com estes animais e, assim como os dinossauros, chegaram a tamanhos impressionantes.

Os maiores pterossauros chegaram a ultrapassar os 12 metros de envergadura, algo que surpreende quando, atualmente os animais vivos de maior envergadura são alguns abutres que ultrapassam apenas os três metros.

Curiosamente, as aves e os pterossauros não estão relacionados. As aves podem ser consideradas dinossauros vivos atualmente, já que provêm dos poucos dinossauros que sobreviveram à extinção. Enquanto isso, os pterossauros são simplesmente répteis que evoluíram para obter suas asas de outra maneira, assim como os morcegos.

Na verdade, as aves têm muitas das características que citamos como sendo dos dinossauros, por isso estão diretamente relacionadas aos chamados celurossauros.

Pterossauro voando

Curiosidades sobre os pterossauros

Os pterossauros são animais muito curiosos, já que em sua descoberta os cientistas acreditaram que eram animais marinhos com barbatanas enormes. Assim como as aves, estes animais tinham ossos ocos que lhes permitiram manter o peso indicado para voar.

As asas eram similares às dos morcegos, e acredita-se que elas não apenas lhes permitiam planar, mas também exercer um voo similar ao das águias. Por outro lado, alguns possuíam mandíbulas similares a bicos, enquanto outros tinham dentes como agulhas. Muitos pterossauros tinham cristas.

Outra de suas curiosidades é o fato de que os pterossauros desenvolveram estruturas semelhantes a pelos que, assim como suas asas, são um caso de evolução convergente. Este falso pelo é conhecido com picnofibra, uma prova de que os pterossauros tinham sangue quente.

Acredita-se que estes animais tinham sacos aéreos, de forma similar às aves. Muitos pterossauros eram devorados por dinossauros terópodes, e foram descobertas vértebras de pterossauros com dentes de dinossauros incrustados. É provável que estes animais conseguissem se deslocar pelo solo, e que alguns deles fossem capazes de fazer isso com agilidade.

Está claro que estes gigantes foram animais fascinantes que não estão mais conosco, e que não foram dinossauros. Por isso, não confunda estes répteis voadores com seus companheiros terrestres.

Kellner, A. W. (2003). Pterosaur phylogeny and comments on the evolutionary history of the group. Geological Society, London, Special Publications217(1), 105-137.