Saiba tudo sobre o perigo das águas em que vivem os crocodilos

julho 7, 2018
Todos os anos morrem entre 800 e 1000 pessoas em consequência do ataque deste enorme réptil. Como eles aparentam ser lentos, o ser humano acredita que nada vai acontecer. No entanto, é importante deixar claro que somente 6, das 23 subespécies de crocodilos, são consideradas agressivas.

Podemos considerar os crocodilos perigosos?

Das 23 espécies de crocodilos, somente seis são consideradas perigosas. A razão principal disso acontecer é o grande tamanho dessas espécies. As menores variedades dificilmente podem machucar um ser humano.

O crocodilo do Nilo e o crocodilo marinho são duas das espécies mais conhecidas pelos seus ataques aos seres humanos. É importante ressaltar que isso costuma ocorrer devido à chegada do Homem a territórios considerados selvagens.

crocodilo

Anualmente, são registrados centenas de ataques mortais, cujo protagonista é o crocodilo do Nilo. Por outro lado, nas Ilhas Salomão e na Nova Guiné são muito comuns as denúncias de ataques de crocodilos marinhos. 

Outras espécies de crocodilos perigosos

Embora menos comum, também há casos de ataques de crocodilos no continente americanoDesde o “alligator” na Flórida até o jacaré na América do Sul, todo ano são noticiadas várias mortes causadas por esse feroz animal.

O jacaré normalmente caça mamíferos pequenos. Na verdade, acredita-se que eles atacam o ser humano porque se sentem ameaçados. 

Embora sejam muito conhecidos, tanto os crocodilo como os jacarés, cabe ressaltar que há uma grande diferença no comportamento dessas espécies.

Apesar de pertencerem à mesma família, o crocodilo costuma ser muito mais agressivo que o jacaré. Isto é devido, em partes, ao seu grande tamanho.

A relação entre o homem e crocodilos

Os crocodilos podem ser considerados perigosos? A resposta é sim, desde que o homem se introduza em seu habitat. O que acontece é que esse animal feroz é considerado o décimo animal mais perigoso do mundo.

crocodilo em seu habitat

Todos os anos há cerca de 800 a 1.000 mortes de pessoas devido aos ataques dessa espécie. No entanto, esse número é muito maior em termos de ataques mortais do homem em relação ao crocodilo.

A modificação do habitat desse animal, bem como a caça furtiva, afetou fortemente a população de várias subespécies. Na verdade, em 1992, o crocodilo-siamês esteve em perigo de extinção, mas, raças aos esforços de várias organizações protetoras da vida selvagem, foi possível reverter essa situação.

Existem muitas razões pelas quais esses animais são caçados. Muitos itens usados pelo homem, como bolsas, sapatos e carteiras são feitos com a pele de crocodilo genuína. Essas peças tendem a ser vendidas de forma ilegal.

Apesar de cada vez menos pessoas comprarem esses tipos de produtos, ainda existe a caçar furtiva do animal para o uso de sua preciosa pele.

Os crocodilos e o ataque aos humanos

Como vimos anteriormente, das 23 espécies de crocodilos, apenas seis são consideradas altamente perigosas para os seres humanos. O tamanho desses animais é fundamental nesse sentido, uma vez que existem vários estudos que garantem que espécies menores não conseguem matar um ser humano. Na pior das hipóteses, eles podem machucá-lo, mas se você receber os cuidados corretos, não terá muitas complicações.

crocodilo caçando

Embora os crocodilos serem criaturas grandes e ferozes, é importante lembrar que, se seu espaço for respeitado, nenhum problema irá ocorrer. É improvável que os ataques ocorram em áreas povoadas. Isso significa que os ataques se devem à interação muito próxima dessas criaturas com o ser humano.

Outro problema que surgiu nos últimos anos, e que ajudou a aumentar o ataque dessas criaturas, é a sua dieta. Pode parecer que são animais lentos e que é fácil tentar alimentá-los.

Além disso, houve casso de seres humanos alimentando crocodilos com o objetivo de domesticá-los. Essa imprudência colocou os responsáveis à beira da morte. É essencial ter em mente que é impossível domesticar os animais selvagens.

A resposta para a pergunta se os crocodilos são perigosos é muito mais simples do que parece: obviamente os animais selvagens caçam para sobreviver e matam para se defender. A chave é ficar longe de seu habitat e respeitar o seu espaço para evitar um encontro que pode ser fatal para os seres humanos.

Portanto, a prudência e o respeito por essa espécie são as chaves para se conseguir um bom relacionamento com as diferentes espécies de crocodilos. Podemos admirá-los, mas é imprescindível sempre manter uma distância segura.