Qual é o inseto mais barulhento que existe?

· maio 24, 2019
A cigarra é o inseto mais barulhento do planeta e é capaz de emitir sons que excedem 120 decibéis. Assim, os seres humanos podem ouvi-la a mais de meio quilômetro de distância.

Quando pensamos em espécies barulhentas, talvez muitos de nós imaginemos um animal gigante e pesado. No entanto, alguns pequenos animais, como os insetos, podem fazer sons muito poderosos. Quem nunca perdeu uma noite de sono graças ao barulho irritante de um mosquito? Mas o mosquito não é o inseto mais barulhento que existe. Descubra de qual deles estamos falando a seguir.

A cigarra, o inseto mais barulhento do mundo

A famosa canção da cigarra é tão característica e peculiar que inspirou diversas canções, poemas, romances e até crenças populares. Não é por acaso que cigarra é o inseto mais barulhento do mundo: seu som pode ultrapassar 120 dB e atingir um nível de vibração de até 86 Hz.

A canção da cigarra é tão poderosa que os seres humanos – que não têm uma audição tão desenvolvida quanto outras espécies – conseguem escutá-la a mais de 500 metros de distância.

O corpo das cigarras tem uma estrutura chamada aparelho estridulatório, nos lados de sua primeira porção abdominal. Neste aparelho encontramos os tímpanos, membranas quitinosas que atuam de maneira semelhante a uma caixa de ressonância.

A cigarra, o inseto mais barulhento do mundo

Graças a essas características particulares, o som que a cigarra emite se torna muito poderoso e pode se espalhar por vários quilômetros.

Por que as cigarras cantam? Antigamente era comum associar o som desse inseto a dias quentes. Hoje em dia, algumas pessoas ouvem a canção de uma cigarra e afirmam que “amanhã fará calor”.

Na verdade, as cigarras machos cantam durante o período de reprodução para atrair as fêmeas. É um método natural para comunicar sua presença, convocar as fêmeas e remover outros machos do seu território.

Como o tempo da reprodução das cigarras começa na primavera, quando os dias quentes retornam depois do inverno, a sabedoria popular associou sua música à chegada do calor.

O canto das cigarras

Os 5 animais mais barulhentos da natureza

Sem dúvida, a cigarra é o inseto mais barulhento do mundo, mas há outros animais que conseguem emitir vibrações e sons muito poderosos. A seguir, analisaremos quais são os animais mais barulhentos do nosso planeta:

Micronecta Scholtzi

O Micronecta Scholtzi é um insecto aquático pequeno, e o seu corpo tem a medida de apenas dois milímetros, mas o som que ele emite pode chegar a 99 decibéis. Portanto, é considerado o animal e o inseto mais barulhento em proporção ao seu tamanho. 

Como as cigarras, esses insetos “cantam” para atrair as fêmeas durante a fase de acasalamento. A vibração resulta de um processo conhecido como estridulação, em que o macho “esfrega” seu pênis contra o abdômen.

Incrivelmente, com um pênis de apenas 50 micrômetros, o Micronecta emite um som muito potente. No entanto, é difícil para o ser humano perceber seu som, já que mais de 90% de sua energia é perdida ao passar da água para o ar.

Os cachalotes (Physeter macrocephalus )

A poderosa canção das baleias domina os oceanos do nosso planeta, por isso estão sempre entre os animais mais comunicativos e ‘escandalosos’. No entanto, os cachalotes são particularmente conhecidos por emitirem o som mais intenso de todo o reino animal. 

É um tipo de clique muito alto e curto, que dura entre 15 e 30 milissegundos, mas atinge até 230 dB.

O camarão-pistola (Alpheus bellulus )

O camarão-pistola é uma pequena espécie nativa do Mediterrâneo que emite um som “explosivo” de até 200 dB. Além disso, usa suas poderosas pinças para formar uma bolha que funciona como um isolamento acústico.

Na verdade, os indivíduos dessa espécie modificam a pressão acústica de seu ambiente para melhorar seu próprio som. É um método muito peculiar de “atacar” e matar sua presa com ondas de choque que chegam a 100 km/h.

O morcego-pescador (Noctilio leporinus)

Todos os morcegos emitem ondas sonoras para se orientarem em seu habitat (um método conhecido como ecolocalização). Mas o morcego-pescador emite uma vibração extremamente poderosa, que pode chegar a 140 dB.

Como o som do morcego excede 20 Hz, é imperceptível aos ouvidos humanos. Por essa razão, geralmente tratamos os morcegos como animais silenciosos.

Kakapo ou papagaio-mocho ( Strigops )

Os kakapos são reconhecidos como as únicas espécies de papagaios que não podem voar. Sua canção de acasalamento é tão poderosa que pode exceder 130 dB e se estender por mais de cinco quilômetros. Infelizmente, está entre as espécies mais ameaçadas do planeta.