Raças de cães não reconhecidas pela FCI

· janeiro 29, 2018

A Federação Cinológica Internacional (FCI) se dedica a agrupar as raças caninas de acordo com suas características físicas e relacionadas ao seu temperamento. No total, existem 10 grupos diferentes. Além disso, cada um deles se divide em seções. No entanto, existem raças de cães que não são reconhecidas por diversos motivos, por exemplo: são raças reconhecidas por outras organizações caninas, ou que não preenchem os requisitos estipulados pela FCI. Saiba mais sobre isso, a seguir.

Quais são as raças não reconhecidas pela FCI?

No total, são 9 raças de cães não reconhecidas pela Federação Cinológica Internacional:

1. Pit Bull

Originária dos Estados Unidos, não conseguiu ser aceita pela FCI devido à controvérsia em torno dessa raça (relacionada às brigas clandestinas). No entanto, foi reconhecida pela American Kennel Club (UKC, na sigla em inglês), uma organização norte-americana que emite suas próprias regras de criação.

pitbull terrier americano

Trata-se de um cão de médio porte, que pesa até 30 kg, tem cabeça grande, olhos pequenos e bem separados, e mandíbula com mordedura em forma de tesoura. A pelagem pode apresentar qualquer cor, sendo mais comum a cor branca, negra e marrom. Em alguns países, é ilegal ter um Pit Bull.

2.  Boerboel

Esse cão é de origem sul-africana, de tipo molosso. Ele é proveniente do cruzamento entre um Bulmastife, um Dogue alemão, e do já extinto Buldogue alemão. É uma raça que serve de cão de guarda, ideal para trabalhos pesados, eque  segue os padrões estabelecidos por associações continentais. Ele pode chegar a pesar 90 kg e a medir 75 cm, da ponta do pescoço até as patas. A pelagem é de coloração amarelo-avermelhada-claro, cinza, marrom, castanho ou negro. Além disso, seu pelo apresenta uma textura macia e é curto.

O Boerboel é obediente, confiável, afetuoso, brincalhão e muito protetor da sua família (ao ponto de ser agressivo com estranhos). Além disso, não sente medo de nada e é muito seguro de si. Não é um cão bom para viver em apartamento por causa do seu pequeno porte e porque exige espaço para correr.

3. Alano Espanhol

É um cão de médio porte, empregado para captura ou caça. Ele surgiu do cruzamento de várias raças, como, por exemplo, o antigo Buldogue inglês e o extinto Buldogue alemão. Além disso, foi reconhecido apenas pela Sociedade Canina da Espanha. É um cão tipo molossoide, tem cabeça grande, pelagem curta e espessa (vermelho, negro, cinza ou listrado), focinho curto e pele grossa com dobras no pescoço.

É um pouco irrequieto, mas diferente do que aparenta ser, é um cão tranquilo. Além disso, o Alano Espanhol é seguro, valente e muito leal.

4. Buldogue americano

Ele surgiu no sudeste dos Estados Unidos com a finalidade de proteger o gado e ajudar os caçadores, é de médio porte, robusto, parrudo, muito ágil e vigoroso. A pelagem é curta, lisa e presa ao corpo, apresentando as cores branca, marrom, vermelho ou listrada. Tem uma cabeça grande, e focinho negro e lábios caídos.

O Buldogue americano é outra raça de cães não reconhecidos pela FCI, mas sim pela UKC. Quanto ao seu temperamento, trata-se de um animal sociável, inteligente, muito ativo, dominador com relação a outros cães, carinhoso e protetor. Pode ser uma boa escolha para uma família que vive em uma casa.

buldogue americando correndo

5. Akbash

Essa raça tem sua origem na Turquia, onde evoluiu há muitos séculos para cuidar de rebanhos de ovelhas. O nome significa “cabeça branca”. Quanto à sua aparência, é semelhante ao Cão da Montanha dos Pireneus.

Durante muito tempo, compartilhou sua denominação junto a outras raças turcas (Kangal e Kars) sob o nome de Pastor-da-anatólia. Hoje em dia, estão separados e os Akbash contam com uma associação internacional exclusiva para essa raça.

Existem duas variedades: uma de pelo curto e outra de pelo longo. Ambas têm coloração branca e são muito trabalhadores. Trata-se de um cão tranquilo quando não está a serviço, e dizem que cria laços afetivos com as ovelhas que cuida.

Os demais cães não reconhecidos pela FCI são o Alapaha de sangue azul (dos Estados Unidos), o Kangal (da Turquia), o Klee Kai (do Alasca) e o Shikoku innu (do Japão).