A resistência do lobo ao correr

Você sabia que o lobo é um dos melhores atletas existentes entre os mamíferos carnívoros? Descubra aqui algumas das características físicas invejáveis ​​desse notável animal.
A resistência do lobo ao correr

Última atualização: 20 Fevereiro, 2021

Para quem gosta de cachorro, poder ir à praia, à montanha ou a um parque, deixar o animal solto e vê-lo correr é uma das melhores experiências que se pode ter. O que eles nos transmitem visualmente com seu comportamento por meio da linguagem corporal é algo inexplicável, mas, quantas vezes nos perguntamos se não sobrecarregamos o animal ao fazê-lo brincar e correr com a bola?

Não devemos esquecer que os cães, assim como todas as espécies na Terra, têm ancestrais não domesticados totalmente preparados para a vida na natureza. Esse é o caso do lobo, e aqui vamos mostrar sua resistência incomum ao correr, entre outras capacidades incríveis.

A resposta está nos genes

Para encontrar uma resposta adequada diante do esforço físico canino, deixando de lado raça, idade, sexo e outras características relevantes, deveríamos começar pelo início, ou seja, buscar compreender a posição dos cães na árvore filogenética para nos aprofundar em suas origens.

Nesse caso, sabemos que o cão doméstico é um mamífero pertencente à família Canidae, dentro da qual vamos nos concentrar no lobo (Canis lupus sp.). O lobo, sim, porque é dele que descendem os cães (Canis lupus familiaris).

O próximo passo seria observar seus hábitos, para tentar saber quais são as características que o lobo pode ter, inclusive características físicas. Mas é claro que, nesse caso, estamos nos referimos ao lobo em seu ambiente natural, não em cativeiro.

Os híbridos entre cães e lobos são a prova viva da proximidade filogenética entre os dois animais.

O lobo como atleta

O lobo é um animal que caça em matilhas e percorre longas distâncias para se alimentar. Ele é um corredor de resistência, um maratonista nato. É um atleta de longa distância que consegue manter uma velocidade constante de 10 a 15 km/h por muito tempo, tanto em atividades de caça como em outros deslocamentos.

Por outro lado, ele pode atingir a velocidade máxima de 65 km/h por um tempo menor (cerca de 20 minutos). Para ter uma ideia do que isso significa, vamos pensar em Usain Bolt, um atleta célebre que chegou a correr a 45 km/h no tempo de uma corrida de 100 metros rasos (menos de 10 segundos).

Características físicas

Como o lobo consegue essa resistência e velocidade? A resposta é que ele tem uma anatomia bem definida para isso. A seguir, mostramos algumas de suas adaptações para a corrida:

  • Físico magro e esguio.
  • Músculos desenvolvidos.
  • Tórax estreito.
  • Pernas mais longas que as dos outros canídeos.
  • Músculos dorsais (costas) muito desenvolvidos.

Vamos nos aprofundar um pouco mais. Suas patas dianteiras são mais robustas que as traseiras e nas garras possuem membranas interdigitais (entre os dedos). Além disso, assim como outros animais, como os gatos, só apoia os dedos para andar. São essas características que o ajudam a equilibrar o peso em terrenos com a neve, evitando que afunde, o que lhe confere uma grande vantagem sobre suas presas.

Outra adaptação que o lobo apresenta em suas garras são almofadas (coxins) grossas, que proporcionam maior resistência e amortecimento ao caminhar ou correr, algo muito útil para animais que percorrem grandes extensões de terra.

Da mesma forma, nas patas dianteiras, as articulações do cotovelo estão orientadas para dentro enquanto as garras estão para fora. Isso lhes permite mover as duas extremidades do mesmo lado no mesmo plano, o que por sua vez os ajuda a manter o equilíbrio e lhes dá maior velocidade .

Um sobrevivente nato

Em conclusão, o lobo é um exemplo que a natureza nos dá de uma adaptação muitas vezes representada nas características físicas de um animal de acordo com seu modus vivivendi. Sabemos que o lobo não é o mais rápido dos mamíferos carnívoros, mas é um dos mais atléticos.

Estamos diante de um animal experiente nas corridas de longa distância, pois apresenta uma resistência que qualquer corredor de longa distância gostaria de ter. A natureza dá aos predadores essas adaptações, pois em um ambiente inóspito, a caça de presas pode significar a diferença entre a vida e a morte.

Pode interessar a você...
Dingo: uma subespécie de lobo que vive na Austrália
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Dingo: uma subespécie de lobo que vive na Austrália

O dingo, cientificamente chamado de Canis lupus dingo, é um mamífero placentário cuja linha evolutiva é comum à do lobo. Veja mais detalhes!