Rolinhas e pombos que vivem na Espanha

maio 7, 2019
Há cinco rolinhas e pombos que vivem na Espanha: aprenda a identificá-los e conheça as suas peculiaridades.

Existem várias espécies de rolinhas e pombos que vivem na Espanha e, embora todo mundo saiba reconhecer esse grupo de animais, a verdade é que poucas pessoas conhecem a variedade de espécies que existem.

Espécies de rolinhas e pombos encontradas na Espanha

Os pombos, juntamente com as rolinhas, formam o grupo dos columbídeos. Na Espanha, podemos encontrar cinco espécies bastante distintas:

Pombo-comum

Entre os pombos que vivem na Espanha, o mais comum, sem dúvida, é o pombo-comum (Columba livia) e, apesar disso, ele é um dos mais difíceis de distinguir devido à hibridação. Em outros idiomas, ele é conhecido como pombo-das-rochas, e isso ocorre porque ele não está associado a ecossistemas arbóreos, mas sim a ecossistemas rochosos.

Espécies de rolinhas e pombos

O pombo-comum é a espécie a partir da qual o pombo-doméstico foi obtido, de tal forma que é comum a mistura de diversas variedades dele. Assim, é difícil distinguir as espécies dos espécimes híbridos.

No entanto, existem várias características que o distinguem: tem duas faixas escuras nas asas que podem ser vistas perfeitamente quando ele pousa, com as asas fechadas. Além disso, entre as duas asas, na altura das faixas, ele tem um uropígio branco nas costas.

Pombo-torcaz

O pombo-torcaz (Columba palumbus) é o maior dentre os columbídeos da Península Ibérica e de toda a Europa continental. É uma espécie associada a florestas que pode atingir 43 centímetros de comprimento. Ele vive na área temperada da Europa, no Oriente Médio e no norte da África.

Pombo torcaz

A espécie é fácil de reconhecer, com um corpo grande e uma mancha branca no pescoço que a torna inconfundível. Na borda da asa, há uma marca que pode ser vista perfeitamente durante o voo.

Pombo-bravo

O pombo-bravo (Columba oenas) provavelmente é o pombo menos conhecido que podemos encontrar na Espanha. Este é um animal mais tímido e de menor tamanho que os demais; ele está presente em núcleos dispersos na península, principalmente em áreas florestais.

Pombo bravo

O pombo-bravo vive no oeste da Ásia e do Marrocos, além da Europa, onde o Reino Unido mantém um terço da população.

Neste caso, a maior parte do corpo do pombo é cinza-escuro uniforme, sem manchas brancas. Tem apenas um uropígio cinza claro e algumas leves manchas pretas nas asas.

Rola-turca

A rola-turca (Streptopelia decaocto) é uma rolinha nativa da Ásia que se espalhou por toda a Europa naturalmente no século passado. Chegou à Espanha nos anos 80, mas já se espalhou por todo o território, incluindo as Ilhas Baleares e Canárias. Ela é considerada uma espécie exótica invasora na América do Norte e no Japão.

Rolinhas e pombos da Espanha

De aparência mais leve do que os pombos, a rola-turca é fácil de identificar: tem uma plumagem cinza clara homogênea e um colarinho escuro na nuca. Embora prefira áreas rurais, é muito mais frequente em áreas urbanas do que a rola-comum. Sua capacidade de colonização lembra outras aves, como a garça-vaqueira.

Rola-comum

No caso da rola-comum ou europeia (Streptopelia turtur), estamos falando da espécie com menor presença na Península Ibérica. De comportamento tímido, ela prefere áreas rurais, mas ao contrário do restante, é raro que se acostume com a presença humana.

Rolinha comum

Neste caso, estamos falando de uma espécie vulnerável que vive não apenas na Europa, mas também no Norte da África e na Ásia Central.

É a menor: não ultrapassa 27 centímetros de comprimento. Suas asas têm uma beleza especial, com uma plumagem marrom e preta que forma escamas. Seu pescoço também chama a atenção, com linhas pretas e brancas, o que a torna uma das mais belas aves da Espanha.

Estas são apenas as rolinhas e pombos que vivem na Espanha de forma natural. Existem mais de 300 espécies de pombos e, infelizmente, este é um grupo muito pouco conhecido mas intimamente relacionado à nossa espécie.