Sete animais originários da Rússia

· julho 1, 2018
Existem espécies endêmicas desse grande país do oriente. Entre elas se destacam grandes predadores, aves de rapina, peixes e mamíferos muito animais curiosos.

O maior país do mundo é o lar de milhares de seres vivos. Existem até animais originários da Rússia que não habitam em nenhum outro local. Neste artigo, vamos contar quais são as espécies mais representativas desse país.

Alguns animais originários da Rússia

Dentro do vasto território russo, podemos encontrar muitas espécies de animais. No entanto, alguns deles são animais originários da Rússia (nativos). Podemos até encontrar endemismos, ou seja, eles só vivem naquele país e em nenhum outro país, pelo menos não em liberdade na natureza.

  1. Tigre de Amur

O também conhecido como o tigre siberiano – foto que abre este artigo – é um felino que habita as florestas do sudeste da Rússia, perto do rio Amur e perto da fronteira com a China. É o maior dos felinos e, infelizmente, está em perigo de extinção devido à caça furtiva.

Alimenta-se principalmente de ungulados como veados e alces. Compartilha o território com grandes predadores, como o lobo, o urso e o leopardo. Na cultura popular, representa várias cidades e regiões russas, como Vladivostok e Irkutsk.

  1. Golomianka

Este é um peixe que vive no famoso Lago Baikal (o mais fundo no mundo). Tem a pele transparente, não tem nenhuma bexiga natatória e, por essa razão, pode suportar a pressão da profundidade da água.

animais originários da Rússia

35% do seu corpo é composto de gordura. No passado, era pescado para ser usado como remédio e óleo para lâmpadas.

  1. Nerpa

Também conhecido como ‘Foca de Baikal’, vive apenas neste lago russo e é o único da família que passa toda a sua vida em água doce, que fica congelado durante a maior parte do ano.

Nerpa

Além disso, esse phocidae é o mais longevo dessa espécie – vive cerca de 55 anos – e o menor – não passa de 140 centímetros de altura e de 70 quilos de peso. Sua pele é cinza-escura na pelagem e clara na barriga. Ele pode ficar imerso nas águas sem respirar por mais de uma hora, se alimenta de peixes e de invertebrados.

  1. Ovelha da neve

Ela mora na área de Kamchatka, a nordeste da Sibéria, entre as montanhas e a costa. Elas preferem ambientes rochosos e alpinos e são extremamente ágeis para escalar terrenos irregulares e íngremes.

Ovelha da neve

Tem pelos castanhos acinzentados, patas castanho-escuras e cauda esbranquiçada. Ambos os sexos têm chifres, mas nos machos são mais longos – até um metro de comprimento e 40 centímetros de circunferência – e podem viver por cerca de dez anos.

  1. Grou Siberiano

Esta ave pertencente à família gruidae é um dos animais originários da Rússia que habita a região da Sibéria, mas que geralmente migra longas distâncias, inclusive para o Irã, Índia e China.

Grou siberiano

O Grou Siberiano prefere zonas úmidas para obter alimentos – raízes, tubérculos e brotos de plantas aquáticas –  e, embora sua altura seja de 140 centímetros, quando voa duplica de tamanho, devido ao comprimento de suas asas.

  1. Cervo- almiscarado-siberiano

Vive nas florestas montanhosas da Rússia e é um habitante comum da taiga siberiana, em locais há mais de 2.600 metros de altura. Com um rosto parecido com o do canguru, o cervo siberiano é marrom, o que permite a ele se camuflar com o meio ambiente.

Cervo

Embora tenha presas, é um herbívoro cujo principal alimento são os líquens. É importante notar também que ele apresenta hábitos noturnos e que, devido à caça furtiva, sua população está em declínio.

  1. Pigargo-gigante

É outro dos animais originários da Rússia que habita a península de Kamchatka, especificamente a costa marinha de Ojostk. É uma das maiores aves de rapina e de maior peso do planeta – junto com a águia dourada e a harpia – e seu voo é realmente fascinante.

Pigargo gigante

Tem o corpo negro, com exceção das asas e das extremidades inferiores. Tanto o bico como as patas são de uma cor amarela muito marcante.