7 cuidando de uma lagartixa como animal de estimação

Cuidar de uma lagartixa como animal de estimação não é tão simples quanto parece. Acima de tudo, é estritamente proibido pegar uma lagartixa do quintal ou do campo para mantê-la em casa.
7 cuidando de uma lagartixa como animal de estimação

Última atualização: 09 dezembro, 2021

O termo lagartixa não possui um análogo taxonômico. Em outras palavras, não se refere a um grupo específico. Ou seja, uma infinidade de répteis de pequeno tamanho e corpo alongado podem receber essa denominação. Em certos países as lagartixas pertencem à família Lacertidae, mas em outras regiões podem aparecer nos táxons Gekkonidae, Teiidae e Tropiduridae, entre outros.

Os cuidados exigidos por uma lagartixa como animal de estimação varia conforme cada caso, dependendo da espécie a ser cuidada e do ambiente em que se encontra o terrário. Em qualquer caso, há uma série de parâmetros e conhecimentos gerais sobre os quais todo tutor deve saber antes de obter um desses répteis. Confira quais são a seguir.

1. Nunca pegue um animal do quintal ou do parque

Pode parecer tentador “salvar” uma lagartixa de um ambiente hostil e trazê-la para casa. No entanto, você deve ter em mente que essa é a casa dela e seu sequestro fará muito mais mal do que bem. Todo animal selvagem está acostumado a viver em seu ambiente natural, então colocá-lo em um terrário é uma sentença de morte certa.

Além dos componentes éticos envolvidos na retirada de um animal da natureza, deve-se observar que na maioria dos países esse ato é considerado ilegal e passível de punição. O comércio direto ou indireto de répteis exóticos retirados de seu ambiente natural é um problema real e não deve ser incentivado de forma alguma.

Se você tem uma lagartixa morando na sua casa ou no seu jardim, a melhor coisa a fazer é oferecer uma pequena tigela de água e alguns insetos vivos esporadicamente. Deixe-a livre.

O que as lagartixas comem?

2. Escolha uma fonte confiável e aprenda mais sobre as espécies

A única opção para manter uma lagartixa como animal de estimação é comprar de um criadouro legal ou adotar em um centro de bem-estar animal. Assim que você decidir adquirir uma, peça o certificado que indica a origem do animal em cativeiro.

Como já dissemos, o termo lagartixa se refere à família Lacertidae, mas também a vários grupos de geckos e outros répteis. Na maioria dos casos, os espécimes vendidos com esse nome pertencem à família Gekkonidae (como a lagartixa-tokay ou a lagartixa-leopardo) e à família Scincidae.

Cada réptil exige cuidados muito específicos e próprios. Informe-se mais sobre eles antes de pegar qualquer espécie.

3. Escolha o terrário com base nas necessidades do animal

Um dos cuidados mais importantes ao ter uma lagartixa como animal de estimação é escolher bem o terrário. Sempre deve ser de vidro, e ter ventilação e fechos de segurança, já que a maioria dos répteis são excelentes escapistas.

Além dessas recomendações gerais, você deve levar em consideração as necessidades de cada espécie ao escolher a instalação. Lagartixas arbóreas requerem terrários mais altos do que longos (30x60x30 centímetros de comprimento, altura e largura, por exemplo), enquanto lagartixas terrestres se beneficiarão de um terrário que tenha 50x30x40 centímetros de comprimento, altura e largura no mínimo.

4. Mantenha os parâmetros

As lagartixas vivem em ambientes muito díspares em todo o mundo. Mesmo que você compre de um criadouro, deve ter em mente que seus parâmetros vitais serão os mesmos que os presentes em seu ambiente natural. Um réptil que habita a África e outro proveniente do Equador não se adaptam ao mesmo estilo de vida.

As lagartixas tropicais requerem terrários repletos de plantas e com substrato muito úmido, como a fibra de coco. A umidade relativa da instalação deve variar entre 60 e 80% e a temperatura entre 24-28° C para a maioria das espécies dos trópicos. Por outro lado, os répteis do deserto requerem umidades abaixo de 50% e temperaturas ligeiramente mais altas.

Sempre há exceções a essa regra. Informe-se bem sobre a espécie que você vai ter.

5. Adicionar enriquecimento ambiental

Outro cuidado essencial para manter uma lagartixa como animal de estimação é adicionar enriquecimento ambiental ao terrário. Como são pequenos répteis, elas geralmente são predadas por muitos outros animais na natureza. Portanto, vivem instintivamente sob troncos, pedras, plantas e rachaduras.

Para simular esse ambiente no terrário, você deve adicionar uma camada de substrato profundo (mínimo 10 centímetros), pedras, vasos vazios e outros elementos que ofereçam sombra. Isso impedirá o animal de se estressar a curto e longo prazo.

6. Alimente a lagartixa como ela merece

Todas as lagartixas (com poucas exceções) são principalmente insetívoras. Isso significa que na natureza se alimentam de insetos e outros invertebrados, como gafanhotos, grilos, mariposas, besouros, formigas, aranhas e vermes, entre outros. A maioria também é caçadora, então só escolherá presas que estão vivas.

Ter um réptil doméstico implica sempre criar insetos vivos em casa, pois não vale a pena pegá-los na rua (devido a possíveis parasitas ou agentes tóxicos em seu interior). Você deverá ter grilos, vermes e baratas para alimentar sua lagartixa. Ela comerá de 1 a 4 vezes por semana, dependendo de sua idade e tamanho.

7. Manipule o animal o menos possível

Como você pode ver, os cuidados exigidos por uma lagartixa como animal de estimação nada tem a ver com o de um cachorro ou de um gato. Isso também se aplica à interação com o réptil, uma vez que ele não desfrutará de forma alguma das saídas do terrário nem do contato humano.

O ideal é manter a lagartixa sempre em suas instalações e apenas manuseá-la durante os momentos de limpeza. Caso precise segurá-la, pegue-a com os dedos de uma das mãos pelos flancos do abdômen, nunca pela cauda. Muitos desses répteis praticam a autotomia caudal (soltam a cauda ao serem atacados) e com certeza farão isso se o manuseio for inadequado.

Um lagarto dragão.

Cuidar de uma lagartixa como animal de estimação não é algo fácil de realizar se você for um tutor iniciante. A maioria dos répteis é muito delicada quando se trata de meio ambiente e temperatura, então não compre um a menos que você tenha certeza de que pode mantê-lo por um longo prazo.

This might interest you...
A cauda da minha lagartixa-leopardo caiu: o que fazer?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
A cauda da minha lagartixa-leopardo caiu: o que fazer?

A cauda da sua lagartixa-leopardo caiu após um grande susto? Não se preocupe, aqui vamos mostrar o que fazer e como agir com eficácia.