Setter gordon: uma raça muito brincalhona

· maio 26, 2019
Saiba mais sobre esta raça de cão de caça, familiar e brincalhona. Você vai se apaixonar por sua incrível pelagem.

Ele não é o mais conhecido da família, mas o setter escocês ou setter gordon é uma raça com muita história. Neste artigo, contaremos tudo que você precisa saber sobre ela.

Origens e características do setter gordon

Para saber a origem desta raça, devemos voltar para a Escócia do século 17, embora o setter gordon só tenha se tornado famoso um século depois. Foi tudo graças ao duque Alexandre IV de Gordon, que criou e melhorou a ninhada para obter um cão “perfeito”.

O objetivo do duque era obter um cachorro que lhe permitisse caçar aves (principalmente faisões e perdizes), bem como lebres e coelhos no mato.

Posteriormente, em toda a Grã-Bretanha, diferentes linhagens da raça foram produzidas por várias linhas de reprodução. Desta forma, conseguiram se adaptar ao terreno do país e partilhar algumas características com os cães spaniel, os “favoritos” para a caça até então.

O setter gordon pertence à mesma família do setter irlandês e do setter inglês (que são mais bem conhecidos do que o escocês) e é caracterizado por ter uma pelagem preta com ‘manchas’ canela ou café claro no focinho (que é bastante quadrado), acima dos olhos, no peito e na borda inferior das pernas. As orelhas e o peito são bastante “lanosas”, embora haja muitos exemplares com pelos mais longos na barriga e no rabo.

Ele se diferencia de outros setters por seu tamanho (os machos podem pesar mais de 35 kg e medir 70 centímetros), por sua estrutura robusta, seus lábios mais desenvolvidos e sua pelagem mais ondulada e sedosa.

Tudo sobre o setter gordon

Comportamento e cuidados

O temperamento do setter gordon pode ser definido com as seguintes palavras: confiante, alerta, destemido, capaz, inteligente, corajoso, leal e afetuoso. Sem dúvida, são qualidades muito bonitas e apreciadas em um animal de estimação ou em um cão de trabalho, pois possuem grande força e resistência física.

Dizem que esta raça é perfeita para uma família por causa de sua paciência, uma vez que se dá muito bem com as crianças. Naturalmente, é um pouco barulhento quando filhote, mas mais calmo quando adulto.

Eles precisam se socializar e ser treinados desde cedo para se tornarem obedientes. Você também deve ter em mente que é uma das raças que leva mais tempo para amadurecer (elas são eternas crianças) e que o cão continuará fazendo travessuras mesmo depois dos três anos de idade.

Como os setter gordon foram criados para cruzar grandes extensões de campo em busca de animais, é muito importante cumprir com uma rotina diária de exercícios. A raça requer pelo menos uma hora de atividade física enérgica por dia a partir dos 18 meses de idade.

Isso não significa que você pode deixá-lo correr “à vontade” quando vai ao parque ou ao campo, pois eles podem ser um pouco desobedientes e não voltar facilmente para o seu dono. Isso acontece especialmente quando ele detecta algum pequeno animal (por exemplo um esquilo ou um pássaro) nas redondezas… seu instinto lhe indicará que deverá persegui-lo e pegá-lo custe o que custar.

Setter gordon caminhando pela praia

Saúde do setter gordon

Quando se trata de saúde, o setter gordon está propenso à displasia de quadril (como é o caso de muitos cães de raças grandes) e à torção gástrica, devido à sua gula. Também pode sofrer de hipotireoidismo e doenças oculares, como a catarata. A expectativa de vida da raça é de 12 anos.

Entre os principais cuidados que o dono deve ter estão a limpeza das orelhas (para evitar infecções), a escovação semanal da pelagem (para reduzir a criação de nós) e uma dieta balanceada, já que para fazer tanto exercício ele precisa estar bem alimentado.

Você gostaria de adotar um setter gordon? Tenha em mente que ele vai precisar de um espaço amplo para se exercitar diariamente e que você terá que cuidar bem de seus pelos, para que fiquem sempre bonitos.