O que as tartarugas comem?

Se você já viu um desses répteis lentos mas fascinantes, deve estar se perguntando o que as tartarugas comem. A resposta é mais complexa do que parece.
O que as tartarugas comem?

Última atualização: 08 Setembro, 2021

As tartarugas são répteis da ordem Testudines, também conhecida como Chelonia. Elas se caracterizam pela impressionante carapaça protetora de seus órgãos internos, mas também se destacam por seu sucesso colonizador. Se você quer saber o que as tartarugas comem, deve primeiro se perguntar em qual habitat o espécime em questão se encontra, já que as dietas variam muito em terra, mar ou água doce.

A maioria das tartarugas domesticadas é onívora, mas há uma grande diversidade nesse grupo. Se você deseja saber o que comem os quelônios do mundo e quais são suas estratégias para obter alimento no ambiente natural, recomendamos continuar a leitura.

Generalidades sobre as tartarugas

Antes de entrarmos totalmente na dieta desses animais, achamos interessante classificá-los em termos taxonômicos. Como dissemos nas linhas anteriores, as tartarugas são vertebrados pertencentes à classe Sauropsida e à ordem Testudines. São um dos répteis mais primitivos e incluem cerca de 356 espécies diferentes, distribuídas em 97 gêneros.

Para organizar sua diversidade, as tartarugas são divididas por sua morfologia em 2 subordens: Cryptodira e Pleurodira. Distinguir as espécies de ambos os grupos é simples, como você pode ver a seguir:

  • Os criptodiros são capazes de esconder o pescoço em sua “cripta” ou carapaça, daí seu nome. Eles retraem essa estrutura de forma reta, vertical e direta para proteger a cabeça dentro da carapaça. Essa subordem inclui a maioria das tartarugas marinhas e terrestres.
  • Os pleurodiros têm pescoços muito mais longos. Por isso, precisam dobrá-lo horizontalmente, enquanto inserem a cabeça no espaço existente na frente de um de seus dois membros anteriores. Eles reúnem menos espécies do que criptodiros.

Além das classificações taxonômicas, todas as tartarugas têm algumas características em comum. A maioria das espécies tem tamanho corporal médio ou grande (sendo Chersobius signatus a menor espécie, com apenas 10 centímetros de comprimento), são pesadas e possuem um bico córneo que cobre a mandíbula e com o qual trituram os alimentos.

Por fim, vale destacar a estrutura que melhor caracteriza os quelônios: sua carapaça. Essa placa cobre as tartarugas dorsalmente e é composta por 2 seções, o dorso e o plastrão. A parte dura é composta por placas ósseas internas e ossificações da derme, que se soldam diretamente às vértebras e costelas do animal.

Existem centenas de espécies de tartarugas. Elas colonizaram mar, terra e água doce.

 

Você sabe o que as tartarugas comem?

O que as tartarugas comem?

Agora estamos prontos para explorar o que as tartarugas comem. Embora tenhamos afirmado que muitas delas são onívoras, é necessário enfatizar que a dieta depende do habitat de cada espécie e até de costumes individuais. A seguir, mostramos as escolhas alimentares dos quelônios de acordo com seus ecossistemas (e tomando as espécies-tipo como exemplo).

Alimentação das tartarugas terrestres

Quando falamos em tartarugas terrestres, estamos nos referindo a todas as espécies da subordem Cryptodira pertencentes à família Testudinidae. Elas se destacam por sua pesada carapaça, seu grande tamanho e sua sobrevivência exclusiva em ambientes terrestres. A grande maioria dos quelônios desse grupo são herbívoros exclusivos.

Se tomarmos como exemplo a espécie Geochelone sulcata ou tartaruga-de-esporas-africana, veremos que essas tartarugas baseiam sua dieta em matéria vegetal, como grama, brotos, flores e alguns frutos. Em cativeiro adaptam-se bem a ingredientes de consumo humano, como alface, cenoura, escarola, pimenta e tomate. O excesso de proteína nesses animais está associado a condições médicas e deformidades na carapaça.

Como vivem em ambientes desérticos ou secos, essas tartarugas obtêm a maior parte da água de que precisam dos vegetais que comem.

 

Um dos répteis em perigo de extinção.

O que comem as tartarugas de água doce?

Embora a maioria das tartarugas passe parte de sua vida em terra, o que conhecemos como “tartarugas de água doce” costumam ser encontradas em lagos e lagoas, tomando sol esporadicamente nas rochas à beira d’água. Muitas das espécies desse grupo são onívoras ou diretamente carnívoras.

O exemplo típico de quelônios de água doce é Trachemys scripta ou tartaruga-de-orelha-vermelha. Os jovens dessa espécie são principalmente carnívoros. Alimentam-se de grilos, larvas de insetos, aranhas, lagostins, girinos anfíbios, peixes, caracóis, lesmas e muitos outros pequenos animais. Às vezes, eles também adotam comportamentos necrófagos.

Curiosamente, ao atingir a idade adulta, as tartarugas-de-orelha-vermelha mudam sua dieta e se tornam onívoras. Elas desenvolvem uma flora intestinal que lhes permite degradar a matéria vegetal, então começam a se alimentar de algas, folhas e brotos frescos. Nesse ponto, sua dieta é composta por plantas e algas em mais de 40%.

Por outro lado, existem espécies enormes (como Macrochelys temminckii) que se alimentam exclusivamente de carne (viva ou morta). Suas vítimas incluem peixes, anfíbios, mamíferos, pequenas aves e invertebrados. Curiosamente, essa tartaruga usa a língua como isca, imitando o movimento de um verme. Quando a presa se aproxima, ela fecha a boca com violência, matando-a instantaneamente.

Uma tartaruga-aligátor de boca aberta.

O que comem as tartarugas marinhas?

Por fim, vamos explorar brevemente a dieta das tartarugas marinhas, pertencentes à superfamília Chelonioidea. Em geral, esses quelônios se destacam por serem onívoros, muito mais do que as espécies de água doce.

Se tomarmos a espécie Caretta caretta como exemplo, veremos que seu bico córneo ajuda a quebrar a casca de várias espécies de moluscos aquáticos e crustáceos. No entanto, ela também se alimenta de esponjas, águas-vivas, peixes e ovos de animais. Sua dieta é complementada com algas, principalmente dos gêneros Ascophyllum, Ulothrix, Urospora e Sargassum.

Além disso, muitas dessas tartarugas roem corais, o que lhes dá um suprimento extra de cálcio além do resto de sua dieta.

Como você pôde ver, a questão da alimentação das tartarugas não pode ser respondida resumidamente. Como todo animal altamente adaptado ao seu habitat, a dieta de cada espécie varia de acordo com o ambiente em que vive, sua idade e a disponibilidade de alimentos. Sem dúvida, o mundo dos quelônios é fascinante.

Pode interessar a você...
A origem da tartaruga
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
A origem da tartaruga

Qual é a origem da tartaruga? Esse curioso réptil guarda alguns segredos e surpresas em sua evolução. A seguir, mais detalhes!



  • Fukuoka, T., Yamane, M., Kinoshita, C., Narazaki, T., Marshall, G. J., Abernathy, K. J., … & Sato, K. (2016). The feeding habit of sea turtles influences their reaction to artificial marine debris. Scientific reports, 6(1), 1-11.
  • Mahmoud, I. Y. (1968). Feeding behavior in kinosternid turtles. Herpetologica, 24(4), 300-305.
  • Bury, R. B. (1986). Feeding ecology of the turtle, Clemmys marmorata. Journal of Herpetology, 515-521.