Terapia comportamental para cães

· julho 30, 2018
Para um comportamento indesejado, ou um problema físico ou psicológico, seu cão deve ir ao veterinário e, se ele considerar necessário, irá encaminhá-lo para um treinador de cães que começará a tomar medidas para alterar certos comportamentos.

Os cães, assim como os humanos, precisam de parâmetros bem estabelecidos de comportamento e coexistência. A terapia comportamental pode ajudar a moldar um caráter sociável, amigável e adaptável. Isso é ainda mais importante nos primeiros cinco meses de vida, pois permite o desenvolvimento de um estilo de vida agradável, tanto para o animal quanto para o seu dono.

Alguns cães têm comportamentos socialmente inaceitáveis ou indesejáveis, tanto para o proprietário quanto para o meio ambiente.

Essas atitudes são expressas com agressividade, ansiedade, sinais de ameaça, reações exageradas ou incapacidade de conter emoções. Pode até mesmo machucar pessoas, outros animais ou a eles próprios.

Na verdade, muitos desses problemas derivam de uma situação constante de estresse por parte do cão. Suas reações são o resultado do proprietário não saber como lidar com a situação. Por causa disso, muitos dos problemas são resolvidos simplesmente com terapias de redução de estresse.

Problemas comportamentais

Problemas comportamentais em cães podem ter duas causas:

  1. Orgânica: isto é, qualquer problema físico que cause desconforto ou dor.
  2. Não orgânica: quando o comportamento do animal deriva de causas não físicas. Por exemplo, se o cão teve um estágio de filhote difícil ou traumático.

 Como esses problemas se manifestam?

  • Agressividade. Este tipo de comportamento inadequado requer tratamento especializado e urgente, porque pode prejudicar outros animais ou seres humanos.
  • Medos e fobias. Pode ser de pessoas, objetos, sons, outros cães ou animais. O ideal é que o proprietário acompanhe o processo de apoio e superação desses medos.
  • Comportamento destrutivo.
  • latidos excessivos.
  • Ansiedade de separação. Neste caso, a terapia é importante para dar ao animal de estimação confiança suficiente para manter a calma, enquanto ele está sozinho em casa.
  • Excitação e hiperatividade. Essa manifestação é muito cansativa, tanto para o cão quanto para os que moram com ele. O cão está em constante estado de atividade e tensão, e não relaxa.
cão triste

A terapia comportamental para cães é importante para o bem-estar do animal e do dono. Se o comportamento é muito ruim, há proprietários que infelizmente optam pelo abandono, maus-tratos ou pela morte de seu animal de estimação.

Objetivo da terapia comportamental

O compromisso e constância do proprietário é o mais importante desse plano de trabalho. Se não estamos dispostos a treinar nosso animal de estimação em bons hábitos, é difícil ajudá-lo a melhorar seu comportamento. Especialmente importante é o componente emocional. Deve haver compreensão, empatia e paciência por parte do proprietário durante o processo.

Recomenda-se iniciar o treinamento comportamental quando o animal ainda é um filhote, antes dos cinco meses de vida. O objetivo da terapia comportamental não é que o cão seja obediente, mas sim que uma melhoria na relação do cão com seu dono ocorra. Compartilhar a vida cotidiana deve ser uma experiência de prazer e alegria para ambos.

Avaliação

Na visita ao especialista da clínica veterinária, o profissional faz uma série de perguntas ao proprietário e às pessoas mais próximas do cão. As perguntas são do tipo: circunstâncias em que o animal nasceu, número de cães na ninhada, e como era a mãe.

Todas as questões são destinadas a analisar a origem do problema de comportamento anormal do cão, para então fazer um tratamento eficaz.

Pastor belga

 O que é feito em uma terapia comportamental?

Isso depende da causa do comportamento inadequado que você deseja eliminar. No entanto, existem dicas gerais que são importantes para a vida de qualquer cão. A saber:

  1. Ter estabelecido rotinas

Isso significa ter horários bem estabelecidos para alimentação, suas necessidades, brincadeiras, caminhadas e descanso. Atender a essas necessidades básicas de maneira ordenada, ajudará ao animal a ter uma vida mais organizada e pacífica.

  1. Exercício físico diário

Este ponto é especialmente importante em cães domésticos. Como vimos, a causa mais comum de comportamentos indesejados em cães é o acúmulo de estresse. A melhor maneira de se livrar do estresse diário é com uma boa caminhada e até mesmo correr junto com seu cão (dependendo da raça e nível de atividade dele).

O sedentarismo acarreta riscos significativos para o cão, como é o caso da obesidade e de algumas doenças associadas. Qualquer que seja a raça do animal, todos os cães precisam de algum exercício diário.