Tudo sobre o caracal: características, alimentação e habitat

· outubro 13, 2018
Este felino é capaz de se camuflar com a cor da superfície em que vive, e sua pele pode ser mais escura ou mais clara, dependendo da área em que habita. Suas presas favoritas são as aves, que podem ser caçadas facilmente, pois ele pode saltar até três metros se elas tentarem voar.

Sempre se pensou que o caracal era um parente próximo dos linces. No entanto, descobriu-se recentemente que os parentes mais próximos deste felino do deserto são outros.

Características do caracal

O caracal é um felino de tamanho médio perfeitamente adaptado às condições do seu habitat: o deserto. A cor de sua pelagem é avermelhada e fulvo, sem listras ou manchas: assim ele se camufla melhor com o tom do solo arenoso.

Embora possa parecer que todos os animais têm a mesma cor, na realidade isso muda dependendo da área em que ele vive: para se camuflar com o solo, o pelo pode ser mais claro ou mais escuro. Assim, esses felinos já foram vistos com pelagem consideravelmente mais avermelhada em áreas onde o solo tem uma cor mais escura ou mais terrosa.

Mas sua característica física mais notável são as orelhas de “pincéis” como as do lince: na ponta de cada orelha tem alguns pelos negros e duros, que ajudam a camuflagem. Na face há áreas brancas que também cumprem esse propósito.

Em termos de tamanho, tanto machos quanto fêmeas têm quase um metro de comprimento, sem contar a cauda. Os machos pesam entre 10 e 20 quilos, enquanto as fêmeas são um pouco mais leves: entre 8 e 15 quilos de peso quando são adultas. A cauda é relativamente curta e tem apenas 30 centímetros de comprimento.

felino caracal

Pensou-se que o caracal estava relacionado com os linces, mas os últimos estudos de DNA nos dizem que estávamos errados. Na verdade, o caracal é geneticamente mais próximo dos servais, outros felinos africanos. De fato, em cativeiro essas duas espécies podem cruzar.

Alimentação do caracal

O caracal é um felino carnívoro que se alimenta dos animais que ele caça. Dizem que pode caçar pequenos mamíferos, como coelhos, lebres e camundongos. Em algumas áreas da África, afirma-se que pode até perseguir e caçar descendentes de antílopes.

Este felino é um caçador muito rápido e ágil, sua presa predileta são as aves. Eles geralmente se escondem quando elas estão no chão, pulam em cima delas de surpresa e as matam com uma mordida. No entanto, se elas estiverem voando, o caracal pode dar um salto espetacular de até três metros para pegá-las.

Os agricultores muitas vezes se queixam de que esses animais entram nos currais e devoram suas galinhas. Além disso, eles podem até mesmo subir em árvores para caçar os pássaros que estão se aninhando. E, como se não bastasse, não apenas apanham pequenos pássaros: dizem que eles até caçam águias.

Habitat do caracal

O habitat do caracal é muito grande: eles estão presentes em quase toda a África, na península arábica e se estendem pela Ásia até a Índia. No entanto, a saúde de suas populações é muito diferente, dependendo de onde eles vivem.

caracais

No norte e no oeste da África eles estão ameaçados, mas no resto do continente eles se proliferam e não estão considerados em perigo. Na península arábica também há muitos espécimes deste animal, embora na Turquia quase não existam populações.

No Irã, a espécie começa a ser ameaçada, devido à destruição de seu habitat, e na Índia sabe-se que muito poucos espécimes permanecem e que estes continuarão a diminuir pouco a pouco.

Todos esses lugares parecem muito diferentes uns dos outros, mas o caracal é capaz de se adaptar a todos eles: em geral, são regiões arenosas, embora existam diferentes condições de vida. Este animal vive na savana, nas montanhas, em áreas de muita vegetação ou semideserto. Evitam viver nas selvas, por isso então no centro e na África Ocidental eles não se proliferam.

O caracal é um felino que vive na África e na Ásia. Nós pensávamos que ele estava relacionado ao lince e, no entanto, ele está mais próximo do serval. Dependendo da área em que está localizado, está ameaçado ou não. Portanto, onde ele não está nas listas de preocupações, é uma boa notícia para todos nós.