Vaca-loura: o maior escaravelho europeu

maio 3, 2018
A vaca-loura é um tipo de escaravelho com mandíbulas enormes e peculiares que parecem os chifres da espécie.

A vaca-loura é um escaravelho espetacular que vive na Europa e em parte da Ásia. É tão vistoso que é conhecido por vários nomes, dependendo da região: escaravelho-veado, abadejo, cabra-loura… Tem um habitat muito concreto e sua situação começa a preocupar, pois é considerada uma espécie em perigo moderado de extinção. 

Características

A vaca-loura é o maior escaravelho que se pode encontrar na Europa. Os machos e as fêmeas têm tamanhos e formas diferentes, mas os machos são mais chamativos. As fêmeas podem medir entre três e cinco centímetros de comprimento, mas os machos chegam a até nove ou 10 centímetros, dependendo da subespécie.

Normalmente, esse tipo de escaravelho é reconhecido pelas grandes mandíbulas dos machos. Elas lembram os chifres dos veados ou alces e, graças a elas, surgiu seu nome. A forma e a cor dessas mandíbulas varia muito, dependendo da subespécie, mas também de cada exemplar.

As fêmeas também têm mandíbulas em forma de chifres, mas muito menores que os machos. Pelo tamanho, acreditava-se que somente os machos lutavam entre eles, mas descobriu-se que as fêmeas também brigavam entre si. As lutas entre os sexos também acontecem.

escaravelho-veado

Fonte: Tibor Kádek

Sobre seu aspecto físico, a vaca-loura tem cor escura com áreas avermelhadas. Como o resto dos escaravelhos, tem três pares de patas, uma cabeça pequena e um tórax grande.

Comportamento

As fêmeas colocam os ovos nas cascas das árvores caídas ou na madeira em decomposição, onde os ovos eclodem depois de duas ou quatro semanas. As larvas se alimentam e se desenvolvem na árvore em um período de um a cinco anos, para depois passarem à idade adulta.

As larvas tornam-se adultos no outono, mas dormem até a primavera. A maior parte das vacas-louras adultas saem entre junho e julho, mas podem ser vistas desde maio até setembro. Um adulto, após hibernar, vive entre um e quatro meses.

São insetos que têm seu momento de atividade máxima do dia durante o entardecer, mesmo sendo frequente encontrá-los a qualquer hora do dia. Podem ser encontrados somente em áreas arborizadas, sobretudo em florestas em que há carvalhos, sua espécie preferida. É muito raro encontrá-los em zonas urbanas.

Os machos usam suas grandes mandíbulas para lutar na época da reprodução. Antes, acreditava-se que os machos eram territoriais, mas observações recentes mostram que essas lutas são motivadas apenas pela reprodução. Normalmente, os machos se enfrentam nos galhos da árvores, e as lutas terminam quando um deles cai no chão.

Habitat da vaca-loura

Vaca-loura

A vaca-loura vive em áreas arborizadas onde há muito carvalhos, o que acontece em toda a Europa e em grande parte do sudeste asiático.

É difícil encontrar alguma vaca-loura em áreas urbanas, especialmente nas cidades. Os adultos se alimentam da seiva das árvores ou do suco de frutas maduras. As larvas, para poder prosperar, precisam se alimentar de muita madeira em decomposição, e isso não existe em áreas urbanizadas.

Neste sentido, a limpeza das florestas e a urbanização estão fazendo com que o habitat preferido da vaca-loura esteja desaparecendo. As árvores mortas são retiradas, e isso impede a reprodução deste e de outros tipos de insetos.

A vaca-loura é classificada como uma espécie que se encontra em um moderado perigo de extinção. A preocupação por sua sobrevivência é pequena, mas já se descobriu que sua população está diminuindo.

Devido ao apetite voraz da vaca-loura, que se alimenta de grandes quantidades de madeira em decomposição, elas são consideradas essenciais para a saúde das florestas. A proteção dos bosques sem intervenção humana é imprescindível para a saúde dos mesmos e das vacas-louras.

Fonte das imagens: Enrique Dans e Tibor Kádek