A fauna da Groenlândia

· fevereiro 6, 2019
As espécies que habitam este ecossistema inóspito, congelado e com escassez de alimentos, foram dotadas de pele e pelagem que lhes permitem combater o frio.

Esta enorme ilha entre o Oceano Ártico e o Oceano Atlântico é coberta quase que um terço por gelo. O restante é composto pelo litoral e áreas com tundra, mas isso não impediu que os animais se estabelecessem, mesmo nessas condições. Neste artigo, contaremos como é a fauna da Groenlândia.

Como é a fauna da Groenlândia?

É um pouco difícil pensar em como os animais conseguem sobreviver em condições tão duras como gelo, frio e escassez de alimentos.

No entanto, a natureza é mais do que sábia e dotou-os de tudo o que precisam para sobreviver. A fauna da Groenlândia não é muito extensa e se caracteriza por estas espécies:

  1. Boi-almiscarado

Este enorme mamífero, parente das cabras e das ovelhas, tem duas características que o distinguem dos outros: seus chifres (presentes em ambos os sexos) curvados para as laterais da cabeça e, também, seu corpo com pelos longos, cobrindo-os completamente (com exceção das patas).

O boi-almiscarado pode pesar cerca de 400 quilos, é robusto, com pernas curtas e cauda pequena. Ele vive em rebanhos de até 100 indivíduos, se reproduz em agosto e cuida com grande agressividade das crias.

  1. Urso polar

O grande habitante do Ártico é outro dos mais conhecidos da ilha; embora sua população esteja em declínio, devido ao aquecimento global e à falta de focas, seu principal alimento.

urso polar e filhotes

O urso polar é um dos maiores carnívoros terrestres do mundo – juntamente com o urso Kodiak – e é o único predador polar.

Tem as patas mais desenvolvidas que o resto de sua família de Ursídeos, para poder caminhar entre blocos de gelo e nadar longas distâncias. Sob o pelo branco, ele tem a pele negra, para atrair radiação e reter o calor.

  1. Morsa

É outro dos animais incluídos na fauna da Groenlândia. É um mamífero pinípedes de grande porte. Mede cerca de três metros de comprimento e pesa 1,3 mil quilos, e pode ser visto nos mares árticos. 

Sua pele é muito espessa (tem cerca de três centímetros de espessura) e ambos os sexos têm presas com mais de um metro de comprimento.

A morsa faz parte da fauna da Groelândia

As extremidades das morsas são barbatanas, que são providas de pele áspera; o que lhes permite mover-se no solo ou por entre as rochas.

Para se alimentar, elas mergulham quase 100 metros e podem permanecer sem respirar por cerca de meia hora. Além disso, acasalam na água, mas dão à luz em blocos de gelo ou nas pedras.

  1. Raposa polar

Este pequeno canídeo vive na tundra e nas encostas da Eurásia e da América do Norte. Entrou na Groenlândia caminhando sobre o gelo há centenas de anos.

Com orelhas pequenas e um corpo que mede cerca de 55 centímetros, a raposa polar é um habitante das áreas mais frias do planeta.

raposa polar

O pelo espesso permite que ela sobreviva a baixas temperaturas e sua pelagem branca – que muda de cor e espessura no verão – permite camuflar-se na neve. É um animal que não hiberna ou migra quando está frio, como o urso polar.

Alimenta-se de pequenos mamíferos, aves, ovos e filhotes de focas.

  1. Foca-barbuda

É outro dos pinípedes que fazem parte da fauna da Groenlândia e da vizinhança do Oceano Ártico.

Sem o pavilhão auditivo e com suas barbatanas voltadas “para trás”, a principal característica que a distingue das outras focas é a “barba e o bigode”, que crescem consideravelmente.

Foca-barbuda

A foca-barbuda mede menos de três metros e pode pesar mais de 300 quilos. Não há muita diferença entre os sexos em termos de dimensões.

Alimenta-se de amêijoas, peixes e lulas, que detecta graças aos seus longos bigodes, a uma profundidade de 300 metros.