A impressionante fauna de Madagascar

· maio 21, 2018
Com mais de 50 reservas naturais e parques nacionais, nessa grande ilha vivem animais que, em sua maioria, são endêmicos do país. Ou seja, não podem ser encontrados em outros lugares do mundo em estado selvagem.

Essa ilha africana é considerada com um dos países com maior biodiversidade no mundo. A grande maioria da fauna de Madagascar é endêmica, o que quer dizer que não vive em outro lugar em estado selvagem. Saiba tudo sobre as principais espécies neste artigo!

Como é composta a fauna de Madagascar?

Sabe-se que até a chegada do homem – há 2.000 anos – a ilha era habitada por animais de tamanho grande, como o hipopótamo, o aye-aye e os “pássaros-elefante”, que mediam cerca de três metros.

O desflorestamento, a caça, a vida urbana e o turismo resultaram na extinção de muitas espécies. A boa notícia é que, na atualidade, existem mais de 50 parques nacionais e reservas protegidas, nos quais podemos observar vários exemplares da típica fauna de Madagascar. Entre eles, encontram-se os seguintes:

  1. Lagartixa satânica rabo de folha

Camuflagem perfeita: lagartixa-rabo-de-folha

Essa é uma das espécies da fauna de Madagascar que mais chama a atenção devido a seu corpo, sobretudo seu rabo, que imita muito bem a forma de uma folha (por isso seu nome), tornando-a uma mestra da camuflagem.

Essa lagartixa tem tamanho pequeno, vive nas florestas tropicais da ilha e tem cor marrom ou esverdeada, mas também são encontrados exemplares amarelos, laranjas e púrpuras. Já que não tem pálpebras, utiliza sua língua comprida para limpar a sujeira que lhe impede de ver bem.

  1. Lêmure

Esses primatas característicos da ilha são famosos por seus rabos compridos brancos e pretos, e seu olhos saltados. Os lêmures têm hábitos noturnos, podem pesar até nove quilos e alimentam-se principalmente de folhas e frutas, ainda que em alguns casos possam ingerir pequenos insetos.

lemures

O esquema social desse animal baseia-se no domínio feminino – matriarcado – e cada grupo é composto por cerca de 15 indivíduos. Seu ritmo biológico é relacionado às fases lunares e à época do ano, já que são mais ativos na lua cheia e podem hibernar levemente para reduzir sua temperatura corporal e metabolismo. É o único primata com esse comportamento.

  1. Tartaruga irradiada

Também conhecida como tartaruga estrelada, essa espécie encontra-se em estado crítico de extinção e, além de viver em Madagascar, podem ser encontrados exemplares escassos nas Ilhas Maurício, onde foi introduzida pelo homem. Prefere regiões áridas, secas, com arbustos e florestas espinhosas.

tartaruga irradiada

A tartaruga irradiada é conhecida por sua carapaça. O fundo é marrom escuro e tem linhas e círculos amarelos ou marrom escuro, como se fossem estrelas. É sem dúvida um animal muito atrativo e de grande tamanho. Os machos podem chegar a 20 quilos. Além disso, é muito longeva, chegando a viver 100 anos. 

  1. Camaleão gigante

É um sauropsída escamado, o maior camaleão que existe – pode medir até 70 centímetros – e um dos representantes da fauna de Madagascar. Na cabeça, apresenta uma crista curvada, maior nos machos. O corpo tem cor verde e marrom.

camaleão gigante de madagascar

Assim como outros camaleões, esse também tem a capacidade de mexer os olhos separadamente, dividir os dedos das mãos e dos pés, estirar rapidamente sua língua comprida e segurar-se nos troncos com suas garras e rabo preênsil.

O camaleão gigante de Madagascar vive em bosques e florestas, alimenta-se de aves, insetos e pequenos mamíferos e pode viver cerca de 10 anos. A maturidade sexual chega com um ano, e a gestação – é ovovíparo – dura cerca de 40 dias.

  1. Fossa

Trata-se do maior mamífero da ilha e sua dieta é baseada principalmente em lêmures. Seu aspecto é uma “combinação” entre vários carnívoros: corpo de puma, orelhas de urso, patas de gato e focinho de cão. Podem medir 80 centímetros e o rabo é mais comprido que o corpo.

fossa de madagascar

Sua pelagem é marrom escuro ou rajado, tem pelo curo, garras retráteis, patas curtas musculosas e corpo comprido. Pode saltar de uma árvore a outra, quando caminha no chão apoia toda a planta do pé, e tem hábitos noturnos e solitários. Marca seu território através de secreções potentes.

A fossa é considerada um animal “diabólico” em Madagascar, já que existem muitas lendas sobre ela. Nas áreas rurais, é acusada de matar patos, galinhas e porcos, o que provocou uma queda na população nos últimos anos. No entanto, trata-se de um animal muito dócil e até afetuoso quando está em cativeiro.