Animais que podem mudar de cor

· novembro 5, 2018
Além de se camuflar para sobreviver, existem espécies que mudam de tom para atrair a fêmea ou para regular a temperatura de seu organismo.

Muitos animais podem mudar de cor para se misturar com o ambiente e enganar suas presas ou predadores. É uma medida eficaz, que aumenta as chances de sobrevivência no mundo natural.

Esse mimetismo também pode ser usado para chamar a atenção do sexo oposto ou para “se disfarçar” como outra espécie.

Seja como for, a camuflagem é uma habilidade surpreendente. A seguir, veremos algumas espécies de animais que têm a capacidade de mudar de cor.

Por que alguns animais podem mudar de cor?

Todos os seres vivos têm uma capacidade extraordinária de se adaptar ao seu ambiente.

Para satisfazer suas necessidades reprodutivas, de alimentação e sobrevivência em geral, diferentes espécies desenvolvem habilidades específicas.

E entre elas, alguns animais desenvolveram a capacidade de mudar a cor da pele. Existem diferentes razões para isso.

Eles fazem isso por necessidade de camuflagem, para se esconder de seus predadores ou para se tornar invisíveis para suas presas e serem, assim, capazes de surpreendê-las.

Outra importante função da mudança de cor é a termorregulação.

Desta forma, a cor da pele muda dependendo das necessidades de regulação da temperatura do seu corpo.

Finalmente, os animais também usam a mudança de cor como forma de comunicação.

Através desses “códigos” em sua aparência, eles são capazes de transmitir uma grande quantidade de informações entre indivíduos da mesma espécie ou de espécies diferentes.

Isso ocorre principalmente em situações de acasalamento, luta, perigo, etc.

Embora nem todos sejam tão conhecidos quanto o camaleão, há muitos animais que podem mudar de cor.

Entre eles estão insetos, répteis, anfíbios, peixes e outras espécies marinhas, aves e até alguns mamíferos.

Insetos

Muitos insetos são um exemplo de mimetismo. Eles se confundem tanto com o ambiente que é muito difícil reconhecê-los.

Alguns adotam não só a cor, mas a forma de folhas, galhos, cascas, etc.

borboleta pousada sobre uma flor

Como exemplo, há borboletas que têm a capacidade de combinar as cores de suas asas com as árvores nas quais elas pousam.

Outros ainda têm em suas asas uma “estampa” que se parece com a cabeça de um animal com olhos bem grandes. Isso permite que eles afastem seus predadores.

A aranha-caranguejo-dourada tem a capacidade de mudar de cor para se proteger.

Muda entre branco e amarelo, para se esconder entre as margaridas e os girassóis, e capturar mais facilmente suas presas.

Algumas espécies de besouros também têm essa capacidade de se disfarçar na natureza.

Eles têm cores brilhantes que assustam seus inimigos. Em situações de perigo, exibem um padrão que se assemelha a olhos grandes e uma boca cheia de dentes afiados.

Répteis e anfíbios

Os camaleões são possivelmente os mais conhecidos em termos de camuflagem, por sua facilidade em mudar de cor. Eles fazem isso graças às células especializadas cheias de pigmentos que possuem sob a pele.

O camaleão pode se misturar completamente com seu ambiente, tornando-se praticamente invisível para suas presas e predadores.

É capaz de adquirir cores e desenhos muito intensos e brilhantes para atrair as fêmeas antes do acasalamento ou para manifestar o seu humor.

Alguns sapos também têm essa mesma capacidade de mudar de cor. Por exemplo, o sapo australiano pode escurecer a pele ou pode ficar verde.

A cor dependerá do ambiente em que o animal se encontra, seja no solo ou em uma floresta cheia de vegetação.

rã australiana com a cor das folhas

Um mimetismo que pode ser muito perigoso para outras espécies e até mesmo para humanos é o de algumas cobras.

Eles camuflam seus corpos para se misturarem com galhos, pedras ou areia.

Peixes e outros animais marinhos

  • O polvo-mímico é uma das espécies marinhas mais inteligentes e surpreendentes, pela sua capacidade de imitar outros animais marinhos, como cobras marinhas, raias ou águas-vivas. Ele faz isso não apenas através dos movimentos de seu corpo, mas também mudando as cores.
  • Alguns peixes-chatos, como o linguado, também são conhecidos por sua capacidade de mudar de cor dependendo do ambiente. Sua camuflagem adaptativa é realmente impressionante. Eles mudam de cor quando mudam de habitat, em apenas 8,5 segundos.
  • cavalo-marinho também tem a capacidade de mudar de cor, para se misturar com o fundo do oceano ou com os corais. Este é o único mecanismo de defesa que ele tem contra seus predadores.