Quais animais vivem em grupos?

Esses seres vivos caracterizam-se por formar estruturas sociais nas quais cada um 'se solidariza' e cumpre seu papel em benefício de sua comunidade.
Quais animais vivem em grupos?

Última atualização: 12 fevereiro, 2022

Os espécimes que interagem com outros membros de sua espécie e até mesmo estabelecem hierarquias são considerados ‘sociais’. Embora seja verdade que todos requerem contato com outras pessoas para se reproduzir, a verdade é que apenas alguns animais vivem em grupos ao longo de suas vidas. Descubra quais são eles neste artigo.

Características dos animais sociais

O termo ‘animal social’ é definido como aqueles indivíduos que interagem constantemente com outros espécimes da mesma espécie, ou seja, eles não se reúnem apenas durante a época de acasalamento. O comportamento e a organização dos animais que vivem em grupos são diferentes daqueles que são solitários.

Além dos humanos, o exemplo mais destacado de sociabilidade, existem outras espécies de mamíferos que convivem com seus congêneres. Existem até exemplos de pássaros e insetos que reproduzem a mesma prática.

Quais animais vivem em grupo?

Eles podem formar rebanhos, rebanhos, colônias ou países… E serem muito eficientes nas responsabilidades e tarefas de cada um. Entre os exemplos de animais que vivem em grupos destacamos:

1. Elefante

O maior animal terrestre do planeta — ao nascer, pesa 120 quilos e na idade adulta pode pesar 11 mil quilos — e um dos mais inteligentes, se caracteriza por viver em sociedade e possuir um sistema de organização complexo e marcante.

Por exemplo, o elefante-da-savana tem uma grande vida social e a manada é composta por fêmeas e seus filhotes liderados pela fêmea mais velha, conhecida como ‘matriarca’. Elas são acompanhadas por um ou dois machos, embora os outros não fiquem muito afastados do grupo e se aproximem durante a época de acasalamento.

2. Leão

Outro exemplo de animais que vivem em grupos e são nativos da África são os leões, que também podem se mover aos pares. Os rebanhos são compostos por cerca de cinco ou seis fêmeas, suas crias e até dois machos que acasalam com as fêmeas adultas — que são aparentadas entre si.

Animais que vivem em grupos: leão

Quando atingem a maturidade, os machos ‘restantes’ são expulsos do grupo para formar os seus próprios. Cada rebanho possui um determinado território para caçar, procriar e descansar. As leoas se encarregam de buscar comida, e os leões, facilmente reconhecíveis por suas jubas, defendem os filhotes.

3. Formiga

Quando pensamos em animais trabalhando em equipe, a imagem das formigas automaticamente vem à mente. Elas são um claro exemplo de convivência e sociabilidade, pois formam colônias de milhares de indivíduos onde cada um tem uma tarefa específica a cumprir.

Trabalho em equipe de formigas

As formigas são comandadas por uma fêmea, que se encarrega de botar os ovos e determinar se os filhotes são fêmeas ou machos; por um punhado de machos alados, que têm a responsabilidade de fertilizar a fêmea; e pelas operárias, que são fêmeas inférteis e seu trabalho consiste em buscar alimento, defender a colônia e alimentar as larvas.

4. Pinguim

A estrutura social da única ave que não pode voar, mas pode nadar maravilhosamente, é muito bem organizada. Os indivíduos interagem entre si em determinados momentos da vida, embora também possam ser independentes e precisarem de privacidade para se reproduzir e cuidar de seus filhotes, algo semelhante ao que pode acontecer com os humanos.

Para aumentar seu apelo social, o pinguim cuida de suas penas com um óleo natural, que também lhe permite mergulhar mais rápido. Esse status obtido após o acasalamento lhes permite sobreviver no inverno e, como a migração é muito complicada e longa, contar com o apoio dos demais indivíduos.

Animais que vivem em grupos: pinguins

O que surpreende é que os pinguins não têm líder, embora existam exemplares mais dominantes que outros e, ao iniciar uma ação, é seguido pelos demais.

5. Golfinho

Ninguém pode negar que os golfinhos são uma das espécies mais sociáveis do mundo: eles vivem em grupos de até 40 indivíduos, que se ajudam na obtenção de alimentos ou na defesa dos perigos.

Um golfinho

Eles até ‘permitem’ a entrada de espécimes de outras espécies marinhas. O golfinho-pintado-do-atlântico, por exemplo, aceita golfinhos acrobáticos em suas comunidades.

As interações entre os membros do grupo são muito próximas, por isso os golfinhos são relacionados à amizade e ao amor. Quando por algum motivo um ou vários se separam do rebanho, ao retornar são recebidos com saudações e ‘danças’. Mas isso não acontece apenas em ocasiões especiais: no dia a dia, eles também têm um contato físico bastante próximo uns com os outros.

Pode interessar a você...
Hierarquia e submissão no sistema social dos animais
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Hierarquia e submissão no sistema social dos animais

No mundo animal, os privilégios são apenas para alguns, pois em muitas espécies existe um sistema de hierarquia e submissão que devem respeitar.



  • Lidicker, William & Chitty, Dennis. (1997). Do Lemmings Commit Suicide? Beautiful Hypotheses and Ugly Facts. Ecology. 78. 10.2307/2266114.
  • Soriano, A. I., Serrat, S., Ensenyat, C., Riba, C., & Maté, C. (2006). Los cambios comportamentales y del uso del espacio asociados a la muerte del macho dominante de una manada de lobos ibéricos (Canis lupus signatus) en el Parque Zoológico de Barcelona. Anuario de psicología, 37(1-2), 141-155.
  • Tinbergen, N. (2013). Social Behaviour in Animals (Psychology Revivals): With Special Reference to Vertebrates. Psychology Press.
  • WWF (2002). Ficha técnica del WWF. Elefantes africanos: Loxodonta africana. Recuperado el 23 de mayo de 2022, disponible en: https://wwfeu.awsassets.panda.org/downloads/African_elephant_spanish.pdf