As 4 espécies de hienas da atualidade

· fevereiro 16, 2019
Estes mamíferos, semelhantes aos felinos em aparência, mas semelhantes aos canídeos em termos de comportamento, existem há 22 milhões de anos. 

A família da hiena é a menos numerosa de todos os mamíferos, embora ela seja um integrante essencial nos ecossistemas africanos e em algumas partes da Ásia. Atualmente, existem quatro espécies de hienas, das quais falaremos neste artigo.

Espécies de hienas que vivem atualmente

Estes animais próximos aos felidaes realmente têm muitos comportamentos semelhantes aos canídeos.

Não podem subir em árvores, mas capturam suas presas com os dentes, comem rapidamente, não têm garras retráteis e podem armazenar alimentos.

A registros da espécie que datam de 22 milhões de anos. No entanto, atualmente existem apenas quatro espécies de hienas, que serão analisadas abaixo:

  1. Hiena-riscada

Seu nome científico é Hyaena hyaena e é a mais difundida da família: pode ser encontrada em todo o norte e leste da África, na península arábica e no sudoeste da Ásia até a Índia.

Ela prefere florestas e savanas abertas, embora às vezes seja vista no deserto, sempre sozinha.

A hiena-riscada tem pelos castanhos acinzentados com listras negras na diagonal (nas patas) ou verticais, nas laterais do tronco. 

Pesa cerca de 40 quilos e mede um metro, e as orelhas são grandes e orientadas para trás. Alimenta-se de roedores, doninhas, pássaros, carniça, macacos, ovos, filhotes de ruminantes, primatas e até zebras ou gnus.

Suas grandes mandíbulas permitem que ela rasgue a pele dos cadáveres e quebre seus ossos.

  1. Hiena-castanha

Outra das espécies de hienas da atualidade e que vive apenas no sul da África,; especificamente nos desertos da Namíbia e Kalahari.

Mede cerca de 80 centímetros e pesa cerca de 50 quilos e, embora os machos sejam um pouco maiores que as fêmeas, não há muitas diferenças entre os sexos.

hiena castanha

A pelagem é marrom-escura, emaranhada na cauda e nas costas; a cabeça pode ter tons de cinza e as pernas têm listras. 

Sua mandíbula é forte para esmagar ossos, pois também consome carniças e restos de animais maiores. Devido às condições do habitat, complementa sua dieta com insetos, roedores ou frutas.

A hiena-castanha vive em grupos de até seis membros, formado por um par reprodutor e espécimes jovens associados.

As fêmeas dão à luz nas tocas após pouco mais de três meses de gestação e o macho alfa ajuda no cuidado dos filhotes.

  1. Hiena-malhada

É outra espécie de hiena que só pode ser encontrada na África.

No entanto, o seu habitat é um pouco mais extenso do que o da anterior: vive nas zonas subsaarianas; com excepção da África do Sul, Madagascar e do Congo. Prefere prados e terrenos abertos e planos.

Hiena-malhada

Mede cerca de 1,70 metro, pesa 85 quilos e as fêmeas são maiores que os machos. Sua pele é marrom com manchas pretas, exceto no tórax, garganta e cabeça. Apresenta uma juba eriçada, cauda preta e orelhas pontudas.

As hienas-malhadas são noturnas ou crepusculares, podem correr grandes distâncias sem se cansar, devido ao tamanho do coração, e emitem gritos semelhantes a uma risada.

Agrupam-se em famílias lideradas por uma fêmea, que dá a luz a dois filhotes a cada ano, e saem para caçar em grupos de até 30 indivíduos.

  1. Hiena proteles

Embora seu nome signifique lobo-da-terra, é outra espécie de hienas desta família. Ao contrário das outras três, ela se alimenta de insetos, como os cupins, que consegue capturar com sua língua viscosa. 

Ela também pode consumir pequenos vertebrados, como roedores e pássaros.

Hiena proteles

A hiena proteles vive no Sul e centro-leste da África, tem hábitos noturnos e solitários. Durante o dia, dorme em galerias que foram escavadas por outros animais, como os porcos-formigueiros.

Para marcar o território, elas urinam, defecam ou produzem odores com sua glândula anal.