Bichon maltês: cuidado, características e curiosidades

· março 8, 2019
O bichon maltês é uma raça de origem incerta que não foi reconhecida até 1954, sob o patrocínio da Itália. 

Pequeno, elegante e inteligente são três adjetivos que descrevem bem o bichon maltês. Este cão adorável com longos pelos brancos destaca-se como um animal de companhia, mas também é ideal como um “cão de alarme”. Hoje, nós convidamos você a aprender mais sobre este simpático animal de estimação.

A curiosa história do bichon maltês

Embora seu nome pareça indicar isso, essa raça não é nativa da ilha de Malta, já que o maltês deriva de uma palavra semítica que significa porto ou refúgio.

E isso é consistente com o fato de que os ancestrais desse cão habitavam as áreas portuárias do Mediterrâneo central; onde cumpriam a função de combater roedores.

Em qualquer caso, suas origens são incertas. É atribuído aos fenícios que os trouxeram do Egito. Há também indicações da existência de animais semelhantes na Grécia e Roma antigas.

O bichon maltês também aparece em pinturas de muitos pintores da Renascença. Lá ele é visto nos salões de beleza que acompanham as senhoras da época.

No entanto, foi reconhecido como uma raça pela Federação Cinológica Internacional (FCI) apenas em 1954, e sob o patrocínio da Itália.

Apresentamos o bichon maltês, um cão pequeno e de pelos longos, lisos e brancos, que também se destaca por sua inteligência e por ser um ‘cão de alarme’. 

casal de Bichon maltês

Descrição física da raça

Seu corpo fino e alongado, sua cabeça orgulhosa e distinta, e suas orelhas longas, caídas e peludas são algumas das principais características físicas do cão maltês. Mas também podemos destacar:

  • Altura em cruz: entre 21 e 25 centímetros nos machos e entre 20 e 23 nas fêmeas.
  • Peso: entre três e quatro quilos.
  • Pelagem: brilhante, sedosa e densa. Tem uma única camada branca e macia que cai pesadamente em direção ao solo. No tronco, os pelos são mais compridos que a altura em cruz.
  • Focinho: um pouco longo e fino, e vai afinando até o nariz.
  • Olhos: de cor ocre, são redondos e escuros, com bordas pretas. A expressão é de alerta.
  • Nariz: preto, com fossas abertas e redondas.
  • Cauda: muito peluda. Se curva sobre a espalda. Vai afinando até chegar na ponta.
  • Patas: curtas, com pés redondos, dedos bem juntos e almofadinhas e unhas escuras.

Um cão de grande personalidade

O bichon maltês é um cão alegre, carinhoso, sociável e fácil de educar (aprende rapidamente truques e piruetas).

Mas se você não definir regras claras ou se ele não for socializado em tempo hábil, poderá ficar excessivamente nervoso. Por outro lado, ele não gosta de ficar sozinho e gosta de ter muitos brinquedos para morder.

Embora seja ideal como companhia, está mais relacionado com adultos do que com crianças, especialmente se forem jovens demais para entender como tratar um animal.

Então eles podem manipulá-lo excessivamente e até machucá-lo. Além disso, este animal simpático e brincalhão não suporta que – por exemplo – lhe puxem os seus compridos pelos, obviamente.

E ainda que ele se dê bem com outros animais de estimação, poderá sentir-se ameaçado por animais que são muito grandes em relação a ele.

raça Bichon maltês

Como cuidar de um bichon maltês

Com uma expectativa de vida de entre 12 e 15 anos, o bichon maltês é um cão saudável. De qualquer forma, poderá ter alguns problemas de rótula ou joelho, então é importante evitar o sobrepeso.

Outro detalhe a ser levado em conta é que, normalmente, é uma raça que desenvolve alergias a alguns alimentos humanos; por isso, deve ser alimentado com uma nutrição adequada.

E, embora não exija muita atividade física para se manter saudável, ele adora fazer isso, especialmente na forma de brincadeiras e caminhadas.

A pelagem longa e reta do maltês requer escovação periódica com escovas especiais para evitar a formação de nós ou problemas de pele.

Seus pelos também podem causar irritação nos olhos e até mesmo conjuntivite. Por esta razão, é uma opção manter seu rosto descoberto com um coque ou rabo de cavalo.

E enquanto o ideal é deixar os pelos longos e aparar as pontas, alguns preferem um corte mais pronunciado; o que lhes dá uma aparência típica de filhote. Além disso, um banho é recomendado a cada seis ou oito semanas.

Entre os cuidados diários exigidos pela raça está a limpeza dos olhos, da glândula lacrimal e do focinho. Desta forma, evita-se o surgimento de manchas marrons ao redor dessas áreas.