Características do caranguejo Carcinus maenas: uma espécie invasora

O caranguejo Carcinus maenas tem um apetite voraz. É muito hábil na captura e seleção de suas presas favoritas, incluindo moluscos.
Características do caranguejo Carcinus maenas: uma espécie invasora

Última atualização: 06 janeiro, 2022

O caranguejo Carcinus maenas é uma espécie que provoca uma dor de cabeça global. É nativa da encosta nordeste do Oceano Atlântico e também do Mar Báltico. Porém, graças à sua capacidade de tolerância, tem facilmente invadido outras áreas. E os espaços em que está se instalado sofrem alterações ecológicas. Você quer conhecer as características do caranguejo Carcinus maenas?

As espécies invasoras representam um grande problema nos ecossistemas que ocupam, pois causam desequilíbrios e ameaçam a existência de seres nativos. Um dos mais nocivos e indesejados é o caranguejo Carcinus maenas, por isso é importante saber identificá-lo. Aqui nós vamos contar tudo sobre ele.

Como é o caranguejo Carcinus maenas?

Como o resto dos caranguejos, C. maenas tem uma concha endurecida, que registra um tamanho que não passa de 9 centímetros. O macho é maior que a fêmea e sua cor é variável, entre verde, laranja e até avermelhado. Ambos os sexos apresentam manchas amarelas no abdômen.

Uma das características mais marcantes do caranguejo Carcinus maenas é que ele pode variar sua cor a cada ciclo de muda. Dessa forma, ele se adapta ao ambiente em que vive.

O aspecto mais adequado para diferenciar esse crustáceo de outros caranguejos é a quantidade de espinhos que ele possui na borda frontal da concha (na parte externa de cada olho). São 5, um número exclusivo da espécie. Possui 5 pares de apêndices locomotores, o primeiro modificado em forma de garras e o último um pouco achatado.

Habitat e distribuição

Esse invertebrado também é conhecido como caranguejo litorâneo comum ou da costa, pois seu habitat são praias, pântanos e costões rochosos. Também é encontrado em espaços com fundos arenosos ou lamacentos, que usa para se esconder (ou em rochas, fendas e vegetação).

Como já mencionamos, esse caranguejo está naturalmente localizado na parte litorânea da Europa e do Norte da África, na encosta nordeste do Oceano Atlântico e no Mar Báltico. No entanto, foi introduzido em várias partes do mundo (América do Norte, América do Sul, Austrália, África do Sul e Japão).

Um caranguejo Carcinus maenas

O que C. maenas come?

Uma das características mais preocupantes do caranguejo Carcinus maenas é a sua alimentação, não só pelo tipo de comida que ingere, mas também pela quantidade que consome. Esses animais são predadores e têm um apetite voraz, razão pela qual destroem grandes proporções de comida.

As barragens são variadas e sua seleção depende de muitos fatores (tamanho, localização e época do ano). Incluem em sua dieta crustáceos, vermes, insetos, bivalves, caracóis, ouriços-do-mar, medusas, foraminíferos e peixes, entre outros. Eles também consomem algas, vegetação pantanosa, carniça e até são canibais, pois podem comer indivíduos da mesma espécie.

À medida que crescem, esses caranguejos se tornam mais carnívoros do que onívoros. Quando são maiores, têm grande preferência pelos moluscos bivalves, que procuram no substrato cavando até 15 centímetros de profundidade.

Características reprodutivas do caranguejo Carcinus maenas

Esse caranguejo se reproduz botando ovos, ou seja, é ovíparo. O processo ocorre na fase de verão, quando a fêmea tem que fazer a muda. Ela se prepara emitindo feromônios para atrair o macho. Ele atende o chamado, agarra-a e a leva durante vários dias (de 2 a 16).

Esse comportamento é mantido até a muda da fêmea, quando ocorre a cópula. O macho continua a acompanhá-la por cerca de mais 2 dias.

A fecundidade é alta (até 185 mil ovos por posta) e aumenta com o tamanho, de modo que fêmeas maiores podem colocar mais ovos do que as menores. A posta é feita na areia e depois eles formam um saco dos quais cuidam e que transportam colados às pernas por alguns meses.

Após a eclosão do ovo, emerge uma larva planctônica que passa por algumas mudanças ou estágios antes de se tornar adulta. No total, são 6 (um protozoea, 4 zoea e uma megalopa). A duração do desenvolvimento é variável e depende das condições ambientais. É estimado em 62 dias a 12° C, porém, pode ser reduzido para 32 se a temperatura subir até 18° C.

Outras características do caranguejo Carcinus maenas

Vejamos outros aspectos importantes da biologia desse caranguejo. Destacamos o seguinte:

  1. Eurialino: esse caranguejo tolera concentrações variáveis de sais, que são designadas pelo termo eurialino. A faixa pode variar de 4 a 54%. No entanto, durante as fases larvais, o valor é reduzido para 17%.
  2. Euritérmico: a faixa de temperatura que esse invertebrado suporta também é ampla. Ele sobrevive de 0 a 33° C. Da mesma forma, nas larvas a tolerância é mais limitada e a faixa ideal está entre 10 e 18° C. O valor mínimo exigido para a muda da espécie é 10° C.
  3. Esse caranguejo se adapta a condições de baixo oxigênio.

O caranguejo Carcinus maenas como invasor

Os caranguejos costeiros têm persistido e colonizado outros ambientes com facilidade graças às características acima mencionadas. Eles chegaram a lugares distantes intencionalmente (ou não) por meio de barcos (presos a cascos, em água de lastro e materiais de embalagem) ou pela ação de pescadores recreativos, já que as larvas costumam ser utilizadas como isca na pesca esportiva.

Também há uma dispersão natural de seus estágios imaturos pelas correntes e marés.

Essa espécie de caranguejo provoca alterações nos ecossistemas que invade. Seu apetite voraz, capaz de matar bivalves abundantes (entre outros alimentos), provoca o declínio das espécies que fazem parte de sua dieta e estimula a competição entre organismos autóctones.

Essa espécie se alimenta de espécimes importantes para a indústria pesqueira e aquícola, razão pela qual as perdas econômicas se somam aos seus efeitos negativos.

O controle e a erradicação desse caranguejo é difícil. Métodos como pesca e isca venenosa têm sido usados para controlar suas populações, mas os resultados têm sido ineficazes. Por esse motivo, em algumas regiões existem regulamentações legais rígidas que ajudam a reduzir a dispersão desses espécimes.

Uma boa alternativa é o controle biológico por meio de predadores ou competidores. No entanto, mais pesquisas são necessárias nesse campo.

Um caranguejo costeiro debaixo d'água

As características do caranguejo Carcinus maenas o tornam um temível colonizador. O seu enorme apetite, a sua competência, a sua elevada taxa reprodutiva e a sua grande capacidade adaptativa a várias temperaturas e salinidades são os seus atributos mais marcantes. Aprender a identificá-lo e conhecer sua biologia é essencial para desenvolver métodos de controle e erradicação bem-sucedidos.

This might interest you...
10 curiosidades sobre os caranguejos
Meus Animais
Leia em Meus Animais
10 curiosidades sobre os caranguejos

Os fascinantes crustáceos estão associados ao meio aquático. Você quer conhecer 10 curiosidades sobre os caranguejos e exemplos de espécies?



  • Baeta, A., Cabral, H., Marques, J., & Pardal, M. (2006). Feeding ecology of the green crab, Carcinus maenas (L., 1758) in a temperate estuary, Portugal. Crustaceana, 79(10), 1181-1193.
  • Dawirs, R. (1985). Temperature and larval development of Carcinus maenas (Decapoda) in the laboratory, predictions of larval dynamics in the sea. Marine Ecology Progress Series, 24, 297–302.
  • Torres, P., & González-Pizani, X. (2016). Primer registro del cangrejo verde, Carcinus maenas (Linnaeus, 1758), en Golfo Nuevo, Argentina: un nuevo límite norte de distribución en costas patagónicas. Eucología Austral, 26, 134-137.
  • Young, A., & Elliott, J. (2020). Life History and Population Dynamics of Green Crabs (Carcinus maenas). Fishes, 5(1), 4.