O que os caranguejos comem?

Se você já se perguntou o que os caranguejos comem, a resposta está nestas linhas, mas adiantamos uma coisa: tudo o que eles encontram em seu caminho.
O que os caranguejos comem?

Última atualização: 08 fevereiro, 2022

Existem mais de 4 mil espécies de crustáceos pertencentes a várias infraordens da subordem Pleocyemata. Se você tem interesse em saber o que os caranguejos comem, terá que viajar até o habitat de cada um deles, pois são animais oportunistas que pegam tudo o que está ao seu alcance.

Quais são as opções dietéticas dos crustáceos? Eles se alimentam de matéria orgânica animal ou vegetal? Neste artigo, vamos desenvolver essa ideia, bem como apresentar uma revisão geral do animal comumente conhecido como caranguejo. Não perca.

Biologia geral dos caranguejos

Qualquer crustáceo que pertencente à ordem dos decápodes é denominado caranguejo, nome que indica que seus representantes possuem 5 pares de patas. Eles também têm um exoesqueleto feito de quitina que protege seus corpos, pois não têm ossos.

Os caranguejos perdem o exoesqueleto durante a fase de crescimento para caber dentro dele.

Todas as espécies têm em comum que o primeiro par de membros locomotores evoluiu para pinças. Com elas, esses crustáceos são capazes de manipular alimentos e se defender de predadores, mas não são animais caçadores na maioria dos cenários.

Outra característica dos caranguejos é que eles são bentônicos, ou seja, perambulam pelo fundo do mar. Existem algumas exceções, como certas espécies da superfamília Portunoidea, que vivem nadando em águas profundas. O caranguejo-dos-coqueiros (Birgus latro) é um dos poucos representantes que só entra em contato com a água quando ainda não atingiu a fase adulta.

Alimentação dos caranguejos

Quanto ao que comem os caranguejos, você deve saber que seus hábitos são oportunistas. Isso significa que eles se alimentam de tudo o que estiver ao seu alcance, seja de origem animal ou vegetal. Portanto, são considerados onívoros e necrófagos ao mesmo tempo.

A maioria desses crustáceos tem preferência por matéria orgânica animal em vez de matéria vegetal. Essa voracidade desempenha um papel muito importante na manutenção de seu meio ambiente, pois limpam o fundo do mar de restos de animais mortos e até mesmo reciclam alguns restos de lixo humano nas costas e rios.

O que os caranguejos marinhos comem?

Os caranguejos marinhos pertencem à infraordem Brachyura. Eles são caracterizados por terem um corpo mais achatado e um formato mais arredondada do que suas contrapartes de água doce. Eles vivem em águas salobras em costas, pântanos e estuários, mas também em áreas profundas.

O que os caranguejos comem nesses habitats? Sua dieta consiste em restos de peixes, outros crustáceos menores que eles, filhotes de tartarugas, algas, plâncton, larvas e, em geral, restos de animais mortos. Algumas das espécies mais marcantes dessa infraordem são bem conhecidas da população em geral. Aqui estão alguns exemplos:

  • Caranguejo-violinista (gênero Uca): eles recebem esse nome porque os machos têm uma das pinças ou quelas muito maior que a outra. Alimentam-se de plâncton, algas, larvas e detritos orgânicos que encontram no fundo do mar.
  • Caranguejo-fantasma (gênero Ocypode): recebem esse nome devido à sua incrível velocidade na hora de se esconder, que ultrapassa os 20 quilômetros por hora. Eles se alimentam de insetos que capturam em pleno voo e de restos orgânicos que encontram no fundo do mar.
  • Aratu-vermelho (Grapsus grapsus): é um dos caranguejos mais fáceis de encontrar nas costas do Pacífico da América do Sul. Ele é famoso por protagonizar estampas ao lado das iguanas de Galápagos. Alimenta-se de algas e pequenos restos de animais que são arrastados para a costa pelas ondas.
  • Caranguejo-eremita (superfamília Paguroidea): certamente você os conhece porque eles usam conchas, corais, madeira ou pedras para se refugiar neles, já que seu exoesqueleto é descalcificado e é muito mais macio que o normal. Sua dieta consiste em restos de outros crustáceos, vermes e restos de plantas.
Um caranguejo costeiro debaixo d'água

O que os lagostins comem?

Os animais conhecidos como lagostins são aqueles que pertencem às superfamílias Astacoidea e Parastacoidea. Eles podem ser encontrados em riachos onde as correntes não são muito rápidas ou fortes.

Embora também não sejam animais de caça, os lagostins ocasionalmente capturam presas vivas, como minhocas, pulgas d’água, pequenos peixes, girinos ou mesmo répteis que se aproximam da água. Quando a matéria animal é escassa, eles se alimentam de plantas aquáticas.

Se você quiser saber sobre espécies específicas, aqui estão alguns exemplos típicos:

  • Lagostim-de-patas-brancas (Austropotamobius pallipes): esse crustáceo está em perigo de extinção (EN), uma vez que teve de competir com os Procambarus clarkii, introduzidos nas suas águas como espécie invasora. Alimenta-se de qualquer matéria orgânica que encontra, pois normalmente não caça.
  • Procambarus clarkii: seu habitat natural são as costas do Golfo do México e da Flórida. São animais que se espalham pelo terreno de forma muito eficaz, pois podem atravessar grandes áreas secas se o tempo estiver bom. Eles também são grandes oportunistas que se alimentam de tudo que estiver ao seu alcance.
  • Cherax quadricarinatus: é um animal necrófago e detritívoro, por isso aproveita qualquer fonte de alimento vegetal ou animal ao seu alcance. São caranguejos com grande capacidade de adaptação, pois resiste a mudanças bruscas de hidrologia, temperatura, pH e oxigênio. É uma espécie nativa da Austrália.
Um caranguejo vermelho americano debaixo d'água.

Como você pode ver, imaginar o que os caranguejos comem é uma questão simples e complexa ao mesmo tempo. Conhecer aspectos como esse é essencial para a conservação de cada espécie de crustáceo, pois, ao mesmo tempo em que limpa o ambiente, ele serve de alimento para predadores maiores. Quando um táxon desses crustáceos é ameaçado, tanto o meio ambiente quanto o restante dos animais são afetados.

This might interest you...
Características do caranguejo Carcinus maenas: uma espécie invasora
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Características do caranguejo Carcinus maenas: uma espécie invasora

Conheça as características do caranguejo Carcinus maenas, um crustáceo que invadiu grande parte do mundo graças à sua tolerância.



  • Füreder, L., Gherardi, F., Holdich, D., Reynolds, J., Sibley, P. & Souty-Grosset, C. 2010. Austropotamobius pallipesThe IUCN Red List of Threatened Species 2010: e.T2430A9438817. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2010-3.RLTS.T2430A9438817.en. Accessed on 14 December 2021.
  • Martínez Campos, B., Hernando Campos, N., & Bermúdez Tobón, A. (2012). Distribución de cangrejos ermitaños (Anomura: Paguroidea) en el mar Caribe colombiano. Revista de Biología Tropical60(1), 233-252.
  • Campos, M. R. (1989). Análisis de características morfométricas en cangrejos (Crustacea: Decapoda: Pseudothelphusidae) usando métodos multivariados. Caldasia, 87-92.
  • Manjarrez, C. D. L. C., & Vázquez-López, H. (2015). Aspectos etológicos del cangrejo violinista Uca Latimanus Rathbun, 1893 en el estero El Salado, Puerto Vallarta, Jalisco, México. Biocyt: Biología, Ciencia y Tecnología8(29), 557-569.