Como se cria um cavalo puro-sangue?

junho 13, 2020
Assim como acontece com outros animais, há uma grande variedade de raças de cavalos. Criar esses lindos animais tem as suas regras, mas... você sabe como se cria um cavalo puro-sangue?

Embora todos os cavalos de corrida sejam considerados de “sangue puroo cavalo puro-sangue se destaca por suas qualidades físicas e desempenho. Criar essa raça equina requer muita dedicação e investimentos financeiros significativos.

Características e qualidades do cavalo puro-sangue

O cavalo puro-sangue é uma raça equina de origem inglesa, criada em meados do século XVIII. Seus ancestrais foram o resultado de cruzamentos entre quatro éguas britânicas e alguns garanhões árabes e berberes previamente selecionados.

No entanto, o cavalo puro-sangue assim como o conhecemos atualmente descende de três machos importados que tinham os nomes de Darley Arabian, Goldophin Barb e Byverly Turk.

A crianças dessas raças foi orientada pelo objetivo de obter cavalos para corridas de longa distância. Posteriormente, eles foram treinados para atividades de salto e equitação, as quais continuam desempenhando com maestria.

O cavalo puro-sangue tem uma constituição média geralmente entre 1,58 e 1,65 metros. Seu corpo é atlético e equilibrado, com linhas harmoniosas e músculos bem desenvolvidos. As características podem variar de acordo com a raça de puro-sangue, mas as orelhas pequenas e os olhos bastante expressivos se destacam.

Não se trata de um cavalo apenas de explosão, e sim de um animal ágil, resistente e obstinado, com um temperamento equilibrado e vivaz. É um equino peculiar, que deve ser tratado como tal.

Como se cria um cavalo puro-sangue?

Os cavalos puro-sangue são altamente valorizados por sua nobreza, resistência e excelente personalidade. Tanto a aquisição quanto a criação de um cavalo puro-sangue implicam uma importante solvência econômica, além de uma significativa disponibilidade de espaço e dedicação de tempo à sua manutenção e treinamento.

Quanto ao treinamento, a atividade física e a estimulação mental desses cavalos também exigem perseverança e certo conhecimento por parte dos tratadores e cavaleiros.

Além dos cuidados básicos de que todos os cavalos precisam, cada raça também tem as suas particularidades e necessidades específicas. E, certamente, os cavalos puro-sangue não são uma exceção.

A seguir, vamos resumir como é o transcorrer de um dia na criação de um cavalo puro-sangue de alto desempenho. Como veremos, é necessário um importante trabalho em equipe para alcançar os desejados ‘cavalos de elite’.

A rotina diária ao criar um cavalo puro-sangue

Os cavalos puro-sangue e sua equipe de tratadores geralmente começam o dia cedo. Poucas horas depois do amanhecer, os responsáveis pelos cuidados básicos dos equinos vão para os estábulos ou boxes para prepará-los para um novo dia de treino.

Depois de retirar o animal do box, eles cumprem com a sua rotina diária de limpeza, que necessariamente inclui uma boa escovação e a verificação das patas. Em seguida, a sela é colocada no cavalo e ele fica pronto para a chegada do jóquei ou cavalgador.

criar um cavalo puro-sangue
Fonte: USDA Photo by: Bill Tarpenning

Os dias de treino do cavalo puro-sangue sempre são planejados com antecedência por um treinador profissional. Certamente, é o jóquei o responsável por controlar e orientar o animal durante o exercício. No entanto, o treino, o ritmo e a intensidade devem ser coordenados com o treinador.

Cada cavalo puro-sangue tem seu próprio treino, de acordo com a sua idade, constituição física e estado de saúde. A combinação de trotes e saltos, bem como a execução de exercícios de reabilitação, sempre dependem das necessidades do corpo de cada indivíduo.

Mas o dia não termina após o treino…

Uma vez que o treino é concluído, o jóquei devolve o cavalo aos peões encarregados da sua manutenção. Após tantos exercícios, é hora de higienizar e refrescar o animal, o que geralmente é feito rapidamente usando uma mangueira convencional.

Geralmente, o normal é que os jóqueis se reúnam com os treinadores e outros membros da equipe de treinamento. A ideia é analisar os detalhes para melhorar os exercícios.

Se o jóquei relatar algum problema, o treinador, juntamente com os tratadores, deverá analisar o cavalo para verificar se cuidados veterinários são necessários. Quando ocorrem quedas, traumas ou golpes, a presença de um veterinário geralmente é solicitada de forma imediata.

O papel fundamental da medicina preventiva

Sem dúvida, o veterinário desempenha um papel fundamental na criação de um cavalo puro-sangue. Além de tratá-lo em caso de acidentes e orientar quanto à reabilitação, ele também cuida da medicina preventiva para evitar que o equino fique doente.

A medicina preventiva para cavalos envolve não apenas a vacinação e a desparasitação, embora esses sejam cuidados essenciais. Também é fundamental oferecer uma nutrição completa e equilibrada para que o equino permaneça saudável e forte e para que ele possa ter um desempenho ideal.

Nesse sentido, o veterinário sempre deve ouvir os tratadores, que estão em contato permanente com o cavalo e são responsáveis por alimentá-lo. São eles que poderão relatar alterações no apetite, problemas digestivos ou outros comportamentos estranhos no animal.

  • UNIVERSIDAD COMPLUTENSE DE MADRID. FACULTAD DE VETERINARIA. 2008. ESTRUCTURA GENÉTICA DEL CABALLO DE PURA RAZA ÁRABE ESPAÑOL. Extraído de: https://eprints.ucm.es/8571/1/T30943.pdf
  • remugants.cat. Capas y razas de caballos. Extraído de: http://www.remugants.cat/8/upload/razas_manejo_y_cuidados_del_caballo.pdf