Como eram as quadrigas de cavalos?

abril 11, 2019
Os cavalos participavam de espetáculos violentos que eram celebrados no circo romano.

Provavelmente, as tradicionais quadrigas de cavalos de Roma nos lembram filmes muito famosos, como Ben-Hur. Nele, o personagem Judah Ben-Hur, interpretado por Charlton Heston, é forçado a enfrentar seu inimigo, Tribuno Messala, em uma corrida de quadrigas a toda velocidade.

Enquanto os personagens do filme deixam tudo na arena, os espectadores concentram sua atenção no que acontece ao redor do circo romano.

Embora seja uma ficção, a adaptação cinematográfica do romance de Lew Wallace nos diz muito sobre como eram as quadrigas de cavalo. Nos tempos do Império Romano, essa atividade esportiva representou um dos principais pontos de encontro e entretenimento.

Como se originam as quadrigas de cavalos?

De acordo com os relatos romanos, as corridas de quadrigas de cavalos remontam à época de Rômulo e Remo, os fundadores de Roma. Segundo a lenda, o deus da guerra (Marte) gerou os gêmeos Rômulo e Remo em Rea Silvia. Após o nascimento, eles foram jogados no rio para se manterem protegidos.

As crianças foram resgatadas por uma loba chamada Luperca, que criou e amamentou os dois no Monte Palatino. Quando já estão adultos, Rômulo e Remo são aqueles que devolvem o trono a Numitor e fundam Roma no mesmo lugar onde foram salvos por Luperca.

A história também nos diz que essa atividade começou a ser realizada no Campo de Marte, por ocasião da celebração da Esquirria e do Consualia. Estas duas celebrações anuais foram muito populares durante o Império Romano, mas perderam importância durante os tempos modernos.

Como se originam as quadrigas de cavalos?

Neste momento, as quadrigas eram puxadas por mulas, que foram então substituídas por cavalos, para dar maior rapidez e melhor estética às corridas. Não obstante, as corridas de quadrigas adquiriram fama como entretenimento popular após a criação dos circos.

Quando as corridas eram realizadas em quadrigas de cavalos?

No circo romano, as corridas em quadrigas eram realizadas no contexto de jogos chamados Ludi Circensis. Neste evento, outras atividades também eram realizadas, como representações de batalhas, acrobacias, exibições de cavaleiros montando e cavalgando, boxe, etc.

No entanto, a maioria desses passatempos se tornaram entediantes e desinteressantes para as pessoas ao longo do tempo. Por esta razão, as corridas de quadrigas e as batalhas tornaram-se cada vez mais violentas para atrair a atenção dos espectadores.

Para entender a intensidade das quadrigas de cavalo no circo romano, podemos mais uma vez recorrer às cenas do filme Ben-Hur.

A violência tornou-se o principal recurso para criar jogos mais emocionantes e conquistar a preferência das pessoas. Além disso, as corridas sangrentas atraíam mais apostas, o que foi lucrativo para aqueles que se dedicaram a gerenciá-las.

Com o crescimento do interesse, as quadrigas de cavalos começaram a ocorrer no anfiteatro mais antigo e importante do Império Romano, o Circo Máximo.  Sua localização remonta novamente à lenda de Rômulo e Remo, já que o anfiteatro fica no vale de Murcia, entre o Monte Aventino e o Palatino.

Quando as corridas eram feitas em quadrigas de cavalos?

O cavalo na Roma antiga

O cavalo que mais se encontrava na Roma de mais de 2.000 anos era muito semelhante à raça Asturcon, que atualmente podemos encontrar nos prados do norte da Espanha, principalmente nas Astúrias.

Este cavalo era como um pônei (lembre-se de que a estatura dos antigos romanos era bastante baixa). Entre as características deste cavalo está um corpo forte e robusto, pescoço largo, pelo longo e membros curtos.

Hoje temos exemplos deste cavalo pônei romano na raça shetland, o islandês, o garrano português ou o pottok basco. Entre as peculiaridades desses equinos está a sua dureza e resistência para marchar durante muito tempo sem se cansar.

Juntamente com todas estas vantagens, existem também algumas desvantagens. Como são animais baixos, eles não são muito eficientes para atacar em batalhas contra formações fechadas. Entre outros motivos, porque não têm o peso e a altura suficientes.

Outra dificuldade que deve ser levada em conta sobre esses pequenos cavalos era ao que se refere à personalidade deles. Eles têm um temperamento mais rebelde do que qualquer outro cavalo e não são fáceis de domar.