Conheça o urso pardo europeu

· outubro 5, 2018
Vale a pena destacar que esta espécie é capaz de 'guardar' um óvulo fertilizado após a relação sexual até o outono, e o nascimento ocorre em sua toca, enquanto hiberna.

É uma subespécie do urso pardo que, como o próprio nome sugere, é nativo da Europa (entre a Península Ibérica e a Escandinávia). Neste artigo contaremos tudo sobre o urso pardo europeu, um habitante da floresta.

Características e habitat do urso pardo europeu

Dentro da subespécie do urso pardo, o europeu é um dos mais “famosos”, pois vive nas florestas e na tundra de todo o continente europeu.

Está presente desde a Península Ibérica ao sul, até a Escandinávia ao norte, embora também haja populações na Rússia, Itália, Áustria e Europa Oriental. Prefere viver entre carvalhos, bétulas, faias, rochas e matagais.

Uma boa maneira de detectar o urso pardo europeu na floresta é através de suas pegadas: largas, grandes e com unhas e dedos bem marcados. 

Os Ursídeos são plantígrados, por isso, quando caminham, sustentam completamente as pernas.

Além disso, você pode ver marcas de unhas nos troncos de árvores ou colmeias, que eles atacam em busca de mel.

Com uma vida útil de cerca de 30 anos, o urso pardo europeu pode medir 2,5 metros quando está em suas patas traseiras e pesar cerca de 300 quilos na idade adulta.

O dimorfismo sexual é bastante evidente, uma vez que os machos são duas vezes mais pesados ​​e maiores que as fêmeas.

Embora seja chamado de “pardo”, o fato é que sua pelagem nem sempre é desse tom: pode variar de acordo com o exemplar.

Por exemplo, quando são pequenos, apresentam uma espécie de colar esbranquiçado, que desaparece com a primeira troca de pelos, após um ano de vida. A cada temporada de verão, a pelagem desse urso é renovada.

urso pardo europeu

Não tem uma visão muito desenvolvida – além disso, seus olhos são muito pequenos – e não detecta objetos ou animais quando estão imóveis. Em contrapartida, tanto seu olfato quanto sua audição são muito bons e o ajudam na vida cotidiana.

Reprodução e hábitos do urso pardo europeu

Esta espécie atinge a maturidade sexual por volta dos quatro anos de idade. As fêmeas entram no cio entre maio e julho, embora também possam copular antes de ovular, para aumentar a possibilidade de engravidar.

Uma vez que o óvulo é fertilizado, ele é ‘guardado’ até o outono para, então, ser implantado. Nesse momento começa a gravidez, que dura dois meses. A ursa dá à luz aos seus filhotes dentro da toca em plena hibernação, e a cada ninhada ela pode ter até três filhotes de cerca de 350 gramas cada.

Os filhotes de ursos vivem com suas mães por um ano e meio e, nesse período, precisam aprender tudo relacionado à caça e à defesa. Nesse período, pesam cerca de 30 quilos. O intervalo entre as gestações é de aproximadamente dois anos.

urso pardo europeu

O urso pardo europeu passa todo o inverno em sua caverna ou toca, onde dorme sem mudanças em sua temperatura corporal. Tem um território de vários quilômetros quadrados – maior para os machos – de acordo com a localização no continente. Em média, uma fêmea se movimenta em um setor de cerca de 350 km² e um macho em torno de 5.400 km². 

Alimentação

Em relação à sua alimentação, é onívoro, como a maioria dos ursos (exceto o polar, que é 100% carnívoro, e o panda, que é herbívoro). Na primavera e no outono, ele come vegetais, insetos, pequenos vertebrados e carniça, embora seu alimento favorito sejam os favos de mel.

No verão, eles se mudam para as margens dos rios, onde caçam com grande habilidade os salmões que saltam da água. Nesse momento, é quando ‘machos’, fêmeas e descendentes ‘se juntam’. No entanto, as mães devem manter as suas crias longe dos machos territoriais, para evitar confrontos.