10 curiosidades sobre as lesmas

As curiosidades das lesmas representam sua adaptabilidade a ambientes tão inclementes quanto variados. Você quer conhecer alguns deles?
10 curiosidades sobre as lesmas

Última atualização: 26 outubro, 2021

Os moluscos gastrópodes mais famosos da sociedade em geral são os caracóis. Eles ganharam a simpatia de muitos seres humanos com seus “chifres” amigáveis, sua curiosa concha e seu andar vagaroso. De qualquer forma, seus parentes mais próximos (as lesmas) têm muitas curiosidades para mostrar, embora tendam a gerar uma rejeição muito mais sistemática.

As lesmas são invertebrados terrestres e marinhos que se adaptaram a vários estilos de vida, com todas as modificações corporais e fisiológicas que isso acarreta. Se você quiser saber mais sobre elas, venha junto com a gente conhecer esses 10 fatos interessantes.

1. O termo “lesma” abrange muitas espécies

Quando falamos sobre lesmas, é comum pensar em um ser marrom e viscoso com uma linha laranja ao redor das bordas do corpo. Embora essa ideia descreva perfeitamente uma das espécies mais comuns na Europa (Arion vulgaris), deve-se notar que existem muitas outras.

O termo ” lesma” abrange centenas de espécies presentes nas ordens biológicas Onchidiacea, Soleolifera e Sigmurethra. Esta última ordem também inclui os caramujos terrestres que conhecemos e todos são moluscos gastrópodes (dos quais existem 80 mil espécies no total espalhadas pelo mundo).

As lesmas e os caracóis terrestres são parentes muito próximos.

2. Um plano corporal comum

As lesmas parecem simples à primeira vista, pois carecem de uma concha externa para protegê-las (ao contrário dos caracóis). Em qualquer caso, sua anatomia guarda muitos segredos que vale a pena conhecer. Na lista a seguir, mostramos o plano corporal comum desses invertebrados:

  • Tentáculos: como outros gastrópodes, as lesmas têm tentáculos (oculares e sensoriais). Ambos são retráteis.
  • Manto: atrás da cabeça desse gastrópode está o manto, uma espécie de protuberância que cobre parte de suas costas. Aqui está o pneumostoma responsável pela respiração.
  • Cauda: é a seção da lesma que fica atrás do manto.
  • Pé: é a parte ventral inferior da lesma. Esse pé permite o movimento com uma série de contrações musculares e a secreção de muco.
Um dos animais polinizadores.

3. Uma concha?

A maioria das lesmas possui um vestígio de sua concha, muito mais presente em seus parentes os caramujos. Esse órgão tem sido usado para o armazenamento de sais de cálcio, embora seja verdade que alguns desses invertebrados não o possuem em sua totalidade. Os espécimes adultos da família Philomycidae são um exemplo disso.

Muitas lesmas têm uma concha internalizada que serve como despensa de minerais. Esse é um caráter vestigial que adquiriu uma nova função.

4. As lesmas dependem da umidade

Outra das curiosidade sobre as lesmas é representada pela necessidade de encontrar ambientes viáveis para sua sobrevivência. Como esses invertebrados carecem de conchas, são vulneráveis à dessecação e morrem em pouco tempo em ambientes extremamente secos.

Para evitar esse cenário, as lesmas geram uma camada de muco protetor ao redor do corpo que as mantém um pouco isoladas. Além disso, elas aproveitam as noites chuvosas para sair e se alimentar, momentos em que a umidade do ambiente é maior.

5. As lesmas são produtoras de 2 tipos de muco

As lesmas são capazes de sintetizar 2 tipos de material mucoso: aquoso e denso. Ambos são higroscópicos, ou seja, atraem umidade do ambiente imediato por meio de processos de absorção. O muco aquoso se expande nas laterais do invertebrado, enquanto o muco denso é liberado de trás para a frente (e cobre todo o corpo do animal).

Graças à sua produção de muco, as lesmas são capazes de se mover e se proteger.

6. Uma ecologia trófica diversa

A maioria das lesmas são animais generalistas, ou seja, se alimentam de quase todos os tipos de matéria orgânica que encontram no ambiente. Elas geralmente não recusam plantas como petúnias, crisântemos, narcisos, begônias e muitas outras. Portanto, são consideradas pragas de jardim e pragas agrícolas em partes iguais.

Esses invertebrados também comem frutas, vegetais e até fungos e bolores. Também não desperdiçam matéria orgânica de origem animal em decomposição (certas espécies são predadoras de outros seres pequenos).

7. Fazem parte da base alimentar de muitos animais

Embora não sejam agradáveis aos olhos de muitos, as lesmas estão no menu de todos os grupos de vertebrados. Entre os animais que as atacam estão répteis, anfíbios, mamíferos, pássaros e até peixes. Certas espécies (como a cobra Thamnophis elegans) se especializaram em predar lesmas, embora também consumam outros pequenos seres.

A cobra Duberria lutrix se alimenta exclusivamente de lesmas e caracóis.

8. Um método de defesa primário (mas eficaz)

Outra das curiosidades sobre as lesmas se refere ao seu método rudimentar de defesa. Ao perceberem um perigo, esses invertebrados se contraem sobre seu próprio corpo, tornando-se muito mais grossos e compactos. Além disso, eles agarram firmemente o substrato com os pés. Com essa mudança postural, é muito mais difícil arrancá-los do chão e engoli-los.

9. As lesmas são hermafroditas

As lesmas são hermafroditas, portanto, possuem órgãos sexuais masculinos e femininos. Curiosamente, foram detectados casos de apofalação em algumas espécies, nas quais um dos componentes reprodutivos se morde e arranca o próprio órgão sexual masculino para se separar de seu parceiro se este ficar preso em sua cavidade feminina.

Embora percam sua estrutura masculina no processo, essas lesmas ainda podem se reproduzir com seus órgãos sexuais femininos.

Uma lesma negra em seu ambiente natural.

10. Algumas lesmas são problemáticas, mas outras não

A maioria das lesmas é inofensiva para os humanos e seus interesses, mas um número limitado de espécies são pragas muito sérias na agricultura e horticultura. Quando se alimentam de plantações, elas destroem folhas e caules antes que os vegetais possam crescer.

Embora a eliminação desses lindos invertebrados nunca deva ser a primeira opção, às vezes é necessário eliminar as pragas antes que elas criem sérios prejuízos econômicos. As lesmas são criaturas fascinantes, mas algumas também podem arruinar uma safra agrícola em questão de semanas.

Pode interessar a você...
O que os caracóis comem?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
O que os caracóis comem?

Se você quer saber o que os caracóis comem, deve ter em mente que sua dieta depende muito do ambiente que eles colonizaram.