10 dicas para manter a água do seu aquário cristalina

Manter a água do aquário cristalina pode ser uma tarefa complexa quando você é um tutor pela primeira vez. Aqui nós ajudamos você a alcançá-lo.
10 dicas para manter a água do seu aquário cristalina

Última atualização: 20 Outubro, 2021

Manter a água do aquário cristalina é um desafio. Um tanque é um ecossistema fechado, onde a menor das mudanças pode desestabilizar e deteriorar drasticamente sua aparência. Turbidez, algas e mau cheiro logo se manifestarão se o tutor não prestar os devidos cuidados ao aquário.

Manter o ambiente do tanque limpo requer esforço, perseverança e conhecimento. A seguir, mostramos 10 dicas que vão facilitar todo o processo de limpeza e cuidados com o aquário. Não perca!

1. Faça a ciclagem adequada

O termo “ciclagem” refere-se às primeiras semanas após a montagem do aquário e aos processos que ocorrem durante elas. Recomenda-se sempre esperar de 1 a 2 meses antes de colocar os peixes no tanque, pois durante as diferentes fases de maturação os parâmetros da água variam muito.

Por exemplo, a água pode ficar turva repentinamente vários dias após a montagem do aquário. Isso é normal, pois está ocorrendo um assentamento de colônias bacterianas e muitos processos químicos estão ocorrendo ao mesmo tempo. Se você deixar que as sucessões ecológicas ocorram de maneira ordenada, é difícil quebrar esse ciclo mais tarde.

2. Não abuse do fotoperíodo

Ao montar um aquário, recomenda-se proporcionar 6 horas de luz e aumentar gradativamente esse intervalo a uma taxa de meia hora a cada 2 semanas. O objetivo final é ter um tanque maduro com fotoperíodo de 10 horas por dia. Se você exagerar nesse parâmetro, é mais provável que comecem a aparecer algas e a água do aquário fique verde, não cristalina.

É muito importante que você selecione uma lâmpada com a intensidade adequada.

Uma pessoa alimentando seus peixes.

3. Coloque plantas naturais

Acredita-se que as plantas naturais estimulam o aparecimento de algas no meio ambiente, mas nada poderia estar mais longe da verdade. Os vegetais aquáticos absorvem muitos nutrientes, competindo diretamente com as populações de algas e limitando seu crescimento.

Antes de comprar as plantas ideais para o seu aquário, conheça as suas necessidades e os parâmetros da água que exigem para crescer bem. Um erro muito comum de tutores iniciantes é escolher as plantas de que mais gostam sem levar em conta o ambiente em que vão crescer (e os peixes com os quais vão coabitar).

4. Não economize nas despesas

Quase nunca é recomendado começar um hobby de aquarismo com um aquário muito pequeno. Manter os parâmetros em um ambiente limitado (menos de 40 litros) é um desafio, pois qualquer pequena incompatibilidade produzirá mudanças muito maiores do que em um grande corpo de água. Manter a água do aquário cristalina é mais fácil quanto maior for o espaço.

Aquários grandes permitem uma grande margem de erro.

5. Evite a superlotação a todo custo

Cada espécie de peixe requer um determinado número de litros para viver e outro valor adicional no que diz respeito à sua população. Por exemplo, um grupo de guppies (Poecilia reticulata) precisa de 40 litros para ficar bem e 5 litros extras devem ser adicionados para cada novo espécime adicionado ao cardume inicial (geralmente 6 indivíduos).

Em contrapartida, um único peixinho-dourado (Carassius auratus) precisa de 40 litros de água para se desenvolver, então um par vai precisar de quase 100 litros. Se as regras gerais forem respeitadas, a água do aquário ficará cristalina e o acúmulo de fezes no fundo será evitado.

Quanto maior for o peixe, mais litros serão necessários.

6. Não alimente em excesso os peixes

Esse é outro dos erros iniciais mais comuns. Ao ver tantos espécimes em seu aquário, alguns acreditam que devem oferecer alimento várias vezes ao dia. Isso estimula o acúmulo de matéria orgânica no fundo, resultando em sujeira e turvação da água a longo prazo.

Quase nenhuma espécie de peixe tropical precisa comer mais do que uma vez por dia. Pergunte em uma loja de sua confiança qual é a quantidade exata de comida que você deve oferecer. Se você alimentar seus peixes em excesso, é uma questão de tempo para que eles morram e sujem o ambiente.

7. Troque a água regularmente

Isso é o mais importante a se ter em mente se você quiser manter a água do aquário cristalina por um longo prazo. Mesmo que você tenha um filtro especial para o seu aquário, deve trocar a água uma vez por semana ou no máximo a cada 2 semanas. As porcentagens de substituição variam entre 15 e 30% do volume total dependendo do intervalo de tempo.

Quando você fizer a troca da água, aproveite a oportunidade para sifonar os fundos e se livrar de toda a matéria orgânica em decomposição que puder. Você também pode limpar os cristais de algas e impurezas e podar as plantas nesse momento.

8. Escolha um filtro adequado

Se você é iniciante na área do aquarismo, a compra de um filtro é obrigatória. Alguns especialistas conseguem manter pequenos tanques com o ciclo natural do ecossistema, mas isso é excepcional e nunca é recomendado. Sem a filtragem adequada, todas as espécies de peixes (até mesmo os resistentes bettas) estão condenadas à morte.

Antes de comprar o filtro, analise quantos litros você terá que purificar por dia e leve em consideração o tamanho dos peixes. Quanto maiores forem, mais potência a bomba exigirá para se livrar das fezes. Se você tiver dúvidas, não deixe de consultar um profissional.

9. Analise o cheiro

Se a água do aquário não estiver cristalina e cheirar mal, é mais provável que um dos membros do aquário tenha morrido. Isso vai acontecer mais cedo ou mais tarde, pois alguns pequenos peixes tropicais não costumam viver por mais de 2 a 3 anos.

Se você não conseguir encontrar o animal morto na superfície e o tanque estiver cheirando mal, olhe no fundo ou dentro dos filtros. Quando localizar o cadáver, retire-o e faça uma troca de água de 20-30%.

10. Obtenha produtos de limpeza naturais

Se tudo isso não for suficiente para evitar o aparecimento de algas, você pode sempre comprar peixes naturais para limpar o fundo. Os espécimes dos gêneros Corydoras e Plecostomus são os mais famosos, mas existem muitos outros. Também é recomendável optar por caracóis marinhos, mas esteja ciente de que algumas espécies se tornam pragas com o tempo.

Uma pessoa limpa um aquário.

Como você pode ver, possuir um aquário é uma responsabilidade que requer manutenção diária. Se você deseja que a água fique limpa e cristalina, deve levar em consideração muitos parâmetros e remediar qualquer desvio do ecossistema antes que ele fique fora de controle. Enfim, todo o esforço vale a pena.

Pode interessar a você...
Como construir um lago de peixes?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Como construir um lago de peixes?

A construção de um lago de peixes requer algum conhecimento biológico e arquitetônico. Não é uma tarefa simples. Confira nossas dicas!