10 tipos de insetos e suas características

A quantidade de insetos que existe em nosso planeta é incrível. Suas adaptações e seus modos de vida são a prova irrefutável da eficácia biológica desse grupo.
10 tipos de insetos e suas características

Última atualização: 23 Maio, 2021

Os invertebrados hexápodes são o grupo de animais mais diverso do planeta Terra. Os diferentes tipos de insetos contam com mais de 1 milhão de espécies descobertas, embora o número total esteja longe de ser completamente conhecido. Os especialistas estimam que possa se aproximar de 7 milhões ou mais táxons diferentes.

A diversidade no mundo dos insetos é incomensurável, pois suas formas, tamanhos e cores são muito variados em cada grupo dessa classe (Insecta). Aprenda sobre os 10 tipos de insetos e suas características fisiológicas mais marcantes neste artigo.

Contexto sobre os tipos de insetos

Os insetos foram os primeiros organismos a ter asas e desafiar o ar, e também foram os pioneiros no desenvolvimento de uma vida social. Além disso, eles são uma parte fundamental da Terra e mantêm o equilíbrio dos ecossistemas tróficos.

Graças a eles, grande parte da matéria orgânica se decompõe. Além disso, controlam pragas e nos fornecem mel ou seda. Os insetos são um dos seres vivos que mais se inter-relacionam com os humanos, de acordo com a revista Saber y conocer más.

Conforme indicado por Daniel Aguilera Olivares, doutor em Ecologia e Biologia Evolutiva, o termo geral abrange 29 ordens — ou tipos de insetos — e mais de 1000 famílias diferentes. As principais ordens são Hymenoptera, Lepidoptera, Coleoptera e Diptera, devido ao número de espécies que compreendem e à sua importância ecossistêmica.

10 tipos de insetos

Sem mais delongas, vamos apresentar os 10 tipos de insetos que povoam a Terra e suas características. Não perca!

1. Odonatos (Ordem Odonata)

Esse tipo de insetos conta com cerca de 5000 espécies. Eles vivem perto de rios e lagos e têm asas, e seu tamanho é de, aproximadamente, 100 milímetros. Um exemplo são as libélulas e as donzelinhas: ambas têm um par de olhos muito grandes em comparação com a cabeça e três ocelos, o corpo é alongado e têm dois pares de asas.

As libélulas podem atingir até 50 quilômetros por hora no voo e parar abruptamente mantendo-se no lugar. Especialistas dizem que os helicópteros são inspirados nesses insetos.

 

Uma libélula em vôo.

2. Ortópteros (Ordem Orthoptera)

Nesse tipo de insetos, encontramos grilos, gafanhotos, esperanças e outros invertebrados com capacidade de pular. Além disso, essa ordem possui 5000 espécies, que também vivem perto de rios e lagos.

Suas patas traseiras são as mais longas de todas, o que permite a esses invertebrados dar grandes saltos para escapar quando são perseguidos ou para sair voando. Seu principal modo de deslocamento é caminhar e não pular, como comumente se poderia pensar.

Além de serem utilizadas para locomoção, suas maravilhosas patas dianteiras possuem órgãos auditivos. Alguns grilos machos têm um órgão no abdômen que, quando tocado pelas asas dianteiras, produz o famoso som do grilo, permitindo atrair as fêmeas ou afugentar outros machos.

 

3. Blatódeos (ordem Blattodea)

Aqui podemos encontrar baratas e cupins, tipos de insetos que possuem até 6500 espécies de habitat terrestre. São caracterizados por apresentarem corpo oval e achatado com longas antenas e olhos quase inexistentes.

As baratas vivem em lugares úmidos e escuros onde há matéria orgânica, o lugar perfeito para cultivar bactérias e fungos por todo o corpo. Portanto, são um dos tipos de insetos onde mais espécies de microrganismos comensais foram encontradas.

Os cupins, por sua vez, foram os primeiros na Terra a formar colônias organizadas em castas – rainha, rei, soldados, operárias – e seus ninhos subterrâneos podem ter até 100 metros de diâmetro.

Além disso, esses invertebrados ajudam a reciclar nutrientes ao decompor a matéria orgânica, ou seja, sem eles nosso planeta teria mais toneladas de lixo. Eles também melhoram a qualidade das colheitas e alguns são fixadores de nitrogênio, um nutriente muito escasso na natureza.

 

4. Hemípteros (ordem Hemiptera)

Tipos de insetos como pulgões, cigarras, membracídeos e barbeiros fazem parte dessa ordem. São um dos grupos mais variados e numerosos, já que possui 80 000 espécies de vida terrestre. Eles têm um aparelho bucal para sugar e suas pernas funcionam para andar, pular, agarrar e nadar.

Um dos fatos mais surpreendentes sobre as cigarras é que algumas espécies podem permanecer durante 17 anos no subsolo, transformando-se em adultos desde quando ainda são ovos. Assim que atingem a maturidade sexual, emergem para viver apenas alguns dias, nos quais se reproduzem.

 

Ordem Hemiptera: tipos de insetos.

5. Coleópteros ou besouros (encomende Coleoptera)

Esses insetos – aquáticos e terrestres – são alguns dos mais numerosos da Terra. Suas 350 mil espécies representam 25% de todas as plantas e animais do planeta, ou seja, para cada 4 espécies de animais ou plantas, uma delas é um besouro.

Coleóptero significa “asas em uma caixa”, pois suas principais estruturas de asas são endurecidas e protegem o resto do corpo, como uma couraça.

 

Um dos tipos de inseto.

6. Dípteros (ordem Diptera)

Os dípteros têm mais de 150 000 espécies em todo o mundo e algumas, inclusive, vivem na Antártica. Nesse tipo de insetos, encontramos moscas, mosquitos e mutucas. São pequenos, de corpo macio e grandes olhos. Sua boca está adaptada para furar e picar, como as mutucas e os mosquitos, ou para sugar, cuspir e comer, como as moscas.

São vetores de transmissão de diversas doenças como dengue, febre amarela e malária. No entanto, algumas espécies são indicadoras da qualidade da água, pois vivem apenas em ambientes limpos.

 

O mosquito é um dos animais menos longevos do mundo.

7. Ftirápteros (ordem Phthiraptera)

Nessa ordem, encontramos os piolhos, com cerca de 5000 espécies incluídas. Esses invertebrados medem entre 2 e 4 milímetros e sua boca está adaptada para sugar, morder e comer líquidos e sangue.

São parasitas que vivem fora do corpo (ectoparasitas). 85% parasitam aves e o restante está presente em mamíferos. Esses insetos permanecem no mesmo corpo por um mês até morrerem ou também podem passar para outro hospedeiro por meio do contato físico.

 

As pulgas são animais que vivem escondidos em sua casa.

8. Lepidópteros (ordem Lepidoptera)

São um dos tipos de insetos mais chamativos. Aqui estão as borboletas e mariposas. Suas asas são sua característica de maior destaque, compostas por milhares de escamas.

Esse grupo possui cerca de 200 000 espécies aéreas-terrestres. Quando são lagartas, praticamente tudo que fazem é comer folhas para acumular nutrientes e, assim, ficar prontas para a transformação.

 

Outro dos tipos de insetos.

9. Himenópteros (ordem Hymenoptera)

Vespas, abelhas e formigas fazem parte desse grupo. As vespas compreendem cerca de 5000 espécies, as formigas 14 000 e as abelhas 20 000. Esse grupo inclui as sociedades de seres vivos mais complexas do planeta, pois as colônias de muitas espécies atuam como uma entidade unitária (superorganismos).

No caso das abelhas, além do mel que consumimos, elas permitem que muitas plantas com flores se reproduzam e produzam frutos que também nos servem de alimento. Se as abelhas desaparecessem, muitas espécies de plantas seriam extintas e, em poucos anos, também os animais herbívoros e os humanos.

 

Outro tipo de insetos.

10. Mantódeos (ordem Mantodea)

Os louva-a-deus são aproximadamente 5000 espécies. O nome “louva-a-deus” se deve à posição de suas patas dianteiras, que parecem estar em posição de oração. Na verdade, essa forma de posicionamento é essencial para capturar e se alimentar de suas presas.

Na hora do acasalamento, a fêmea está sempre faminta e de mau humor, pois alguns especialistas afirmam que no período reprodutivo há escassez de alimentos e a fêmea necessita de nutrientes para seus filhotes. Em muitas ocasiões, o macho é devorado por ela na hora da fecundação e até mesmo sem que esse processo ocorra.

São carnívoros, pois comem outros insetos. Se os louva-a-deus forem maiores, podem comer roedores e lagartos.

 

Louva-a-deus: um dos tipos de insetos

Pode-se concluir que todos esses tipos de insetos possuem características incríveis e surpreendentes em seu modo de vida e em seus próprios organismos. Além disso, são essenciais para conservar nosso planeta. Por isso, cuidar deles e conhecer sua importância é fundamental para vivermos em harmonia com eles e com a nossa terra.

Pode interessar a você...
Os 10 insetos mais raros do planeta
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os 10 insetos mais raros do planeta

Os insetos mais raros do planeta são variados e estranhos. A seleção natural às vezes promove as adaptações mais diferentes. Confira!