Domesticação do porco: curiosidades

· março 19, 2019
A domesticação do porco começou há 13 mil anos. Nesse período, os porcos asiáticos foram introduzidos na Europa, onde cruzaram com javalis.

A domesticação do porco é uma das mais curiosas entre os animais de fazenda. Afinal, a relação entre os porcos e o homem remonta a milhares de anos. Além disso, acredita-se que a domesticação desses animais tenha ocorrido em duas regiões diferentes.

O porco é muito inteligente, embora tenha sido pouco estudado, assim como outros animais de fazenda.

Estão entre os animais mais inteligentes do mundo. Além disso, eles têm comportamentos curiosos. Entre eles, o fato de naturalmente fazerem ninhos antes do parto.

A domesticação do porco

Há cerca de 13 mil anos, na região da Anatólia, iniciou-se a domesticação do porco. No entanto, acredita-se que isso estava acontecendo em paralelo no vale Mekong, há cerca de oito mil anos.

Esse processo é similar ao que aconteceu com outras espécies, como ovelhas. Alguns autores acreditam que, na Europa, também houve um processo de domesticação do porco. De qualquer forma, o que está claro é que grande parte do DNA dos porcos asiáticos persiste na Europa.

De acordo com esta teoria, os porcos asiáticos teriam sido introduzidos na Europa e cruzados com javalis. Um estudo recente analisou os genes de mais de 600 porcos na Ásia e na Europa e concluiu que os porcos europeus têm DNA de muitas populações diferentes.

A espécie é muito adaptável, por ser onívora. Por isso, ela se adapta a lugares tão diversos como o arquipélago de Chiloé, onde os porcos se alimentam de algas e moluscos.

Domesticação do porco

A expansão do porco

A chegada do porco à América ocorreu muito mais tarde, graças a exploradores como Eduardo de Soto. Curiosamente, a domesticação do porco fez com que eles se tornassem uma autêntica espécie exótica invasora

Isso ocorreu porque eles se adaptaram aos ecossistemas, o que causou um impacto nos animais nativos das Américas.

Atualmente existem vários países que caçam porcos selvagens, assim como híbridos com javalis (javaporco).

Isso porque esses animais híbridos causam muitos problemas. Afinal, estima-se que há um bilhão de javalis em todo o mundo.

Na China, existem 454 milhões de porcos, enquanto nos Estados Unidos há 59 milhões, e na Espanha, 23 milhões.

Suinocultura: leitões

Curiosidades do porco

O porco é criado principalmente por sua carne. Entretanto, há pessoas que usam seu couro para fabricar ferramentas, escovas ou até mesmo escudos.

Em alguns lugares, como a China ou a Índia, esses animais foram alimentados até com excremento humano e sobras, através dos chamados “banheiros de porcos”.

Os porcos são animais especiais e, graças a uma mutação, são imunes ao veneno de cobra, assim como de ouriços ou mangustos.

Essa mutação em um receptor torna a neurotoxina de muitas cobras incapazes de se ligarem às células-alvo.

Os porcos chegaram na Península Ibérica provavelmente no Neolítico, com duas variedades principais: ibérico e o celta.

A primeira é a origem do porco ibérico, bem como de outras raças, como o porco murciano ou o porco-preto-das-Canárias.

Por sua vez, as raças celtas aparecem no norte da Espanha, e as mais conhecidas são o gochu asturiano ou o galego.