Espadarte, características e curiosidades

maio 25, 2020
O espadarte é um animal incrível que atravessa os oceanos em velocidades muito altas. Esse peixe conseguiu sobreviver durante anos graças aos seus sentidos aguçados: apenas tubarões e orcas se atrevem a caçá-lo.

Xiphias gladius, popularmente conhecido como espadarte, meca ou muitas vezes incorretamente associado ao peixe-espada, é um dos maiores peixes que existem. Um espadarte pode medir de três a cinco metros de comprimento e pesar entre 300 e 635 kg 

Características do espadarte

Nessa espécie, há um acentuado dimorfismo sexual. O espadarte é um dos poucos casos em que as fêmeas são muito maiores do que os machos. Os últimos raramente excedem 135 kg. Por outro lado, as fêmeas atingem a maturidade aos quatro ou cinco anos de idade, enquanto os machos atingem a maturidade aos três ou quatro anos.

O espadarte é um dos poucos peixes que perdem as escamas e os dentes conforme atingem a maturidade. A forma do seu corpo é cilíndrica, estilizada e mais estreita em direção à ponta. Possui cores escuras na parte superior e marrom claro ou cinza na área ventral. Tem uma boca muito característica, longa e pontiaguda: o formato da boca dá nome a ele, porque é muito semelhante a uma espada.

Esse animal é ectotérmico, o que significa que ele depende da temperatura do ambiente para obter o seu calor corporal. No entanto, também é homeotérmico, o que significa que consegue regular a própria temperatura.

Um espadarte pode se manter a cerca de 10 ou 15 graus Celsius acima da temperatura da água em que está. Além disso, também tem algumas glândulas próximas aos olhos que ele usa para se aquecer. Essas glândulas também aquecem o seu cérebro e permitem uma excelente visão em águas geladas.

Alimentação e habitat

Devido à forma do seu bico, ele tem a capacidade de nadar extremamente rápido, o que, juntamente com o seu tamanho considerável, faz dele um predador muito eficiente. É um dos peixes mais famosos que existem por causa da sua incrível velocidade.

Espadarte

O espadarte é um animal carnívoro que geralmente sobe à superfície para se alimentar à noite. Ele persegue as suas presas e usa o bico para distraí-las, atordoá-las e capturá-las. Como não tem dentes, ele pode cortar a presa em pedaços ou engoli-la inteira. Entre as suas presas favoritas estão lulas, crustáceos, arenque e pescada.

É um peixe principalmente solitário que não se agrupa em cardumes e que geralmente fica a cerca de 10 metros de outros espadartes. Ele gosta de subir à superfície mostrando a sua barbatana dorsal para ‘tomar sol’ e também para dar saltos impressionantes fora da superfície do mar.

O espadarte pode ser encontrado em praticamente todos os oceanos do mundo, mas prefere aqueles que são tropicais ou subtropicais. No entanto, é possível encontrá-lo em águas frias, desde que a temperatura da água não exceda os 22 graus Celsius.

Ele geralmente se move a uma profundidade de 800 metros da superfície, porque ali a temperatura varia em torno dos 15 graus Celsius. Esses animais tendem a se concentrar onde importantes correntes oceânicas são encontradas e as suas migrações são verticais. Eles seguem os movimentos de camarões, lulas e outros peixes e viajam para regiões mais frias para se alimentar durante o verão.

Reprodução do espadarte

O espadarte macho atinge a maturidade sexual quando chega aos 100 centímetros. Por outro lado, as fêmeas a alcançam quando atingem os 150 centímetros. Apesar de seus hábitos solitários, machos e fêmeas formam um casal durante a época do acasalamento. Isso pode acontecer durante todo o ano em locais equatoriais quentes ou na primavera ou no verão em áreas mais frias.

Espadarte

O método de fertilização é externo, ou seja, a fêmea libera os óvulos e então eles são fertilizados pelo esperma do macho. Uma fêmea pode carregar entre 1 e 29 milhões de ovos em suas gônadas.

Os ovos medem entre 1,6 e 1,8 milímetros de diâmetro. A partir do momento da fertilização, o desenvolvimento embrionário termina em aproximadamente dois dias e meio. Dos ovos, saem pequenas larvas de apenas quatro milímetros de comprimento, com um focinho longo. Essas larvas vivem bem perto da superfície, porque precisam do calor do sol.

Conforme a larva vai crescendo, o seu corpo se torna afinado e estilizado e, quando atinge 12 milímetros, o bico já está consideravelmente desenvolvido em comparação com o tamanho ainda pequeno do corpo. À medida que o animal se desenvolve, a parte superior do bico cresce proporcionalmente mais rápido do que a parte inferior.

Quando o peixe mede aproximadamente 23 centímetros, ele possui uma barbatana dorsal que se estende ao longo de todo o corpo. Conforme vai crescendo, no entanto, essa barbatana dorsal desenvolve um único lobo. Quando o peixe atinge 52 centímetros, a sua segunda barbatana dorsal já está desenvolvida.

Predadores do espadarte

Um espadarte adulto tem poucos predadores naturais, pois são poucos os que conseguem competir com ele em velocidade, força e tamanho. Portanto, apenas orcas e tubarões ousam contemplá-lo como parte de sua dieta.

Mas isso não significa que eles estejam fora de perigo. O ser humano é o maior predador desse peixe extraordinário. Seja de forma comercial ou esportiva, a pesca excessiva fez com que as populações de algumas áreas fossem drasticamente reduzidas. É hora de aumentar a conscientização antes que seja tarde demais e o espadarte desapareça para sempre.