O que é um mascote corporativo?

agosto 26, 2019
O mascote corporativo ajuda o público a se identificar com a filosofia de uma marca, de modo que ela seja entendida como parte da sua maneira de ser, e não simplesmente como algo comercial.

Faz muitos anos que grandes marcas internacionais optaram por expressar a sua essência através de um personagem que cative o público. Os resultados explicam por que um dos conceitos de marketing mais atrativos e eficazes é o do mascote corporativo.

Com a tecnologia disponível hoje em dia, é possível criar personagens muito mais atraentes, todos com movimentos e expressões mais reais que conseguem interagir com o público.

Não devemos nos esquecer de que, em um mercado digital cada vez mais competitivo, conquistar a confiança e a empatia do público é uma vantagem muito importante.

O que é um mascote corporativo?

Os mascotes corporativos, também conhecidos como mascotes publicitários, são personagens especialmente projetados para representar determinadas marcas.

Através deles, as empresas conseguem construir uma personalidade que é transmitida ao público em suas campanhas publicitárias, e que geralmente falam com as suas emoções e senso de humor.

Um mascote corporativo não é usado apenas para vender produtos ou promover serviços. Sua principal função é a de interagir com o público para comunicar a proposta de valor de uma marca.

A ideia é mostrar aquele ‘algo a mais’ que ela tem a oferecer e que contribui com um valor ou um benefício para o dia a dia dos seus clientes.

Desta forma, quando são projetados e usados de forma inteligente, esses personagens podem se tornar o emblema das marcas.

Na verdade, alguns mascotes corporativos são tão bem-sucedidas que se tornam mais representativos do que o logotipo, e tão importantes quanto o nome de uma empresa.

Exemplos de mascotes corporativos

Para analisar como um bom mascote corporativo pode ser emblemático e à prova do tempo, selecionamos quatro personagens que conseguiram se tornar a cara e a alma das marcas que representam. Vejamos a seguir os mascotes publicitários mais famosos dos últimos anos:

1. Mickey Mouse, o emblema da Disney

Talvez Mickey tenha sido originalmente pensado como o personagem principal das primeiras histórias de Walt Disney. No entanto, a sua maneira de se expressar e o carisma que despertou no público rapidamente o transformaram no mascote corporativo da Disney.

Mickey Mouse, um mascote corporativo

Mickey fez a sua primeira aparição na década de 20 no curta-metragem O Vapor Willie. Após mais de 90 anos de sua criação, o ratinho carismático ainda está presente na mente do público e é, sem dúvida, o emblema de sua marca.

2. O coelho incansável da Duracell

Após a sua primeira aparição na televisão durante a década de 1970, o coelhinho da Duracell conseguiu captar a atenção do público quase instantaneamente.

Com uma aparência meiga e comportamento cheio de energia, este personagem foi cativando o público de todas as idades, fazendo um sucesso especial entre as crianças. Devemos nos lembrar de que os coelhos são animais de estimação muito populares entre elas.

Coelho em meio ao feno

Através do seu coelhinho rosa, a Duracell foi capaz de transmitir que oferece não apenas pilhas, mas uma energia inesgotável. Quem de nós nunca quis se sentir mais vivo e ter mais energia para enfrentar os compromissos diários?

3. Tigre Tony, o mascote corporativo da Kellogs

Se voltarmos algumas décadas no tempo, veremos que o hábito de comer cereais açucarados é relativamente novo na nossa cultura. Na verdade, poderíamos considerá-lo como um dos exemplos da globalização do American Way of Life.

Tigre olhando fixamente para a câmera

O tigre Tony foi criado para gerar simpatia nas crianças, que costumam ser o público mais fiel deste produto.

A sua compleição física e comportamento aventureiro são projetados para transmitir a ideia de que os seus cereais têm mais do que açúcar e carboidratos: eles são uma fonte de energia e força. Apesar de esses dados serem discutíveis, o sucesso do Tigre Tony não é.

4. Ronald McDonald

Sem dúvida, não poderíamos deixar Ronald McDonald de fora da nossa lista. Esta também é a oportunidade perfeita para esclarecer que nem sempre um mascote corporativo precisa ser um animal.

De fato, o palhaço mais famoso de todos os tempos conseguiu comunicar, através de muitas décadas, que o McDonald’s é sinônimo de felicidade.

Posteriormente, também foi usado para despertar o senso de solidariedade dos consumidores, através das campanhas para beneficiar a Fundação Ronald McDonald, por exemplo.

Mais uma vez, embora os efeitos deste tipo de alimento sobre a saúde sejam controversos, certamente o uso do seu mascote corporativo em sua estratégia de marketing é inesquecível. 

  • Es.scribd.com/document. 2005. Mascota, identidad organizacional. Extraído de:https://es.scribd.com/document/163706791/La-mascota-representacion-grafica-de-la-identidad-organizacional-pdf
  • Universidad de Londres. Diseño de la identidad corporativa. Extraído de: https://nuqleo.files.wordpress.com/2011/11/diseno_identidad_corporativa_londres.pdf