O que as minhocas comem?

Nem todos os vermes ficam escondidos no subsolo, pois alguns sobem à superfície para encontrar seu alimento, capturá-lo e mergulhá-lo nas profundezas de suas galerias.
O que as minhocas comem?

Última atualização: 15 Outubro, 2021

As minhocas são um grupo de vermes cujo habitat principal se restringe a solos úmidos com grande quantidade de matéria em decomposição. O formato do seu corpo as obriga a se mover por meio de ondulações, permitindo que se movam e comam ao mesmo tempo. Isso facilita muito sua vida, pois devido ao seu tamanho as minhocas não comem nada maior do que elas.

Embora possa não parecer, o papel desses animais é fundamental para a terra, pois a forma como se alimentam traz benefícios positivos ao solo. O minhocultura é altamente valorizada, e o que as minhocas comem ajuda a liberar nutrientes para as plantas. Continue lendo para aprender mais sobre sua dieta e como ela beneficia a terra.

Quem são as minhocas?

As minhocas fazem parte do grupo dos anelídeos, que são uma espécie de minhoca alongada e segmentada, com tamanhos que variam de centímetros a metros. Visto de outra forma, seu corpo é formado por uma série de anéis (metâmeros) muito característicos desses organismos.

Além disso, os anelídeos não possuem nenhum tipo de membro, por isso sua aparência é tubiforme. Em particular, o corpo das minhocas raramente ultrapassa os 3 centímetros de espessura.

Esses animais não têm pulmões, por isso usam a pele para absorver o oxigênio do ambiente. Devem estar sempre úmidos, pois sua epiderme só permite as trocas gasosas quando está hidratada por água ou mucosa. Por isso, dependem muito da água do meio ambiente, apesar de serem terrestres.

O movimento que os anelídeos utilizam para se deslocar é conhecido como peristáltico e nele formam ondulações em seus anéis, o que lhes permite rastejar no solo. Além disso, a maioria das espécies também possui uma série de pelos (quetas) que ajudam a melhorar a locomoção.

Na verdade, esse mesmo movimento é o que lhe permite se alimentar, pois internamente o peristaltismo provoca um efeito de sucção. Por isso, as minhocas comem enquanto cavam, pois assim resolvem ambas as necessidades com uma única atividade.

Além disso, a boca desse organismo não é tão complexa, pois consiste apenas em uma cavidade na qual seu alimento é ligeiramente umedecido antes da ingestão. Em outras palavras, as minhocas abrem a boca à medida que se movem para capturar o alimento de que precisam, sem grandes complicações.

Lagartas são vermes?

O que as minhocas comem?

Em geral, as minhocas tendem a consumir matéria orgânica em decomposição. Isso significa que são espécies detritívoras adaptadas para capturar as pequenas partículas de detritos presentes em todo o solo. Deve-se notar que esses vermes não consomem “solo” como tal, mas filtram sua comida enquanto o restante é eliminado intacta.

Graças a isso, esses organismos se tornam autênticos “filtros de solo”, pois só pegam o que é útil e descartam o que não é. Além disso, suas fezes contêm nutrientes altamente digeridos que são facilmente acessíveis à maioria das plantas. Com isso, além de aerar o terreno com suas escavações, eles também fertilizam o solo.

A matéria orgânica que as minhocas comem é, na verdade, qualquer tipo de resíduo proveniente de um ser vivo. Porém, elas também aproveitam para consumir organismos como bactérias e fungos, responsáveis pelos primeiros estágios da decomposição.

Por que as minhocas são tão importantes para o solo?

Esses vermes terminam o processo de decomposição, pois, quando chega ao seu sistema digestivo, a matéria já foi digerida por outros microrganismos anteriormente. Graças a isso, as minhocas são tidas como um indicador da saúde do solo, já que sua presença significa a existência de nutrientes na terra.

Isso implica que suas fezes (húmus) têm alto potencial para serem utilizadas como composto. Ao quebrar ainda mais a matéria orgânica, elas a disponibilizam para as raízes das plantas e permitem o crescimento dos vegetais.

Minhocultura

Ao se considerar que para viver só precisam de terra, água e matéria orgânica, pode-se afirmar que esses anelídeos podem ser cultivados de maneira simples. Na verdade, uma das principais razões para isso é a produção de húmus ou minhocultura, que por sua vez é muito útil no campo da agricultura.

Além disso, por serem organismos que se reproduzem rapidamente, também podem ser criados para alimentar pássaros ou outros animais.

Recipiente

O mais importante para manter as minhocas saudáveis é a umidade do ambiente, que deve estar entre 70 e 80%. Isso pode ser verificado por meio do “teste do punho”: pegue um punhado de sujeira e certifique-se de que não está seca, mas também não está molhada a ponto de pingar.

A temperatura da instalação deve ser morna, nunca superior a 40 graus Celsius ou inferior a 0 graus.

Quanto à terra, não é preciso ser exigente: pode ser um terra de jardim com um pouco de adubo para melhorá-la. Além disso, esse solo deve ter aeração, então se você tiver em um recipiente cilíndrico, faça furos nas laterais para poder fornecer um fluxo de ar.

Qual comida posso dar às minhocas?

Quase todos os resíduos vegetais orgânicos domésticos são adequados para a alimentação das minhocas. Porém, é preciso levar em consideração o tamanho do recipiente para saber se algumas coisas devem ser evitadas ou apenas reduzidas em quantidade.

Lembre-se de que a pele desses animais é muito sensível, portanto qualquer alteração no pH do solo vai causar grandes problemas, podendo até levar à morte. Alguns dos alimentos proibidos para esses anelídeos são os seguintes:

  • Carne ou restos de animais.
  • Resíduos com excesso de sal.
  • Plásticos e tecidos.
  • Óleo ou qualquer tipo de gordura.
  • Cascas e restos de madeira.

Por outro lado, alguns exemplos dos tipos de resíduos que podem ser oferecidos são os seguintes:

  • Cascas de ovo (em pequena quantidade)
  • Melao
  • Melancia
  • Mamão
  • Maçã
  • Banana
  • Folhas de milho
  • Alface
  • Sobras de café ou chá
  • Caules e folhas de coentro e salsa
  • Tomate
  • Pimenta (poucas quantidades)
  • Cítricos (poucas quantidades ou evitar completamente)
  • Papelão e papel (muito pouco de cada)
  • Estrume (apenas de animais de fazenda)

Além disso, é importante ressaltar que as minhocas se alimentam muito bem, por isso devem receber novos alimentos uma vez por semana. Além disso, na medida do possível, deve estar muito bem triturado para facilitar o seu consumo.

Lembre-se de que as minhocas fazem tudo por conta própria, então você não precisa se preocupar em enterrar a comida. Basta espalhar no chão e deixar a natureza fazer seu trabalho.

Posso dar outras comidas separadamente?

Como a lista de alimentos adequados é bastante extensa, é impossível anotar todas e cada uma das opções possíveis. Por esse motivo, a melhor recomendação é que o tutor se concentre na escolha de resíduos de origem vegetal. Porém, se você ainda tiver dúvidas, pode tentar fazer um teste para verificar se o material é adequado ou não para as minhocas.

Para fazer isso, selecione outro pequeno recipiente de aproximadamente 16 centímetros de comprimento e 12 de largura, 4 ou 5 centímetros de altura. Em seguida, separe uma quantidade suficiente do solo e acrescente o alimento que deseja testar na caixa separada. Deixe descansar por pelo menos 48 horas.

Após isso, coloque nesse recipiente de teste 5 ou 10 espécimes de minhocas e observe seu comportamento. Quando esses animais se encontram em circunstâncias adversas, eles tentam por todos os meios escapar e não se enterrarão.

Com esse método, nos primeiros minutos é possível observar se as minhocas aceitam ou não o alimento.

Uma minhoca.

Invertebrados vitais para os ecossistemas

Embora não tenham o melhor aspecto, as minhocas têm um papel importante no ecossistema. São esses animais que fecham o ciclo dos nutrientes, pois reintegram a matéria orgânica ao solo para reiniciar a cadeia trófica.

Em outras palavras, o equilíbrio trófico do ambiente é mediado por organismos detritívoros como as minhocas, os fungos, os isópodes, os colêmbolos e outros invertebrados que são muito discretos. Na natureza, não importa a aparência, e sim a utilidade.

Pode interessar a você...
O que são anelídeos?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
O que são anelídeos?

Para entender um pouco melhor como são os anelídeos, conheça algumas das espécies mais famosas ou representativas desse grande grupo.



  • SCHULDT, M., CHRISTIANSEN, R., & SCATTURICE, L. A. (2005). Pruebas de aceptacion de alimentos y contraste de dietas en lombricultura. REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria, 6(7).
  • Fragoso, C., & Rojas, P. (2014). Biodiversidad de lombrices de tierra (Annelida: Oligochaeta: Crassiclitellata) en México. Revista mexicana de biodiversidad, 85, S197-S207.
  • Feijoo, A., Quintero, H., Fragoso, C., & Moreno, A. G. (2004). Patrón de distribución y listado de especies de las lombrices de tierra (Annelida, Oligochaeta) en Colombia. Acta Zoológica Mexicana, 20(2), 197-220.
  • Schuldt, M., Christiansen, R., Scatturice, L. A., & Mayo, J. P. (2007). Lombricultura. Desarrollo y adaptación a diferentes condiciones de temperie (Vermiculture. Development and adaptation to diverse climatic conditions). Volumen VIII Número, 8 (8), 1695–7504.
  • Olivares-Campos, M. A., Hernández-Rodríguez, A., Vences-Contreras, C., Jáquez-Balderrama, J. L., & Ojeda-Barrios, D. (2012). Lombricomposta y composta de estiércol de ganado vacuno lechero como fertilizantes y mejoradores de suelo. Universidad y ciencia, 28(1), 27-37.