O que as moscas comem?

As moscas são insetos considerados irritantes pela maioria da população, mas a realidade é que apresentam um ciclo biológico fascinante. Você quer saber a dieta deles?
O que as moscas comem?

Última atualização: 13 Outubro, 2021

As moscas têm uma reputação muito negativa entre a população em geral, pois parece que o seu único interesse é estragar a comida dos humanos e perturbar nas noites de verão. No entanto, esses insetos dípteros guardam uma série de segredos fascinantes, incluindo seus hábitos alimentares. Você quer saber o que as moscas comem?

Embora esses invertebrados alados estejam sempre associados à decomposição de matéria e fezes, você deve ter em mente que existem muitas espécies de moscas que são diferentes. Continue lendo, pois garantimos que sua ideia inicial sobre esses insetos mudará ao longo da leitura.

O que são as moscas?

Antes de explorar as opções dietéticas das moscas, é necessário conhecê-las em um nível geral. O termo “mosca” é usado para designar qualquer inseto díptero (ordem Diptera) e, até o momento, cerca de 125 mil espécies foram catalogadas nesse grupo. Estima-se que haja mais de 1 milhão de espécimes diferentes nesse táxon. Portanto, ainda há um longo caminho a percorrer.

Todas as moscas possuem 3 pares de patas, 2 pares de asas e um corpo dividido em 3 segmentos bem diferenciados: cabeça, tórax e abdômen. O primeiro tagma (cabeça) conta com o aparelho bucal, as antenas e os olhos compostos. O tórax abriga as asas e os membros, enquanto o abdômen é composto por 11 segmentos e suas seções posteriores são adaptadas para reprodução.

Como um caráter diferencial de outras ordens, deve-se notar que os dípteros não possuem 2 pares de asas funcionais. O primeiro par é o maior e mais óbvio e é usado para locomoção aérea, mas o segundo evoluiu para estruturas mecanossensoriais conhecidas como halteres. Esses órgãos informam ao inseto sobre a rotação e a posição espacial do seu corpo durante o voo.

Todas as moscas e mosquitos são insetos da ordem Diptera. Existe uma variabilidade infinita nesse grupo.

O ciclo de vida das moscas é complexo.

O aparelho bucal das moscas

Agora que descrevemos esses insetos de uma maneira geral, é necessário fazer uma breve retomada sobre seu aparelho bucal antes de entrar totalmente na temática principal: suas escolhas alimentares. Para começar, podemos dizer que todos os dípteros possuem um aparelho oral modificado em forma de probóscide.

A probóscide é sempre alongada e se destaca na cabeça do díptero, mas dependendo da família, ordem, gênero e espécie consultada, pode variar muito em sua forma e funcionalidade. A probóscide dos ancestrais das moscas era feita para perfurar tecidos e sugar sangue (como os mosquitos), mas várias espécies se adaptaram para explorar outros nichos ecológicos.

As moscas mais conhecidas de todas têm na extremidade da probóscide um labelo ou labellum, uma extensão do labro que dá a essa estrutura sua forma característica de “tronba”. Esse órgão lhes permite raspar fluidos da superfície e obter nutrientes diretamente do meio ambiente.

O labelo possui pseudotraqueias que direcionam o alimento para o tubo de sucção principal do animal.

O que as moscas comem?

Todas as moscas têm probóscide, mas não a usam da mesma forma. Aqui está o que as moscas comem com base nas escolhas dietéticas de espécies representativas. Confira!

Moscas onívoras e em decomposição

A mosca comum (Musca domestica) é o exemplo perfeito para mostrar as adaptações tróficas desse grupo. Como você já sabe, esses invertebrados se alimentam de qualquer matéria orgânica remanescente que não esteja em movimento. Isso inclui leite, sangue, fezes, açúcar e todos os alimentos estragados, como frutas, vegetais e carnes.

Esse tipo de mosca se alimenta apenas de fluidos. O labelo da probóscide é muito útil para o processo, pois graças à presença de pseudotraqueias em sua superfície permite que os líquidos cheguem ao canal de alimentação do invertebrado por simples capilaridade. Além disso, deve-se observar que as moscas domésticas têm receptores gustativos no tarso das patas.

As moscas domésticas são capazes de saborear a comida apenas pousando nela.

As moscas são animais ovovivíparos dependendo do tipo de reprodução.

Moscas sugadoras de sangue

Nem todos os dípteros são tão amigáveis quanto as espécies domésticas conhecidas. Existem também moscas hematófagas que se alimentam exclusivamente (ou principalmente) de sangue. Elas têm uma probóscide pontiaguda com uma extremidade afiada, pois devem acessar além da epiderme de suas vítimas para obter os nutrientes de sua corrente sanguínea.

Um gênero representativo dessa estratégia trófica é Glossina, que inclui 23 espécies de moscas tsé-tsé endêmicas da África. Além de hematófagas, elas agem como vetores de várias patologias letais para os humanos (como a doença do sono).

Uma mosca tsé-tsé.

Moscas nectarívoras

As moscas da família Syrphidae são conhecidas por sugar ativamente o néctar das flores. Elas adotaram a aparência e a coloração de himenópteros ( vespas e abelhas) e costumam ser confundidas com elas. Esse fenômeno é conhecido como mimetismo batesiano: os predadores temem essas moscas porque associam sua coloração à presença de um ferrão, mas na realidade elas não possuem nenhum método de defesa.

O que as moscas comem?

O que as larvas da mosca comem?

Mostramos nessas linhas o que as moscas adultas comem, mas é necessário enfatizar que todas elas passam por uma fase larval antes de sofrer metamorfose completa e se tornarem os espécimes alados que todos conhecemos. As larvas são, em sua maioria, decompositoras e detritívoras. No entanto, os jovens de algumas espécies se alimentam de matéria vegetal viva e são grandes pragas.

Agora você já sabe que a maioria das espécies de moscas come matéria orgânica em decomposição, mas outras se especializaram em sugar sangue e certos táxons escolheram o néctar das flores como sua fonte primária de energia. Sem dúvida, esse grupo se destaca pela diversidade e adaptações na escolha do cardápio certo.

Pode interessar a você...
Ciclo de vida das moscas
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Ciclo de vida das moscas

O ciclo de vida das moscas passa pelos estágios de ovo, larva, pupa e imago. Certos detalhes, como a postura, dependem da espécie.



  • Musca domestica, Animal Diversity Web. Recogido a 14 de septiembre en https://animaldiversity.org/accounts/Musca_domestica/
  • Szucsich, N. U., & Krenn, H. W. (2000). Morphology and function of the proboscis in Bombyliidae (Diptera, Brachycera) and implications for proboscis evolution in Brachycera. Zoomorphology, 120(2), 79-90.
  • Szucsich, N. U., & Krenn, H. W. (2002). Flies and concealed nectar sources: morphological innovations in the proboscis of Bombyliidae (Diptera). Acta Zoologica, 83(3), 183-192.