Novas espécies de pererecas descobertas na Oceania

Graças ao trabalho de vários pesquisadores, duas novas espécies de pererecas foram recentemente descobertas na Austrália e na Nova Guiné. Continue lendo e descubra.
Novas espécies de pererecas descobertas na Oceania

Última atualização: 20 julho, 2022

As pererecas são uma espécie de anfíbios que se caracterizam por sua capacidade de escalar todos os tipos de árvores. Várias delas chegam a habitá-las por grande parte de suas vidas em áreas próximas a córregos.

Elas geralmente não descem ao solo, exceto para acasalar e desovar. As diferentes espécies de pererecas são menores e mais leves que as terrestres. Isso porque seu peso deve ser suportado pelas folhas das árvores em que vive. Da mesma forma, são anfíbios muito coloridos, conseguindo se misturar com o ambiente ou, em outros casos, apresentar um sinal de alerta em sua coloração, como os sapos venenosos.

São identificadas principalmente pelas extensões ou ventosas nos dedos, com as quais aderem a qualquer tipo de superfície. Por outro lado, são animais muito vorazes que se alimentam principalmente de insetos voadores, vermes ou algumas aranhas.

Novas espécies

Neste caso, as duas novas espécies descobertas pertencem ao gênero Litoria, uma variedade de rãs nativas do continente oceânico e algumas áreas vizinhas. Distinguem-se de outras pererecas pela presença de íris horizontais, pela falta de pigmentação nas pálpebras e pela distribuição geográfica.

Pererecas de chocolate

Chamada de perereca de chocolate por causa da cor de sua pele, a espécie Litoria mira foi descoberta nas florestas tropicais da Nova Guiné. Seu nome científico faz alusão ao gênero no qual foi classificado por suas características físicas e localização, além da palavra mira, que em latim significa surpreso ou estranho.

Encontrando as pererecas de chocolate

Conforme relatado no artigo publicado no Australian Journal of Zoology, o grupo de cientistas responsável por sua descoberta estava analisando a distribuição geográfica e a variedade genética dos sapos Litoria na Austrália e Nova Guiné. No entanto, à medida que suas pesquisas avançavam, eles confirmaram a presença dessa nova espécie por meio de estudos de caracterização filogenética e biológica.

Graças a essa descrição, foi possível determinar que as pererecas da Oceania vivem em dois climas diferentes. Por um lado, as do norte da Austrália habitam principalmente a savana, e as da Nova Guiné são encontradas na floresta tropical.

Por outro lado, os pesquisadores sugeriram listar a perereca de chocolate como uma espécie pouco preocupante. Isso se deve ao fato de a Litoria mira habitar áreas de selva de difícil acesso, por isso a presença de humanos nesses territórios da Nova Guiné é muito incomum.

Características físicas

A perereca de chocolate é um pequeno anfíbio que mede entre 70 a 80 mm dependendo do sexo, já que a fêmea é maior. Tem uma coloração marrom uniforme, com uma pequena mancha violeta na borda do olho. Como seus parentes, tem ventosas longas em seus dedos e membros posteriores desenvolvidos para saltar longas distâncias.

sapos de chocolate

Pererecas engraçadas de Cape York

A perereca de Cape York foi descoberta nas florestas da Península de Cape York, durante uma expedição de pesquisadores da Universidade de Nova Gales do Sul e do Museu Australiano.

Seu nome científico é Litoria bella, nome que faz alusão ao gênero no qual foi classificado e às características físicas que fazem deste anfíbio um animal muito bonito.

Características físicas

Tanto morfológica quanto geneticamente, a Litoria bella é um anfíbio muito semelhante à rã-arborícola-de-white e à Litoria caerulea. No entanto, a perereca engraçada de Cape York se distingue por suas pernas e barriga laranja e coxas em tons de roxo.

Da mesma forma, é maior que seus congêneres, atingindo entre 35 e 41 mm na idade adulta. Por outro lado, como seus parentes, costuma se alimentar de insetos e pequenos vermes.

Distribuição e estado de conservação

Esta espécie habita florestas na ilha de Moa, bem como territórios da Península de York e áreas protegidas como o Parque Nacional Kulla, o Parque Nacional Kutini-Payamu e o Parque Oyala Thumotang.

Está listada como um anfíbio pouco preocupante devido à sua ampla distribuição, seu habitat em áreas protegidas e ao fato de não ter ameaças conhecidas.

Pode interessar a você...
Os sapos podem respirar debaixo d’água?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os sapos podem respirar debaixo d’água?

Os sapos podem respirar debaixo d'água através de sua pele, mas a oxigenação nesse meio é insuficiente para que permaneçam submersos.



  • Oliver PM, Rittmeyer EN, Torkkola J, Donnellan SC, Dahl C, Richards SJ. Multiple trans-Torres Strait colonisations by tree frogs in the Litoria caerulea group, with the description of a new species from New Guinea. Australian Journal of Zoology. 2020;68(1):25-39.
  • McDonald KR, Rowley JJ, Richards SJ, Frankham GJ. A new species of treefrog (Litoria) from Cape York Peninsula, Australia. Zootaxa. 2016;4171(1):153-69.
  • Oliver PM, Richards SJ, Donnellan SC. Two new species of treefrog (Pelodrydidae: Litoria) from southern New Guinea elucidated by DNA barcoding. Zootaxa. 2019;4609(3):zootaxa.4609.3.4.
  • Hoskin CJ, Hines HB, Meyer E, Clarke J, Cunningham M. A new treefrog (Hylidae: Litoria) from Kroombit Tops, east Australia, and an assessment of conservation status. Zootaxa. 2013;3646:426-46.