O tatu, um animal muito peculiar

julho 19, 2019
Você quer conhecer esse animal peculiar? Descubra tudo sobre o tatu a seguir.

O tatu é um pequeno animal que surpreende a todos que o veem pela primeira vez. No entanto, como ele mora em certas partes específicas do planeta, é provável que muitos de nós não saibam muito sobre ele. Vamos resolver isso!

Tudo que você precisa saber sobre o tatu

O tatu é um pequeno mamífero que faz parte do grupo dos dasipodídeos, dos quais existem 20 espécies diferentes no mundo.

Isso é algo que poucos sabem, mas há diferenças entre eles, como o período em que saem para procurar comida. Embora a maioria faça isso à noite, há outros que preferem sair durante o dia.

Vamos ver mais sobre esse animal curioso e peculiar.

Características do tatu

O corpo do tatu é muito marcante, pois é composto por placas duras que criam uma espécie de concha, semelhante à de uma tartaruga, mas com mais mobilidade. A forma de sua cabeça, alongada, não deixa de nos lembrar a do tamanduá, que pode estar relacionado com ele.

Suas orelhas são longas e pontiagudas, de formato oval e também recobertas por pequenas placas ósseas que as protegem. O empenho do tatu em todos os momentos parece ser proteger suas áreas moles, particularmente porque elas são excessivamente fracas.

Sua cor se harmoniza muito bem com o habitat em que vive, pois apresenta tons neutros e nada chamativos que lhe permitem se esconder de possíveis predadores.

Tatu-bola

Embora o tatu mais comum seja pequeno e pese entre dois e três quilos, existe também a variedade gigante que pode chegar a 50 quilos e medir até um metro de comprimento. Trata-se de algo bem diferente do tatu rosado, que mencionamos em algumas ocasiões, que mede entre 7 e 11 centímetros.

Eles têm dentes, mas não conseguem mastigar, pois não têm raízes. Nas suas patas, eles têm garras que os ajudam a cavar a terra para fazer suas tocas.

Habitat

O tatu costuma viver em cavernas, buracos, pastos ou florestas tropicais. É muito sensível a baixas temperaturas, e é por isso que geralmente é visto na América Latina, do sul dos Estados Unidos até a Argentina. O lugar onde a maioria deles é encontrado é no Paraguai.

Comportamento e personalidade

É um animal com hábitos noturnos e muito tímido, que se deixa levar pelo cheiro e, assim, enxergar qualquer perigo ou situação propícia para sair em busca de alimento ou fazer outra atividade.

Alimenta-se de formigas, insetos e larvas, bem como de alguns pequenos invertebrados. Eles não são agressivos e não representam uma ameaça para o homem, mas como muitos indígenas ainda se alimentam de sua carne, o mais normal é que fujam quando percebem a presença de um humano.

Em nenhum momento eles usam suas garras para atacar.

Comportamento e personalidade do tatu

Quando um tatu se sente ameaçado, ele se encolhe e se esconde na sua concha, tentando cobrir todas as suas partes moles, protegendo assim a sua integridade.

Saúde e expectativa de vida

Acredita-se que, assim como coelhos e outros roedores, os tatus também possam contrair a hanseníase, embora isso geralmente ocorra em baixas temperaturas, o que o tatu evita. Sua expectativa de vida média dependerá do fato de ter vivido em liberdade ou em cativeiro.

Quando vivem em liberdade, raramente atingem a idade de 16 anos, enquanto em casos de cativeiro, alguns exemplares conseguem chegar até os 20 anos.

Obviamente, essa diferença tem a ver com o cuidado especial que recebem em cativeiro, o que não acontece quando estão em liberdade, além da proteção contra os predadores.

Você gostou de saber mais sobre este animal tão peculiar?

  1. Coates JC. Armadillo repeat proteins: Beyond the animal kingdom. Trends in Cell Biology. 2003.
  2. Tewari R, Bailes E, Bunting KA, Coates JC. Armadillo-repeat protein functions: Questions for little creatures. Trends in Cell Biology. 2010.