A origem dos répteis

A origem dos répteis remonta a milhões de anos e, desde então, eles continuaram a evoluir e se diversificar. Você quer saber mais sobre eles?
A origem dos répteis

Última atualização: 02 Janeiro, 2021

A origem dos répteis remonta a cerca de 320 milhões de anos, a partir de uma das linhas evolutivas dos anfíbios. Esses répteis primitivos continuaram a evoluir e se diversificar, colonizando o meio ambiente terrestre, aquático e aéreo.

A origem dos répteis: a classe Reptilia

Este grupo de animais é composto por 4 ordens:

  • Quelônios
  • Crocodilianos
  • Rincocéfalos
  • Escamados

Durante o Mesozoico, também conhecido como a era reptiliana, havia até sete ordens, mas hoje elas foram diluídas nas espécies que conhecemos.

A origem dos répteis: a classe Reptilia

A maioria dos répteis hoje se adaptou à vida na terra, ou pelo menos a passar longos períodos na terra, embora ainda existam alguns que preferem a vida aquática. A adaptação, em qualquer caso, consistiu no desenvolvimento de:

  • Uma pele espessa e escamosa.
  • Pulmões bem desenvolvidos.
  • Um sistema circulatório de duplo circuito como o dos mamíferos.
  • Uma bexiga que conserva água.
  • Membros fortes.
  • Fertilização interna.
  • Ovos terrestres com casca. Essa característica os coloca em uma encruzilhada na evolução dos vertebrados. Em suas origens, eles vieram dos anfíbios, mas diferem de seus ancestrais em algo fundamental: eles produzem ovos amnióticos. Ou seja, o ovo do réptil é muito semelhante ao dos pássaros. Por outro lado, sua condição de ectotérmicos, seu corpo coberto de escamas e a ausência de pelos e penas os diferenciam das aves e dos mamíferos.
Ovos terrestres com casca

A maioria dos répteis são carnívoros, mas como não têm molares para mastigar, a digestão e o metabolismo são muito mais lentos do que os de outros animais. Aqueles que ainda seguem uma dieta herbívora ingerem rochas e pedras para ajudar a triturar os alimentos no estômago. Os répteis aquáticos têm a peculiaridade de que, ao ingerir essas pedras, eles não só as utilizam para a digestão, mas também como lastro na água, para facilitar a imersão.

A origem dos répteis: taxonomia

Existem aproximadamente 7500 espécies de répteis atualmente, agrupadas nas quatro ordens que mencionamos.

Quelônios

Inclui cágados, jabutis e tartarugas. É o grupo mais antigo de répteis.

A origem dos répteis: taxonomia

Todos os quelônios são caracterizados por terem uma concha óssea. E, com exceção das vértebras cervicais e caudais, as demais – junto com as costelas – se fundem com a carapaça.

A maioria dos quelônios são aquáticos ou semiaquáticos. Contudo, outros estão totalmente adaptados a viver na terra por longos períodos, mesmo em regiões áridas e semiáridas. Para fazer isso, em comparação com seu pequeno tamanho, as tartarugas têm a maior bexiga urinária, uma vez que esta atua como um reservatório de água. Comparativamente, a bexiga das tartarugas aquáticas é muito menor.

Crocodilianos

Normalmente denominados como ‘crocodilos’, inclui, além destes, os jacarés, os caimões e os gaviais. São considerados a ordem mais conservadora e vêm mantendo a mesma morfologia há milhões de anos.

Crocodilos

Eles foram, de fato, os primeiros vertebrados a possuir um coração de quatro câmaras e um palato duro. Esta última característica, junto com uma glote localizada na parte mais posterior da garganta, permite que eles se alimentem na água.

Possuem um tegumento muito espesso, principalmente na parte dorsal do corpo, formado por osteodermas. E seus olhos são protegidos por uma terceira pálpebra altamente desenvolvida, para se adaptarem à visão subaquática durante a alimentação.

Rinocéfalos

Essa ordem é composta pelas tuataras que, embora diversas e numerosas na época, estão hoje confinadas a algumas ilhas da costa da Nova Zelândia. São animais de vida muito longa, e alguns podem até ultrapassar os 100 anos de vida. Embora externamente se assemelhem a lagartos e compartilhem algumas características com eles, pertencem a ordens diferentes porque sua anatomia interna difere.

Rinocefalia ou esfenodontes

Escamoso

Das quatro ordens, essa é a mais diversa. Possui mais de 7000 espécies diferentes. Inclui os sáurios – lagartos, camaleões, iguanas e formas relacionadas – e os ofídios – serpentes e cobras.

Escamoso

Enquanto alguns lagartos se acostumaram à vida em regiões temperadas do planeta, a maioria dos escamosos vive em áreas tropicais quentes. São caracterizados por apresentarem o corpo coberto por escamas bem diferenciadas.

Pode interessar a você...
Um hospital para répteis
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Um hospital para répteis

Na maioria dos casos, os répteis precisam de cuidados médicos imediatos, daí a necessidade de criar um hospital para répteis.



  • Jacobson E. Infectious diseases and pathology of reptiles. Boca Raton, FL: CRC/Taylor & Francis; 2007.
  • Reptilia [Internet]. Es.wikipedia.org. [cited 1 October 2019]. Available from: https://es.wikipedia.org/wiki/Reptilia