Os langures, macacos da montanha

· maio 27, 2019
Uma dessas espécies é considerada o primata mais acostumado à neve e às baixas temperaturas. Seu nariz recurvado e peludo deixa clara sua adaptação a esse ambiente inóspito.

Os langures são macacos asiáticos pouco conhecidos, embora em alguns países, como a Índia, eles sejam considerados sagrados. São animais muito ligados à mitologia, com um papel semelhante no folclore hindu em relação ao corvo na cultura nórdica ou ao lobo na ibérica.

Eles são primatas arbóreos e de tamanho médio, caracterizados por sua aparência engraçada, suas longas caudas e belos pelos. Muitos deles vivem com o ser humano, e embora sua natureza sagrada os proteja, às vezes eles são perseguidos pela sua pele ou para produzir pomadas sem efeitos.

O langur de Hanuman, o deus macaco

Os langures comuns são considerados uma reencarnação do deus Hanuman, então este primata pode ser encontrado vivendo em muitas cidades, embora ele geralmente prefira viver na selva. Em algumas festividades, até oferendas são dadas a eles.

O langur de Hanuman, o deus macaco

Com pelos grisalhos, rosto e mãos negras, dizem que ele adquiriu essa aparência quando incendiou a cidade de um demônio no Sri Lanka, queimando-se ao fazê-lo. Embora sejam sagrados, o contato deles com o homem os levou a se acostumarem a roubar as colheitas.

Recentemente, essa espécie ganhou fama internacional quando foi gravada com um robô que imitava uma de suas crias. A imitação foi mandada embora, o que fez com que o grupo de langures pensasse que um de seus filhotes havia falecido.

Este vídeo deu provas muito tangíveis de como esses animais sofrem a morte de seus congêneres, e como resultado, houve uma espécie de funeral improvisado entre eles.

Os langures dourados da montanha

O langur dourado de nariz achatado é um dos mais curiosos. Estes langures da montanha vivem a uma altitude de até 3.400 metros, nas geladas montanhas de Sichuan.

Os langures dourados da montanha

Estes animais são os mais curiosos, pois são os primatas não humanos mais acostumados à neve e a baixas temperaturas. Para viver em tal ambiente, ele precisa ter uma dieta um tanto estranha: os langures dourados se alimentam principalmente de liquens e cascas.

Quando podem, alimentam-se de folhas e frutos, já que os langures são primatas fortemente ligados às árvoresAcredita-se que seu nariz achatado permita que ele não congele e, junto com seu pelo espesso, são ótimas adaptações a este clima. Infelizmente, esses primatas de rosto azul são caçados por suas peles.

Langur de cabeça branca, o mais ameaçado

Uma das espécies mais raras é o langur de cabeça branca – um primata que é considerado o mais ameaçado da Ásia, à beira da extinção: restaram apenas 70 exemplares da espécie.

Seu habitat principal é a ilha de Cat Ba, uma pequena ilha rochosa onde ele usa as cavernas para dormir. O Zoológico de Münster iniciou seu programa de conservação no ano 2000, que está começando a dar frutos agora que a caça ao animal foi proibida.

Esse macaco, como outras espécies, era um dos animais ameaçados pela medicina oriental quando usado para fazer bálsamos para curar a disfunção erétil.

Todos os langures têm algo em comum: não importa se vivem em lugares remotos ou se estão espalhados por grande parte da Ásia, o homem é uma das maiores ameaças desses primatas, que vivem entre o sagrado e o mundano.

Jay, P. (1965). The common langur of North India.