Os pássaros são capazes de pensar logicamente

De acordo com várias investigações, as aves têm um número maior de neurônios por unidade de massa cerebral do que a maioria dos mamíferos. Chegou-se até a concluir que elas têm a mesma capacidade de aprendizagem e raciocínio que uma criança.
Os pássaros são capazes de pensar logicamente
Sebastian Ramirez Ocampo

Escrito e verificado por veterinário e zootécnico Sebastian Ramirez Ocampo.

Última atualização: 10 junho, 2023

Há muito tempo, pesquisadores dedicados ao estudo de aves se perguntam como é possível que esses animais, com um cérebro tão pequeno, consigam realizar tarefas tão complexas.

Para citar um exemplo, os corvos têm uma maneira bastante inteligente de abrir suas nozes. Incapazes de abri-las com o bico, os corvos que vivem perto das cidades empoleiram-se nos semáforos para deixar cair as frutas. Depois que os carros passam por cima delas e a luz fica vermelha, esses pássaros descem para receber a recompensa de sua inteligência.

Dessa forma, existem vários comportamentos complexos que as aves apresentam em diferentes ambientes. Graças aos avanços da tecnologia, foi possível determinar como sua inteligência se compara à de alguns primatas.

um cérebro diferente

De acordo com o artigo científico “Birds have primate-like numbers of neurons in the forebrain” (As aves têm números de neurônios semelhantes aos primatas no cérebro anterior”, em tradução livre), a composição do cérebro das aves é diferente da dos mamíferos.

Como este documento expõe, apesar de terem um cérebro pequeno, as aves têm uma maior concentração de neurônios no prosencéfalo, o que está associado ao comportamento inteligente. Por outro lado, os neurônios nesses animais são muito menores, mais densos e em maior número do que nos mamíferos.

Ao contrário do que se acreditava anteriormente, o tamanho do cérebro não desempenha um papel fundamental na capacidade cognitiva dessas espécies. Em outras palavras, os pássaros desenvolveram um melhor uso de sua massa cerebral em comparação com outros animais durante a evolução.

pássaros

Sua capacidade de realizar ações complexas

Graças a essa composição anatômica, as aves têm a capacidade de realizar tarefas que se acreditava serem exclusivas dos primatas. Por exemplo, o corvo da Nova Caledônia tem a capacidade de fabricar e usar galhos como ferramentas para obter comida.

Da mesma forma, descobriu-se que esses tipos de habilidades são transmitidos dos pais para os jovens por várias gerações. Ou o caso do chapim-de-cabeça-preta, que é capaz de planejar o futuro armazenando sementes em diferentes lugares e depois comendo-as. Até pássaros como as pegas têm a capacidade de se reconhecer na frente de um espelho.

Há também o caso dos pombos, que podem aprender e lembrar de fotos até um ano depois de vê-las. Além disso, eles têm a capacidade de diferenciar rostos e pinturas de diferentes estilos artísticos.

Como seu intelecto os faz viver mais

De acordo com uma pesquisa publicada na revista Proceedings of the Royal Society, na qual foram examinadas 217 espécies de papagaios, foi encontrada uma conexão entre a composição e o tamanho do cérebro das aves e sua expectativa de vida. De acordo com o estudo, as aves conseguiram superar e resolver uma série de problemas que surgiram em seus diferentes ambientes, com uma adaptabilidade semelhante à dos seres humanos.

Essa habilidade as tornou animais muito mais flexíveis diante de ameaças que colocam suas vidas em risco. Da mesma forma, além de serem espécies altamente inteligentes, também são muito sociáveis, por isso aprenderam técnicas de cooperação e de busca de novas fontes de alimento na natureza.

Investigações futuras

Um corvo americano em uma parede.

Além de todas essas incríveis habilidades intelectuais que os pássaros possuem, estudar seus cérebros pode nos ajudar a entender como o nosso funciona. Como exemplo disso, os pássaros aprendem seu canto da mesma forma que aprendemos nossa língua.

Da mesma forma, podemos entender o que acontece com nosso cérebro quando dormimos, já que esses animais apresentam fases semelhantes aos nossos sonhos. Por fim, ao compreender a mente de um pássaro, poderemos obter informações valiosas sobre o funcionamento e a evolução da inteligência na natureza.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • Olkowicz S, Kocourek M, Lučan RK, Porteš M, Fitch WT, Herculano-Houzel S, et al. Birds have primate-like numbers of neurons in the forebrain. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 2016;113(26):7255-60.
  • Marino L. Thinking chickens: a review of cognition, emotion, and behavior in the domestic chicken. Animal cognition. 2017;20(2):127-47.
  • Emery NJ, Clayton NS. Tool use and physical cognition in birds and mammals. Current opinion in neurobiology. 2009;19(1):27-33.
  • Emery NJ, Clayton NS. Evolution of the avian brain and intelligence. Current biology : CB. 2005;15(23):R946-50.
  • Emery NJ, Clayton NS. The mentality of crows: convergent evolution of intelligence in corvids and apes. Science (New York, NY). 2004;306(5703):1903-7.
  • Emery NJ. Cognitive ornithology: the evolution of avian intelligence. Philosophical transactions of the Royal Society of London Series B, Biological sciences. 2006;361(1465):23-43.

Este texto é fornecido apenas para fins informativos e não substitui a consulta com um profissional. Em caso de dúvida, consulte o seu especialista.