Por que os ácaros dão alergia?

Os ácaros são pequenos aracnídeos que vivem conosco o tempo todo, gostemos ou não. Você sabia que algumas pessoas têm uma leve reação alérgica a elas? Do que se trata?
Por que os ácaros dão alergia?

Última atualização: 25 Setembro, 2021

Os ácaros são aracnídeos microscópicos que estão por toda parte. Você sabia que em 1 metro quadrado de solo florestal, há em média um milhão desses animais, pertencentes a mais de 200 espécies e 50 famílias diferentes? Os ácaros da poeira são essenciais para a manutenção dos ecossistemas, mas, quando se instalam nas residências, às vezes causam alergias.

Conforme indica o site Quirón Salud, entre 20 e 25% da população mundial sofre de algum tipo de alergia e a tendência continua a aumentar. É essencial descrever os mecanismos que causam essa reação de hipersensibilidade e quais alérgenos são os mais comuns para tratar todas as condições de maneira mais eficaz. Aqui, explicamos por que os ácaros causam alergias.

O que são os ácaros?

Antes de resolver nossa questão principal, achamos interessante descrever brevemente os ácaros de um ponto de vista biológico. Em primeiro lugar, deve-se notar que esses invertebrados são aracnídeos (classe Arachnida). Portanto, eles compartilham um grupo superior com aranhas, escorpiões, opiliões, solífugos ou aranhas-camelo e carrapatos.

Até o momento, cerca de 50 mil espécies de ácaros foram descritas, embora se estima que existam até 500 mil diferentes. Eles colonizaram praticamente todos os ecossistemas do mundo, de desertos a fontes termais com temperaturas acima de 50 °C. Eles também vivem em nossas casas, caso em que os conhecemos como “ácaros da poeira”.

Esses últimos aracnídeos medem de 0,2 a 0,5 milímetros, são invisíveis ao olho humano e se alimentam de detritos e pequenos fungos microscópicos. Eles preferem se estabelecer em microclimas quentes e úmidos e se dão bem em colchões, carpetes, roupas de cama e outras estruturas com cantos e fendas. Esses invertebrados têm um intestino muito simples e tendem a selecionar alimentos já decompostos.

Em um único grama de poeira, podem ser detectados 188 ácaros vivos.

 

Ácaro da poeira visto em nível macroscópico.

Por que os ácaros causam alergias?

Sem dúvida, as espécies de ácaros mais comuns são Dermatophagoides farinae e Dermatophagoides pteronyssinus, embora existam muitas outras. Essas são as que mais geram problemas no que diz respeito às alergias, uma vez que estão em contacto estreito com o ser humano há séculos.

Em primeiro lugar, é necessário enfatizar que um alérgeno é uma substância inofensiva que causa uma resposta imunológica injustificada no organismo do paciente alérgico. Nem todas as pessoas com essas condições reagem com a mesma intensidade aos alérgenos presentes no mundo: algumas têm alergia ao pólen, outras a alguns alimentos e outras aos ácaros, por exemplo.

Os alérgenos dos ácaros da poeira

Uma vez que tenhamos esse conceito claro, podemos dizer que a alergia aos ácaros é causada por dois tipos de compostos: os presentes nas suas fezes e os que constituem o seu exoesqueleto. Explicamos com mais detalhes na lista a seguir:

  • Enzimas digestivas: os ácaros expelem fezes microscópicas que contêm enzimas digestivas. Se um ser humano inalar essas fezes involuntariamente (algo muito comum), o corpo reage a essas enzimas ou alérgenos. A peptidase 1 é a mais problemática, mas há outras.
  • Componentes do exoesqueleto: a tropomiosina é uma proteína que compõe o corpo dos ácaros. Se inalada, pode causar sensibilização ao composto. Curiosamente, essa proteína também está presente em mariscos. Por isso, acredita-se que as alergias a ácaros e crustáceos estão intimamente relacionadas entre si.

Assim, uma alergia aos ácaros da poeira é adquirida com o tempo, após a inalação de suas fezes ou de seus compostos corporais. Segundo estudos, nos Estados Unidos essa reação afeta mais de 20 milhões de pessoas. Além disso, não apresenta um padrão sazonal e causa sintomas ao longo do ano, uma vez que esses invertebrados mantêm seu ciclo de vida nos diferentes meses.

Mecanismo patológico

A alergia aos ácaros da poeira é uma hipersensibilidade do tipo 1. Após um período de pré-exposição, os linfócitos CD4+ e T do paciente estimulam a secreção de anticorpos IgE, específicos para cada alérgeno presente no corpo ou nas fezes de invertebrados. Por sua vez, a reação anticorpo-alérgeno desencadeia mecanismos inflamatórios, levando aos sintomas.

Uma pessoa alérgica a ácaros apresenta sinais clínicos como espirros, coriza, olhos vermelhos, congestão nasal, coceira no nariz, tosse e um leve desconforto. Infelizmente, em pacientes asmáticos, a reação geralmente faz com que essa condição piore, causando ataques caracterizados por dificuldade para respirar e aperto no peito.

Como prevenir a alergia aos ácaros do pó?

Como indica a Clínica Mayo, o primeiro passo no tratamento dessa alergia é evitar os ácaros o máximo possível. Se a condição for muito incômoda, podem ser usados anti-histamínicos, corticosteroides e descongestionantes, mas deve-se observar que esses medicamentos apenas aliviam os sintomas (não curam a doença).

Portanto, a melhor solução em todos os casos é a prevenção e o combate aos ácaros, acabando com seus ambientes preferidos. Para fazer isso, você pode seguir os conselhos que listamos:

  • Use colchas e travesseiros à prova de alérgenos: são materiais específicos com tecidos de malha justa que evitam a colonização de ácaros.
  • Lave a roupa pelo menos uma vez por semana: utilize programas de lavagem a quente (acima de 55 °C), pois isso garante a morte dos ácaros e a destruição dos seus ovos.
  • Mantenha um baixo nível de umidade: os ácaros têm muitos problemas para se desenvolver se a umidade relativa da casa for constantemente mantida abaixo de 50%.
  • Passe o aspirador regularmente e instale filtros de ar: todos os tipos de limpeza e desinfecção que removem a poeira ajudam a matar os ácaros.
  • Livre-se de certos itens domésticos: tapetes, cobertores e outros tipos de pano são excelentes criadouros para os ácaros, ainda mais se você não os limpar com frequência. Mantenha sua casa arrumada e livre-se de decorações desnecessárias.

 

Um dos menores animais do mundo.

A alergia aos ácaros da poeira é fascinante do ponto de vista biológico. Quem diria que reagimos por causa da inalação de suas fezes ou que esse quadro alérgico está relacionado à intolerância aos mariscos? É claro que, apesar de seus incômodos sintomas, essa doença merece ser conhecida mais a fundo.

Pode interessar a você...
Características dos ácaros: saiba tudo sobre estes artrópodes
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Características dos ácaros: saiba tudo sobre estes artrópodes

Conheça algumas características dos ácaros, artrópodes primos das aranhas e escorpiões. Eles colonizaram quase todo o planeta, incluindo nossas cas...