O porco-formigueiro: um aliado silencioso da biodiversidade

O porco-formigueiro é um animal com aparência curiosa e hábitos noturnos e, assim como o seu próprio nome indica, ele se alimenta principalmente de formigas e cupins e passa o tempo escavando complexos ecossistemas em suas tocas. Entenda como essas tocas representam um refúgio para muitos animais africanos.
O porco-formigueiro: um aliado silencioso da biodiversidade

Última atualização: 28 Agosto, 2020

O porco-formigueiro é um animal com uma aparência extremamente incomum. Você consegue imaginar um animal com focinho de porco, orelhas de coelho e corpo que termina com uma cauda de canguru? Embora seja difícil imaginar, esse tipo de animal existe.

O nome científico do porco-formigueiro é Orycteropus afer. Sendo uma espécie nativa do continente africano, também é conhecida por outros nomes como, por exemplo, aardvark. Neste artigo, você vai descobrir as características desse animal tão interessante.

Principais características do porco-formigueiro

Para um observador casual, o porco-formigueiro pode chegar a ser confundido com um porco doméstico. No entanto, ele é menor, tem a pele mais grossa e não tem gordura subcutânea.

O aardvark adulto pesa entre 60 e 80 quilos. Sua principal característica é a estranha combinação de nariz comprido, orelhas de coelho e cauda de canguru. Tem a pele grossa e quase sem pelos, que serve para proteger o animal do calor do sol e das picadas dos insetos que ele consome.

Ao contrário de outras espécies, os membros anteriores desse porco têm quatro dedos, enquanto os membros posteriores possuem cinco. Mas, independentemente do número de dedos, o mais importante é que o porco-formigueiro tem garras fortes em cada uma de suas patas.

O porco-formigueiro

O formato de pá das suas garras, juntamente com o fato de as patas traseiras serem mais longas do que as dianteiras, contribuem para sua movimentação dentro da toca.

Eles têm orelhas tubulares, semelhantes às dos coelhos e cujo formato colabora para que tenham uma audição muito apurada. O aardvark pode deixar as orelhas em pé, mas também pode dobrá-las para impedir a entrada de sujeira enquanto está se movendo embaixo da terra.

Seu focinho é semelhante ao do porco comum. Esse focinho afinado proporciona um ótimo sentido do olfato e a sua língua comprida e pegajosa – com cerca de 45 centímetros – permite que ele alcance suas presas. O denso emaranhado de pelos em suas narinas impede a entrada de poeira enquanto o animal está escavando.

Hábitos do porco-formigueiro

São animais bastante calmos e com hábitos noturnos, pois passam o dia dentro de tocas subterrâneas. Eles saem à superfície durante noite e, então, usam seu  poderoso olfato para rastrear formigas e cupins.

O porco-formigueiro é mirmecófago, ou seja, ele se alimenta de formigas e cupins. Também se sabe que às vezes come pupas de besouros e de outros insetos. Esses mamíferos passam a maior parte do tempo procurando comida e precisam se alimentar de muitos formigueiros e cupinzeiros todas as noites.

O porco-formigueiro

Sua técnica de caça consiste em destruir o formigueiro ou cupinzeiro com as patas da frente. Então, ele passa a escavar, procurando as formigas que ele suga com a sua língua pegajosa.

Como você pode imaginar, o porco-formigueiro é um escavador muito habilidoso, capaz de escavar tocas com uma ampla rede de túneis. Às vezes, os túneis atingem até 10 metros de comprimento ao longo da sua área de distribuição. No entanto, às vezes são mais curtos, servindo apenas um refúgio temporário.

Habitat e distribuição geográfica

O aardvark é nativo da África e, atualmente, vive entre o Egito e o sul da Etiópia. Além disso, é amplamente encontrado no sul da África e na África Subsaariana, mas sua densidade populacional atual é desconhecida. Vale destacar que ele habita qualquer lugar onde o solo se adapte ao seu estilo de vida em tocas.

Acasalamento e reprodução

O porco-formigueiro é um animal solitário, que se comunica principalmente através dos odores. Ele tem glândulas nos órgãos genitais que secretam um poderoso almíscar e também tem glândulas odoríferas nos cotovelos e quadris.

Eles dão à luz um filhote por ano e a gestação dura um período de cerca de sete meses, enquanto o período de lactação dura até os três meses de idade, quando começam a comer insetos. Atingem a maturidade sexual por volta dos dois anos de idade e podem viver por 18 anos em média.

Estado de conservação

O porco-formigueiro é classificado como pouco preocupante pela Lista Vermelha de espécies da IUCN de 2014. No entanto, seu habitat foi destruído em muitas áreas agrícolas.

O porco-formigueiro

Esse animal tem vários inimigos naturais. Entre eles, estão os cães, os guepardos, os leopardos, os leões e os javalis, que comem os indivíduos mais jovens. Para se proteger contra esses inimigos, eles têm várias linhas de defesa: podem correr e se esconder, ou se defender com suas caudas e garras longas.

O homem é o seu pior inimigo, pois mata o porco-formigueiro para comê-lo, aproveitar sua pele grossa ou para usá-lo como amuletos da sorte. Muitas vezes, eles são caçados por fazendeiros e agricultores que consideram a escavação de buracos em suas terras algo incômodo ou perigoso. Além disso, a agricultura e a utilização de pesticidas têm como resultado a eliminação de sua fonte de alimento em grandes áreas.

Amigos e inimigos

O porco-formigueiro reduz a população de cupins, o que beneficia a agricultura e a disponibilidade de cobertura de grama, algo bom para outros herbívoros.

Embora o porco-formigueiro não interaja diretamente com outras espécies, ele as impacta indiretamente através da construção de suas tocas, já que fornecem habitats para outras espécies animais sensíveis às mudanças de temperaturaÉ assim que o porco-formigueiro desempenha um papel crucial no ecossistema como um todo.

Além disso, essas tocas fornecem um abrigo para dormir para muitos outros animais que não conseguem escavar. Isso inclui javalis, porcos-espinhos, chacais e felinos. Inclusive, sabe-se que também são usadas ​​como abrigo pelos morcegos.

Pode interessar a você...
Quais são os animais mirmecófagos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Quais são os animais mirmecófagos

Basicamente, os animais mirmecófagos são aqueles que se alimentam de formigas e, em ocasiões especiais, de cupins. O tamanduá é o mais conhecido da família.



  • Taylor, A. & Lehmann, T. (2015) Orycteropus afer. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T41504A21286437.
  • Taylor, W.A. (2013) Orycteropus afer Aardvark. In: J.S. Kingdon, D.H.D. Happold, M. Hoffmann, T. Butynski, M. Happold and J. Kalina (eds), Mammals of Africa. Volume I. Introductory Chapters and Afrotheria, pp. 290-295. Bloomsbury Publishing, London.
  • Taylor, W.A. Skinner, J.D. (2003). Activity patterns, home ranges and burrow utilization of aardvark (Orycteropus after) in the Karoo. Journal of Zoology (London) 261: 291-297.
  • Van Aarde, R.J. (1984). Aardvark. In Macdonald, David, The Encyclopedia of Mammals. New York, NY: Facts on File Publications.
  • Whittington-Jones, G.M. (2006). The role of aardvarks (Orycteropus afer) as ecosystem engineers in arid and semi-arid landscapes of South Africa. Thesis, Rhodes University.