A produção de leite de amêndoas está matando bilhões de abelhas

A produção de leite de amêndoas tem sido associada a um declínio nas populações de abelhas mantidas por apicultores americanos. Qual é o motivo dessa correlação?
A produção de leite de amêndoas está matando bilhões de abelhas

Última atualização: 31 Agosto, 2021

Na última década, a importância das abelhas polinizadoras (Apis mellifera) tem sido socialmente enfatizada por dois motivos: seu declínio devido às atividades agrícolas prejudiciais e seu reconhecido papel como pilares dos ecossistemas. Você deve ter lido a seguinte notícia recentemente: “A produção de leite de amêndoas está matando as abelhas.”Quanta há de verdade nessa afirmação?

Embora seja verdade que as colheitas intensivas e os inseticidas são os responsáveis pelo declínio populacional de muitas espécies, nem tudo pode ser atribuído às demandas dos consumidores. O problema é querer consumir fontes alternativas ao leite de vaca? E quanto aos meios agressivos de produção necessários para fazer certos alimentos?

A notícia

Em janeiro de 2020, o renomado jornal americano The Guardian publicou a seguinte notícia: ‘‘Like sending bees to war’: the deadly truth behind your almond milk obsession (‘Como se as abelhas fossem enviadas para a guerra’: a verdade mortal por trás de sua obsessão por leite de amêndoas). A publicação começa contando a experiência de Dennis Arp, criador de abelhas polinizadoras (Apis mellifera) responsável por produzir mel.

Conforme indicado pela fonte citada, aproximadamente metade do benefício econômico desse profissional vem do “aluguel” de seus favos de fevereiro e março para a polinização de amendoeiras no California’s fertile Central Valley. Nesse local é produzido 80% dos produtos de amêndoas do mundo, incluindo seu leite.

Infelizmente para Dennis, as colônias de abelhas começaram a morrer com o início do inverno, antes de enviar os favos para a Califórnia para sua polinização anual. Infestações de ácaros nocivos eliminaram 12% de suas populações em apenas alguns meses, algo totalmente inesperado.

Isso não deveria acontecer em uma situação normal. Então, será que a polinização para obter leite de amêndoas estaria indiretamente matando as abelhas? Você encontra a resposta a seguir.

Em meia década, o consumo de leite de amêndoas aumentou 250%.

 

O ciclo de vida das abelhas é muito complexo.

Além da história

Outro relatório do The Guardian indica que o caso de Dennis não é isolado, pois, em média, os apicultores perderam 1 em cada 4 colônias em sua posse entre 2018 e 2019. Esse é o máximo histórico registrado desde o início do monitoramento dessa atividade há 13 anos, graças ao Bee Informed Partnership.

Vamos mais longe, pois apenas no inverno desse intervalo anual 50 bilhões de abelhas perderam a vida. Os dados foram coletados após a análise dos números fornecidos por mais de 4700 apicultores em 50 estados dos EUA.

As causas da morte massiva de abelhas

Todos esses dados são de grande interesse, mas ainda não respondem se o leite de amêndoas está matando diretamente as abelhas americanas ou não. De acordo com as fontes citadas, a associação entre a polinização de amendoeiras e a alta taxa de mortalidade de A. mellifera pode se dever aos seguintes fatores desencadeadores:

  1. Uso irresponsável de agrotóxicos: os agrotóxicos são utilizados para todo tipo de atividades agrícolas, mas as amendoeiras são pulverizadas com quantidades mais elevadas do que qualquer outra cultura, conforme indicado por fontes profissionais. O glifosato, usado globalmente em plantações de grande escala, demonstrou ser prejudicial às abelhas.
  2. Interrupção da dormência: os favos de mel cessam sua atividade no inverno devido às baixas temperaturas. Eles aproveitam esse tempo para recuperar as energias e se fortalecer. Infelizmente, a polinização das amendoeiras na Califórnia significa que elas precisam “acordar” mais cedo do que o esperado, em fevereiro ou no início de março.
  3. Aglomeração de abelhas: o número total de abelhas necessário para polinizar os pomares de amendoeiras é muito maior do que seria necessário para a polinização de macieiras e outras árvores. O acúmulo de abelhas em um ambiente confinado pode promover a disseminação de ácaros, vírus, bactérias e outros patógenos para esses insetos.

Além disso, a própria liberação maciça de abelhas Apis mellifera em campos agrícolas americanos pode ter um efeito deletério sobre as espécies nativas. Devido ao seu grande número e eficiência produtiva, os animais estrangeiros poderiam competir por recursos com as espécies nativas e deslocá-las em longo prazo.

Uma reflexão necessária

Parece claro que a polinização das amendoeiras afeta as abelhas. Em todo caso, a renomada revista Forbes faz uma reflexão essencial: culpar os consumidores nunca é a solução. Não é novidade que a mídia atribui responsabilidade às pessoas, mas não se fala o suficiente sobre as práticas agressivas das empresas privadas.

É necessária uma história intitulada “A verdade mortal por trás do seu vício em leite de amêndoas”? As amendoeiras não são as responsáveis pela morte das abelhas, e sim os métodos de produção em massa e a utilização de pesticidas. Segundo a Forbes, a empresa Monsanto (do grupo Bayer), fabricante do glifosato, seria a verdadeira culpada dessa situação e da morte das abelhas.

O uso de pesticidas nocivos nas culturas e a falta de respeito pelos ciclos biológicos normais dos animais são o verdadeiro problema.

 

Um grande número de abelhas mortas.

As amendoeiras não matam as abelhas

Assim, podemos afirmar que a frase “a produção de leite de amêndoas está matando bilhões de abelhas” é relativamente verdadeira, mas requer a compreensão de muitas nuances. Não são as amendoeiras (Prunus dulcis) que matam esses himenópteros, e sim o desejo de produzir em níveis exorbitantes para obter benefícios monetários astronômicos.

Além de culpar o consumidor (alheio a tudo isso), o certo seria colocar a responsabilidade sobre quem realmente a merece: as empresas que utilizam métodos de produção prejudiciais aos ecossistemas e ao ser humano. E você, o que acha?

Pode interessar a você...
A dança das abelhas
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
A dança das abelhas

A dança das abelhas é a forma que esses insetos têm para localizar comida e comunicar essa informação a seus companheiros. Saiba mais aqui!