A razão pela qual os gatos não rugem como os leões

dezembro 14, 2019
Os gatos emitem sons diferentes, miam e ronronam, mas eles não rugem... Você quer saber o motivo?

Os gatos são capazes de emitir até 100 sons diferentes para expressar emoções ou estados de humor, mas eles não rugem como seus parentes felinos maiores. Por que isso acontece?

O que é e como ocorre o rugido?

Um dos sons mais impressionantes que a natureza nos oferece é o rugido de um leão. Esse som profundo e explosivo é produzido por certas espécies de animais do gênero Panthera, como o tigre, o leopardo, a onça e, é claro, o leão (Panthera leo), cujo rugido é o mais poderoso e icônico.

O rugido gera um som forçado através da boca aberta, e o responsável por isso é o osso hioide. Este pequeno osso flutuante, localizado na garganta, é relativamente flexível e parcialmente ossificado em animais capazes de rugir.

A vibração do osso hioide, juntamente com um arranjo das cordas vocais e da laringe no momento apropriado, é o que permite o rugido.

O rugido costuma ser definido por um padrão dividido em três seções com diferentes frequências. O rugido mais característico de todos, o do leão, consiste nos primeiros rugidos longos e graves, que dão lugar a uma série de rugidos mais curtos, que podem ser ouvidos a oito quilômetros de distância.

Por que os gatos não rugem como os leões?

Apesar da semelhança com os grandes felinos, os gatos não são capazes de emitir rugidos. Somente em 1834 um pesquisador chamado Richard Owen descobriu a razão biológica por trás disso.Por que os gatos não rugem como os leões?

Apesar de também possuir um osso hioide que suporta a língua e a laringe, Owen descobriu que, nos gatos, esse osso é muito mais duro que o dos felinos grandes, além de ser completamente calcificado. Isso os impede de emitir rugidos.

Há mais diferenças morfológicas entre os felinos, e elas estão na espessura das cordas vocais. Animais capazes de rugir, como o leão e o tigre, têm cordas vocais muito mais grossas do que, por exemplo, o gato doméstico ou o leopardo-das-neves.

Nossos amigos felinos não rugem, mas são capazes de emitir um som no qual o osso hioide e as cordas vocais também intervêm: o ronronar.

Gatinho filhote

Como um gato ronrona?

Embora o mecanismo ainda não seja totalmente conhecido, estudos recentes sugerem que os gatos tiram proveito da rigidez do osso hioide para emitir o ronronar.

Além disso, acredita-se que os gatos vibrem as suas cordas vocais a uma taxa de 26 vezes por segundo ao inspirar e expirar ar enquanto estão emitindo esse som característico e tranquilizador.

O ronronar não é uma característica exclusiva dos gatos domésticos, pois alguns parentes, como o guepardo e outros mais distantes, como o mangusto, também são capazes de ronronar.

Um fato relevante é que os felinos que ronronam não conseguem rugir e, por sua vez, os grandes felinos que rugem não conseguem ronronar. Curioso, não é mesmo?

Weissengruber, G. E., Forstenpointner, G., Peters, G., Kübber‐Heiss, A., & Fitch, W. T. (2002). Hyoid apparatus and pharynx in the lion (Panthera leo), jaguar (Panthera onca), tiger (Panthera tigris), cheetah (Acinonyx jubatus) and domestic cat (Felis silvestris f. catus). Journal of anatomy201(3), 195-209.